domingo , 24 setembro 2017
Home / Destaque / Tio de Aécio Neves diz que carreira política do tucano está encerrada

Tio de Aécio Neves diz que carreira política do tucano está encerrada

Pai de Frederico Medeiros, primo do senador, diz que o político não tem o “mínimo de cerimônia com os escrúpulos”; Fred foi preso na semana passada

Tio do senador Aécio Neves (PSDB-MG) confirmou ao
Reprodução

Tio do senador Aécio Neves (PSDB-MG) confirmou ao “Estadão” que é o autor do texto publicado no Facebook

Tio do senador afastado Aécio Neves (PSDB-MG), o desembargador aposentado do TJ-MG (Tribunal de Justiça de Minas Gerais) Lauro Pacheco de Medeiros Filho disparou críticas contra o sobrinho em seu perfil no Facebook. O texto foi publicado após a prisão de Frederico Pacheco de Medeiros, primo do tucano e filho do magistrado.

O tio do tucano afirmou que falta a Aécio “qualidade moral e intelectual para o exercício do cargo que disputou de presidente da República”. O desembargador, que se aposentou do cargo em 1998, confirmou ao jornal “ O Estado de S.Paulo ” ter sido o autor do texto publicado na rede social.

Lauro afirma ainda que a prisão de Fred é consequência das ações do senador, que foi gravado pedindo R$ 2 milhões ao empresário Joesley Batista, da JBS , para o pagamento de advogados. “Aécio: meu filho Frederico Pacheco de Medeiros está preso por causa de sua lealdade a você, seu primo”, disparou.

O desembargador aposentado também fez referências a Tancredo Neves, que foi eleito presidente do Brasil em 1985, mas morreu antes de assumir o mandato. “Ele [Fred] tem um ótimo caráter, ao contrário de você, que acaba de demonstrar não ter, usando uma expressão de seu avô Tancredo Neves, o ‘mínimo de cerimônia com os escrúpulos’”, acrescentou.

Prisão

Fred foi preso preventivamente pela Polícia Federal na última quinta-feira (18) durante a Operação Patmos. O primo de Aécio recebeu uma mala com o valor solicitado pelo senador. O valor foi levado pelo diretor de Relações Institucionais da JBS, Ricardo Saud, um dos diretores.  Em seguida, Fred passou o dinheiro para Mendherson Souza Lima, assessor parlamentar do senador Zezé Perrella (PMDB-MG). No mesmo dia, a irmã de Aécio, Andrea Neves, também foi presa.

Veja a íntegra da carta escrita pelo tio de Aécio:

Aécio: Meu filho Frederico Pacheco de Medeiros está preso por causa de sua lealdade a você, seu primo.

Ele tem um ótimo caráter, ao contrário de você, que acaba de demonstrar não ter, usando uma expressão de seu avô Tancredo Neves, o “mínimo de cerimônia com os escrúpulos”.

Vejo agora, Aécio, que você não faz jus à memória de seu saudoso pai, o deputado Aécio Cunha. Falta-lhe, Aécio, qualidade moral e intelectual para o exercício do cargo que disputou de presidente da República.

Para o bem do Brasil, sua carreira política está encerrada.

Ass. Lauro Pacheco de Medeiros Filho

Desembargador aposentado do Tribunal de Justiça de Minas Gerais.

Fonte: Último Segundo – iG @ http://ultimosegundo.ig.com.br/politica/2017-05-22/tio-aecio.html

Veja Também

Papagaio faz compra na Amazon imitando voz da dona, em Londres

POR O GLOBO 20/09/17 – 11h24 | Atualizado: 20/09/17 – 11h40   LONDRES — A dona de um papagaio ...

%d blogueiros gostam disto: