domingo , 24 setembro 2017
Home / Destaque / Policiais são demitidos nove anos após tentarem extorquir R$ 70 mil de empresário

Policiais são demitidos nove anos após tentarem extorquir R$ 70 mil de empresário

 

Os investigadores Josemário Antônio dos Santos Rodrigues, Eduardo Jorge Mendonça Nascimento e Valter Santana Santos foram demitidos da Polícia Civil baiana nesta terça-feira (18), após terem sido presos, em 2008, por serem flagrados em uma tentativa de extorsão a um empresário. A decisão do governo do estado da Bahia atende a uma recomendação da Procuradoria Geral do Estado (PGE) e foi publicada na edição do Diário Oficial de hoje.

Os policiais foram presos em flagrante quando tentavam extorquir R$ 70 mil de um empresário do ramo de reciclagem. De acordo com as investigações à época, o trio teria agido com a participação ainda do também policial civil Antônio Gonçalves Mendes Filho, que morreu quando o processo ainda tramitava na Justiça, e do sargento reformado Egídio José Brandão.

As investigações apontaram que eles exigiam o dinheiro para não apreender os produtos que o empresário tinha em um galpão, alegando procedência ilegal, e para não prendê-lo por receptação de mercadoria ilegal.

Na época do crime, Josemário e Eduardo trabalhavam na Delegacia de Repressão a Furtos e Roubos (DRFR),  Valter fazia parte do Grupo Especial de Suporte a Inquérito Policial (Gesip) e Antônio era lotado na 18ª Delegacia de Polícia (Camaçari).

Em decisão de 25 de agosto de 2014, a Justiça condenou Eduardo Jorge, Josemario e Valter a cinco anos e quatro meses de prisão. A pena deveria ser cumprida em regime semi-aberto. A decisão foi no primeiro grau. Os recursos impetrados por Eduardo e Josemario foram negados no segundo grau, onde o processo está desde 2015. Já Valter, conseguiu ser absolvido.

Por orientação da PGE, o governo decidiu pela absolvição de Antônio e de Egídio, pela demissão de Eduardo e Josemário e pela suspensão da aposentadoria de Valter. O parecer foi da procuradora e assessora especial da PGE Sissi Andrade.

De acordo com informações da PGE, após ter a absolvição na Justiça Valter entrou com pedido de reconsideração da demissão, no entanto, a PGE alega que o fundamento utilizado na sentença criminal para absolvição do servidor não repercute na esfera administrativa e, por esse motivo, recomendou ao governo a suspensão dos benefícios concedidos pela aposentadoria, já que o policial não estava mais na ativa.

 Extorsão

Os cinco acusados foram presos no dia 24 de março de 2008, no bairro de Águas Claras, pelos crimes de concussão (extorsão praticada por servidor público) e formação de quadrilha. Os acusados foram presos quando retiravam uma carga de ferro-velho, avaliada em R$38 mil, da empresa Recicle e Cia, em represália por não conseguirem extorquir R$70 mil do proprietário, o empresário José Roberto Batista da Silva. “Eles acreditavam que, tirando o material, pressionariam a vítima a efetuar o pagamento”, disse à época o então delegado-chefe da Polícia Civil Joselito Bispo.

Os policiais só não conseguiram consumar o golpe porque a vítima procurou a Secretaria de Segurança Pública (SSP) e denunciou a extorsão. Usando câmeras e microfones escondidos no interior da empresa, a polícia produziu um vídeo incriminando os acusados.

 

Veja Também

Papagaio faz compra na Amazon imitando voz da dona, em Londres

POR O GLOBO 20/09/17 – 11h24 | Atualizado: 20/09/17 – 11h40   LONDRES — A dona de um papagaio ...

%d blogueiros gostam disto: