sexta-feira , 22 setembro 2017
Home / Destaque / Utinga: Delegacia do interior baiano é selecionada pelo Prêmio Innovare

Utinga: Delegacia do interior baiano é selecionada pelo Prêmio Innovare

O objetivo da Seleção Pública é premiar projetos sociais que promovam benefícios ao Sistema Judiciário Brasileiro. Segundo informações do SINDPOC, essa é a primeira delegacia a ser selecionada na premiação
O Prêmio Innovare, promovido pela Fundação Roberto Marinho e o Conselho Nacional de Justiça, selecionaram na categoria “Justiça e Cidadania” o Projeto Social ” Apoio ao Conselho Tutelar e Ministério Público”,  inscrito pela Delegacia Territorial de Utinga, que pertence a 12° Coordenadoria de Itaberaba, município baiano localizado na região próxima à Chapada Diamantina.
A Comissária Julgadora do Prêmio Innovare é composta por ministros do Supremo Tribunal Federal, STJ, desembargadores, promotores, juízes, defensores e advogados.
O Instituto Innovare tem a finalidade de premiar ações do Poder Judiciário, Ministério Público, Defensoria Pública e de advogados que contribuam para a efetividade e democratização do Sistema Judiciário Brasileiro.
O investigador Assis Castro de Oliveira, da Delegacia de Utinga, autor do projeto que foi selecionado pela Innovare, explica que a iniciativa, desde 2015, acompanha os casos de  denúncias que envolvem crimes de violência doméstica e abusos de incapazes( crianças, adolescentes, deficientes físicos e idosos) nos distritos e povoados da região de Utaberaba.
 ” O interior tem uma carência maior desse tipo de ação. Esse projeto demonstrou a boa vontade dos servidores em resolver esse crimes de abuso. Foi um trabalho de equipe!”, comemorou o investigador, lembrando ainda que os casos foram encaminhados ao Ministério Público e ao Conselho Tutelar. Uma visita técnica ao município  será agenda pela Comissão Julgadora do Instituto como próxima etapa da Seleção Pública.
O Presidente do SINDPOC, Marcos Maurício, parabeniza a iniciativa do investigador Assis e da Delegacia de Utinga.” Esse  Projeto  demonstra que a Polícia Civil tem vários talentos que não são valorizados pela Secretaria de Segurança Pública do Estado. Fomenta à inovação e reafirma o compromisso dos policiais civis com a sociedade brasileira. Queremos avançar na qualidade do serviço que prestamos ao país”, pontua Marcos Maurício.

Veja Também

Caso Garotinho: PF faz buscas na casa de réu investigado por tentar subornar juiz para evitar prisão de ex-governador

RIO – A Polícia Federal (PF) cumpriu, na manhã desta quarta-feira, mandado de busca e ...

%d blogueiros gostam disto: