domingo , 17 dezembro 2017
Home / Destaque / ‘Senti o sangue dela em mim’, diz marido de grávida morta na frente de boate

‘Senti o sangue dela em mim’, diz marido de grávida morta na frente de boate

Briga em casa noturna termina com uma adolescente morta, em RO

Briga em casa noturna termina com uma adolescente morta, em RO

O marido da adolescente Luaine Cerqueira Nascimento, grávida de quase 8 meses, contou detalhes sobre o tiroteio na frente de uma boate que terminou com a morte da esposa dele, neste sábado (2), em Ariquemes (RO). Segundo o auxiliar de serviços gerais Ademias Bastos, de 20 anos, Luaine o chamou para ir de moto na casa de shows e ajudar uma amigo dela que estava embriagado.

“Eu falei pra ela ‘a gente passa em frente e se ele tiver lá a gente para e fala para ele ir embora, se ele não tiver a gente passa direto. Na hora que eu encostei a moto, ela nem chegou a tirar o capacete da cabeça e os segurança já vieram empurrando dois brigando”, relembra.

“Ela falou ‘amor, é briga, vamos sair’. Na hora já acertaram o disparo nela. Eu vi ela cair, senti o sangue dela em mim”, diz o rapaz inconformado.

Marido se desespera ao ver corpo da esposa em ambulância (Foto: Balanço Notícias/Reprodução)Marido se desespera ao ver corpo da esposa em ambulância (Foto: Balanço Notícias/Reprodução)

Marido se desespera ao ver corpo da esposa em ambulância (Foto: Balanço Notícias/Reprodução)

A adolescente, que estava no 8° mês de gestação e tinha 16 anos, chegou a ser socorrida e morreu na ambulância. O bebê do casal também não sobreviveu.

“Tudo que eu estava fazendo era por ela e pelo meu filho. Agora, sem ela e sem meu filho, não sei o que vai ser”, lamenta o jovem.

Jovem conta sobre tragédia com a esposa (Foto: Rede Amazônica/Reprodução)

Jovem conta sobre tragédia com a esposa (Foto: Rede Amazônica/Reprodução)

Após saber da morte, o jovem entrou em desespero ao ver o corpo na ambulância e chorou ajoelhado na frente do veículo.

Luciene Cerqueira, mãe de Luaine, diz estar inconformada com a perda da filha. “Eu recebi a notícia de manhã cedo que a minha filha estava morta. Deram um tiro na cabeça dela. Como que a pessoa chega atirando assim? Eu só quero justiça!”, diz a mãe chorando.

Caso

Adolescente estava indo pro 8° mês de gestação (Foto: Arquivo Pessoal)

Adolescente estava indo pro 8° mês de gestação (Foto: Arquivo Pessoal)

Segundo a Polícia Militar (PM), durante a madrugada os agentes foram avisados que tiros haviam sido disparados próximo a uma casa noturna.

No local, eles encontraram a jovem grávida sendo socorrida e outras pessoas feridas sem gravidade no local, em um clima de muita confusão.

Um militar que estava no local foi agredido durante a confusão generalizada. Ele é o suspeito de efetuar os disparos durante o tumulto na frente da casa noturna.

O policial foi hospitalizado com ferimentos na cabeça e deve ser ouvido pela Polícia Civil quando receber alta.

Além da adolescente atingida com um tiro na cabeça, outras sete pessoas ficaram feridas na durante toda a confusão e quatro foram socorridas pelo Corpo de Bombeiros e Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), mas nenhuma com gravidade.

Briga começou dentro da boate e continuou do lado de fora (Foto: Diêgo Holanda/G1)Briga começou dentro da boate e continuou do lado de fora (Foto: Diêgo Holanda/G1)

Briga começou dentro da boate e continuou do lado de fora (Foto: Diêgo Holanda/G1)

Veja Também

Criança é mordida por cão contaminado com raiva em Feira de Santana

A cidade de Feira de Santana está em alerta após uma criança ser mordida por ...

%d blogueiros gostam disto: