terça-feira , 17 outubro 2017
Home / Destaque / Vídeo mostra deputado de MT saindo de casa às pressas de pijama e com mala de mão antes da chegada da PF

Vídeo mostra deputado de MT saindo de casa às pressas de pijama e com mala de mão antes da chegada da PF

 Imagens de câmeras de segurança registraram o momento em que o deputado estadual Gilmar Fabris (PSD), preso há duas semanas na Operação Malebolge, saiu às pressas do apartamento onde mora, em Cuiabá, momentos antes da chegada de agentes da Polícia Federal. Os policiais foram ao local para cumprir um mandado de busca e apreensão determinado pelo Supremo Tribunal Federal (STF).

Fabris também apareceu reclamando do valor de suposta propina em imagens entregues pelo ex-governador Silval Barbosa (PMDB) à Procuradoria-Geral da República (PGR), após acordo de delação.

De fato, Fabris foi preso por meio de pedido de prisão autorizado pelo ministro do STF, Luiz Fux, após argumento da PGR que dizia que o parlamentar soube da operação Malebolge e saiu de casa às pressas, no dia 14 de setembro. A defesa do deputado nega que Gilmar Fabris soubesse de qualquer informação.

O vídeo mostra Gilmar Fabris, usando pijama, entrando no elevador na companhia da mulher dele.

Eles entram no elevador às 5h34. O deputado veste um pijama azul-marinho e chinelo, além de carregar uma mala em uma das mãos. O casal aparece no estacionamento às 5h36 e entra em um carro para deixar o prédio.

Vídeo mostra deputado de MT saindo de casa às pressas de pijama e com mala de mão antes da chegada da PF (Foto: TVCA/Reprodução)

Vídeo mostra deputado de MT saindo de casa às pressas de pijama e com mala de mão antes da chegada da PF (Foto: TVCA/Reprodução)

Vinte minutos depois, um carro dos agentes da Polícia Federal estaciona na frente do prédio. No dia em que a operação foi deflagrada, houve a suspeita de que Fabris teria fugido. A respeito do vídeo, os advogados de Fabris disseram que o deputado vai se manifestar somente na Justiça.

Além de Fabris, outros sete deputados foram alvos da operação, que investiga corrupção passiva, lavagem de dinheiro, sonegação de renda e organização criminosa. Gilmar Fabris está preso no Centro de Custódia da Capital (CCC).

Os parlamentares receberiam ‘mensalinhos’ para facilitar os projetos e obras do governo estadual. Os crimes foram denunciados pelo ex-governador de Mato Grosso, Silval Barbosa.

Veja Também

PF cumpre mandado de busca e apreensão no gabinete do deputado Lúcio Vieira Lima, irmão de Geddel

Em um desdobramento da operação que apreendeu em setembro R$ 51 milhões em dinheiro vivo em um ...

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: