Lúcio e o irmão Geddel, que está preso|| Foto Jornal Bahia Online

Informações preliminares apontam que a Polícia Federal (PF) está no gabinete 612 da Câmara dos Deputados. A sala é atribuída ao deputado federal Lúcio Vieira Lima (PMDB-BA), irmão do ex-ministro Geddel Vieira Lima, preso na última sexta (8).

O parlamentar foi vinculado à Operação Tesouro Perdido, pois junto à apreensão do bunker de R$ 51 milhões, ligado a Geddel, a PF encontrou também um boleto de uma funcionária de Lúcio. Além disso, o imóvel era cedido ao deputado pelo empresário Silvio Silveira.

Diante desses fatos, o juiz Vallisney Oliveira, da 10ª Vara Federal de Brasília, decidiu encaminhar o processo para o Supremo Tribunal Federal (STF), já que Lúcio possui foro privilegiado. Do Bahia Notícias.