domingo , 17 dezembro 2017
Home / Destaque / TSE retoma julgamento da chapa Dilma-Temer com segurança reforçada

TSE retoma julgamento da chapa Dilma-Temer com segurança reforçada

Ação contra Dilma e Temer tramita há mais de dois anos no TSE; segurança do prédio do tribunal foi reforçada

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) retoma, nesta terça-feira (6), o julgamento contra a chapa que elegeu Dilma Rousseff (PT) presidente e Michel Temer (PMDB) seu vice , nas eleições de 2014.

O processo que apura suposto abuso político e eleitoral na campanha da chapa de Dilma e Temer tramita no TSE  há dois anos e três meses e teve o julgamento suspenso em março deste ano. O ministro Gilmar Mendes definiu quatro sessões para a análise do processo, que serão realizadas nesta terça, às 19h; nesta quarta (7), às 9h; e nesta quinta (8), em sessões às 9h e às 19h.

Por causa do julgamento, considerado um dos maiores dos últimos anos na Justiça Eleitoral, a direção do TSE prevê que um grande número de pessoas circule pelo prédio do tribunal nos três dias de sessões. Por isso, a Secretaria de Segurança do TSE confirmou que o policiamento no local e nos arredores será reforçado.

A secretaria terá ainda o apoio de efetivo da Polícia Militar, com estação móvel, do Batalhão de Choque e do Batalhão da Rotam.

O esquema especial de segurança inclui todo o perímetro dos prédios do TSE , Superior Tribunal de Justiça, Tribunal Superior do Trabalho e embaixadas da Austrália, Reino Unido, França e Estados Unidos.

Além disso, os estacionamentos localizados ao redor do prédio do TSE estão interditados desde a meia-noite dessa segunda-feira.

Julgamento da chapa Dilma-Temer

O processo foi iniciado logo após as eleições de 2014, em pedido da chapa derrotada, que era do PSDB, por conta de irregularidades como o recebimento de dinheiro vindo de propina da Petrobras, que já era alvo de investigação na Operação Lava Jato .

Como Dilma já foi afastada da Presidência, contra ela, a condenação pode ser a perda dos direitos políticos. Já Temer pode ser retirado do cargo por conta de uma eventual condenação, mas não deve perder os direitos políticos nesse julgamento. No entanto, após a sentença, os dois ainda podem recorrer no próprio TSE e para o Supremo Tribunal Federal.

Veja Também

Criança é mordida por cão contaminado com raiva em Feira de Santana

A cidade de Feira de Santana está em alerta após uma criança ser mordida por ...

%d blogueiros gostam disto: