A CADA ELEIÇÃO FICARÁ MAIS DIFÍCIL SE ELEGER VEREADOR EM ILHÉUS. Só  os competentes e/ou ‘espertos’ no bom sentido, continuarão trilhando e pavimentando a estrada do sucesso nas urnas. Escolha de uma boa agremiação partidária; capital de reserva e estrutura; assessoria competente; grupo e equipe focada; ações concretas e convincentes; muita lábia e sola de sapato são requisitos necessários. Ainda no sistema político brasileiro, fazer alianças é um muito importante para os partidos. Em um sistema altamente fragmentado, com dezenas de partidos diferentes, apenas através de acordos com outros partidos é possível se destacar e ganhar terreno na política. Essa realidade já se impõe nas eleições, em que os partidos criam alianças entre si para aumentar suas chances de obter resultados positivos nas urnas.

Essas alianças eleitorais são chamadas de coligações. E propostas de mudanças começam a ser votadas pelo Congresso Nacional.

Dos cargos das eleições proporcionais e majoritárias

A proposta estabelece o fim das coligações nas eleições proporcionais, ou seja, para os cargos de vereador, deputado estadual, deputado federal e deputado distrital. Contudo, continuarão existindo as coligações para as eleições majoritárias, ou seja, para os cargos de prefeito, governador, senador e presidente da República.

Do fortalecimento dos partidos políticos

A aprovação da referida PEC, sem dúvida, objetiva fortalecer os partidos políticos. Porém, quais partidos sairão fortalecidos com essa mudança? Todos os partidos existentes no Brasil? Pois bem, possivelmente, não temos como responder com exatidão a primeira pergunta, pois a sua resposta dependerá de como cada agremiação partidária estava, e ainda está, planejando sua participação para o pleito municipal do ano que vem (caso as regras do fim das coligações proporcionais venham a ser implantadas já nas próximas eleições municipais de 2018). Mais ainda, em nossa opinião, o próprio histórico partidário de cada agremiação será determinante para estabelecer seu futuro político. Fazendo uma referência a Charles Darwin, as regras pelas quais todas as agremiações partidárias serão submetidas com o fim das coligações proporcionais servirão como uma espécie de “seleção natural” dos partidos políticos. Ou seja, sobreviverão os partidos mais fortes, os mais aptos, aqueles que, ao longo do tempo, souberam fazer a melhor leitura do atual e mutante ambiente político-eleitoral-social que vivemos, ou mesmo aqueles que, de uma forma ou outra, souberam se destacar entre tantos outros partidos e conseguiram implantar sua existência no subconsciente da sociedade, mesmo que timidamente. Claro que não se pode deixar do aspecto financeiro. Num país de corruptos e corruptores, o voto terá peso de puro.

O futuro dos nanicos, pequenos e médios partidos políticos

Os partidos considerados nanicos passarão por um purgatório político-partidário e, provavelmente, poucos conseguirão sair inteiros. A tendência natural de algumas legendas é, ao longo do tempo, desaparecer por completo do cenário político. Outro caminho a ser trilhado por diversos partidos políticos, mesmo aqueles considerados de pequeno e médio “porte”, diz respeito aos institutos da “fusão” e “incorporação”. Em outras palavras, os partidos que não conseguirem oxigenar suficientemente seus quadros partidários para, isoladamente, disputar os pleitos eleitorais, tendo em mente o fim das coligações proporcionais, fatalmente, para não sair do cenário político, deverão se render às fusões, para o surgimento de uma nova agremiação partidária, ou às incorporações, onde esses pequenos e médios partidos serão incorporados por outra legenda, melhor estruturada.

Da permanência do sistema eleitoral proporcional e da permanência do efeito Tiririca (puxador de votos)

Com o possível fim das coligações proporcionais, não significa dizer que também teremos o fim do sistema eleitoral proporcional. Não é isso. Pelo menos até o momento, uma vez que a reforma política está ocorrendo de forma fatiada no Congresso Nacional. Ainda teremos os famosos quocientes eleitoral e partidário. Logo, a regra que permite que o voto dado ao candidato A possa beneficiar o candidato C permanece. Com o possível fim das coligações proporcionais, o que teremos de diferente é que tanto o candidato A como o candidato C obrigatoriamente serão do mesmo partido político, e não mais poderão ser de partidos diversos, como acontece com as coligações proporcionais.

Exemplificando, se o “partido X” tiver em seus quadros partidários, para o cargo de vereador, um candidato “Tiririca”, aquele considerado puxador de votos, e se o candidato “Tiririca” obtiver uma votação expressiva o suficiente para o seu partido político alcançar, além do seu próprio mandato, mais quatro cadeiras na Câmara municipal, o “partido X” contará, sim, com as cinco vagas no parlamento local, visto que os votos obtidos somente pelo candidato “Tiririca” foram suficientes para elegê-lo e ainda levar consigo mais quatro vereadores, elegendo todos os cinco candidatos lançados pelo “partido X”. Por óbvio, as críticas quanto algumas injustiças que o sistema proporcional ocasiona ainda continuarão a existir.

Por exemplo, no caso acima, suponhamos que os quatro vereadores eleitos pelos votos do candidato “Tiririca”, obtiveram, individualmente, a seguinte votação: candidato A (10 votos), candidato B (15 votos), candidato C (20 votos) e candidato D (25 votos). Sendo que o candidato “Tiririca” obteve 10.100 votos. Por outro lado, igual sorte não teve o “partido Z”, que também lançou cinco candidatos, sendo que o candidato “1” obteve 1.700 votos, o candidato “2” obteve 50 votos, o candidato “3” obteve 50 votos, o candidato “4” obteve 50 votos e o candidato “5” obteve 50 votos, pois não conseguiu eleger nenhum candidato, visto que o quociente eleitoral fora de 2.000 votos e a soma de todos os candidatos do “partido Z” alcançou apenas 1900 votos.

Dessa forma, a principal crítica que se faz ao sistema proporcional é referente à legitimidade representativa de alguns candidatos, como é o caso dos candidatos A, B, C, e D do “partido X que, somados, alcançaram singelos 70 votos, porém, foram eleitos graças aos votos do candidato “Tiririca”.

Por outro lado, o candidato “1”, do partido Z, sozinho, obteve 1.700 votos, porém, não foi eleito pelo fato da soma dos votos obtidos pelo “partido Z” não ter alcançado o quociente eleitoral, que foi equivalente a 2.000 votos. Por fim, é importante registrar novamente que o fim das coligações proporcionais ainda não é uma realidade, na data de hoje, precisando passar pela aprovação na Câmara Federal. De qualquer forma, é bom que todos os partidos comecem a se mexer para levar o máximo de candidatos possível para seus respectivos quadros partidários, pois, caso contrário, os partidos desorganizados passarão a ser meros expectadores dos acontecimentos políticos.

Veja o resultado geral da Eleição Para Vereador em  2016 –  ILHÉUS – e os 19 ELEITOS pelo sistema de coligação de partidos ainda em vigor.

*0001 11222 JAMIL OCKE PP – PP / PRB 2.330 2,48%
*0002 15000 JUAREZ ALMEIDA PMDB – PMDB / DEM / PSDC / PRP 1.981 2,11%
*0003 11000 DR ALDEMIR PP – PP / PRB 1.799 1,92%
*0004 11234 TARCISIO PAIXAO PP – PP / PRB 1.699 1,81%
*0005 10123 IVO EVANGELISTA PRB – PP / PRB 1.544 1,64%
*0006 55233 PAULO CARQUEIJA PSD – REDE / PSD / PT do B 1.524 1,62%
*0007 12000 ABRAÃO PDT 1.483 1,58%
*0008 40600 LUKAS PAIVA PSB 1.476 1,57%
*0009 12300 CESAR PORTO PDT 1.176 1,25%
*0010 13333 MAKRISI PT 1.162 1,24%
*0011 12777 THADEU MUNIZ PDT 1.112 1,18%
*0012 55133 PASTOR MATOS PSD – REDE / PSD / PT do B 1.077 1,15%
*0013 55123 JERBSON MORAES (JM) PSD – REDE / PSD / PT do B 1.070 1,14%
*0014 40789 NINO VALVERDE PSB 1.019 1,08%
*0015 65555 NERIVAL PC do B – PROS / PC do B / PR / PTN / SD 1.008 1,07%
*0016 55333 ERY BAR PSD – REDE / PSD / PT do B 1.008 1,07%
*0017 40231 FABRICIO NASCIMENTO PSB 926 0,99%
*0018 43111 PAULO MEIO QUILO PV – PV / PSDB 874 0,93%
*0019 43043 GIL GOMES PV – PV / PSDB 746 0,79%

Demais candidatos e respectivos números de votos em ordem decrescente:
20 13123 PROFESSORA ENILDA PT 1.159 1,23%
21 11111 LUIZ CARLOS ESCUTA PP – PP / PRB 1.148 1,22%
22 11612 GILMAR SODRE PP – PP / PRB 1.122 1,19%
23 11655 ZÉ NEGUINHO PP – PP / PRB 1.040 1,11%
24 12333 EDVALDO GOMES PDT 1.026 1,09%
25 11140 RAFAEL BENEVIDES PP – PP / PRB 958 1,02%
26 55000 NÉO BASTOS PSD – REDE / PSD / PT do B 938 1,00%
27 13456 DERO PT 917 0,98%
28 40123 AUGUSTÃO PSB 900 0,96%
29 90444 ROQUE PROS – PROS / PC do B / PR / PTN / SD 875 0,93%
30 55555 SONILDA MELLO PSD – REDE / PSD / PT do B 873 0,93%
31 15611 DR. RODRIGUES PMDB – PMDB / DEM / PSDC / PRP 795 0,85%
32 65800 DINHO GÁS PC do B – PROS / PC do B / PR / PTN / SD 746 0,79%
33 65789 DR. JÓ PC do B – PROS / PC do B / PR / PTN / SD 731 0,78%
34 55666 IVETE PSD – REDE / PSD / PT do B 730 0,78%
35 43000 JOSE VICTOR PESSOA PV – PV / PSDB 709 0,75%
36 55325 AIRIZON DA ACADEMIA PSD – REDE / PSD / PT do B 630 0,67%
37 45123 JONILSON SOUZA PSDB – PV / PSDB 607 0,65%
38 45777 RAIMUNDO DO BASILIO PSDB – PV / PSDB 593 0,63%
39 12580 TUCA PDT 560 0,60%
40 11145 ANTONIO CARLOS PP – PP / PRB 531 0,57%
41 55255 ELIFAZ PSD – REDE / PSD / PT do B 524 0,56%
42 77077 BOCA SD – PROS / PC do B / PR / PTN / SD 523 0,56%
43 40456 BISPO JAILSON PSB 509 0,54%
44 15123 MARCOS DA CESTA PMDB – PMDB / DEM / PSDC / PRP 500 0,53%
45 43555 JEGUE PV – PV / PSDB 498 0,53%
46 77000 ALEX ELETRICISTA SD – PROS / PC do B / PR / PTN / SD 498 0,53%
47 12223 DOMINGÃO DO FERRO VELHO PDT 482 0,51%
48 40000 ALMEIDINHA MEU FIO PSB 465 0,49%
49 11555 JAU PP – PP / PRB 451 0,48%
50 55988 ROBERTO PEREIRA PSD – REDE / PSD / PT do B 443 0,47%
51 55755 DANILLO RABAT (PILHA) PSD – REDE / PSD / PT do B 435 0,46%
52 40031 ZÉ CARLOS DO SINDICATO PSB 433 0,46%
53 15222 DR. EDUARDO ROCHA PMDB – PMDB / DEM / PSDC / PRP 432 0,46%
54 43123 ADILSON NEVES PV – PV / PSDB 430 0,46%
55 13100 KAIQUE SOUZA PT 425 0,45%
56 70007 SILVESTRE PT do B – REDE / PSD / PT do B 419 0,45%
57 55955 JOSUÉ DO COUTO PSD – REDE / PSD / PT do B 415 0,44%
58 12444 JOEL BORGES PDT 396 0,42%
59 40233 JAMES COSTA PSB 384 0,41%
60 12123 WALBER OLIVEIRA PDT 382 0,41%
61 55556 CLAUDIO CORREIA PSD – REDE / PSD / PT do B 374 0,40%
62 13000 OSVALDO JORGE PT 356 0,38%
63 55055 SANTANA PSD – REDE / PSD / PT do B 341 0,36%
64 40111 CACAU DE OLIVENÇA PSB 336 0,36%
65 40567 LUCIANO LUNA PSB 332 0,35%
66 12789 ZEZINHO PDT 332 0,35%
67 25123 FÁBIO JUNIOR DEM – PMDB / DEM / PSDC / PRP 323 0,34%
68 43777 RAILSON FELIX PV – PV / PSDB 319 0,34%
69 40444 LAU SABINO PSB 315 0,34%
70 11777 IRMÃO TITO PP – PP / PRB 315 0,34%
71 40321 EDSON SANTOS PSB 310 0,33%

72 65100 MARCOS LESSA PC do B – PROS / PC do B / PR / PTN / SD 309 0,33%
73 43456 JOTINHA PV – PV / PSDB 303 0,32%
74 11011 ALVINHO PP – PP / PRB 298 0,32%
75 11888 RAIMUNDO CONTADOR PP – PP / PRB 287 0,31%
76 45222 LU CERQUEIRA E BASTA PSDB – PV / PSDB 280 0,30%
77 43888 HELOM DO TAXI PV – PV / PSDB 280 0,30%
78 40555 RONNIE-VON PSB 278 0,30%
79 55678 DÁRIO DA PRINCESA ISABEL PSD – REDE / PSD / PT do B 277 0,29%
80 45045 GILBERTO TAVARES PSDB – PV / PSDB 271 0,29%
81 12345 LUCIANO CASCATA PDT 269 0,29%
82 13140 JERBERSON JOSUÉ PT 268 0,29%
83 55111 ZE CARLOS DO CASAL 20 PSD – REDE / PSD / PT do B 247 0,26%
84 12666 SORÓ BAHIA PDT 240 0,26%
85 40207 BETH LOUREIRO PSB 238 0,25%
86 55258 MARLENE DE JESUS PSD – REDE / PSD / PT do B 233 0,25%
87 65666 ENFERMEIRA ISA PC do B – PROS / PC do B / PR / PTN / SD 231 0,25%
88 12022 PROFESSORA JORGINA PDT 224 0,24%
89 65655 PROF RODOLFO PC do B – PROS / PC do B / PR / PTN / SD 224 0,24%
90 55222 TONHE DA VÉA PSD – REDE / PSD / PT do B 220 0,23%
91 40122 TCHOCK PSB 220 0,23%
92 55455 ALEX LIMA PSD – REDE / PSD / PT do B 217 0,23%
93 12222 MONICA VASCONCELOS PDT 215 0,23%
94 40007 CARA RALADA PSB 209 0,22%
95 65269 IRMÃO GEORGE PC do B – PROS / PC do B / PR / PTN / SD 193 0,21%
96 13013 EDSON VIEIRA PT 192 0,20%
97 15555 ZITO FLORES PMDB – PMDB / DEM / PSDC / PRP 178 0,19%
98 77333 BEATRIZ SD – PROS / PC do B / PR / PTN / SD 169 0,18%
99 12192 DARIO BOLA PDT 162 0,17%
100 11040 PIPO PP – PP / PRB 161 0,17%
101 43333 LILIANE LILI PV – PV / PSDB 161 0,17%
102 45333 AGRICULTOR BOLÃO PSDB – PV / PSDB 155 0,16%
103 12512 ADAI OLI PDT 143 0,15%
104 12111 CLEMILSON MOTOTAXI PDT 140 0,15%
105 40655 NEY DO DILAZENZE PSB 137 0,15%
106 11235 NELSON MAGALHÃES PP – PP / PRB 133 0,14%
107 11444 DENIS LIMA PP – PP / PRB 132 0,14%
108 43120 REGINALDO DANTAS PV – PV / PSDB 129 0,14%
109 12555 COCOTA PDT 108 0,11%
110 10111 MALTHEZ DE ATHAYDE PRB – PP / PRB 107 0,11%
111 55033 SALDANHA PSD – REDE / PSD / PT do B 105 0,11%
112 40888 SOCORRO PSB 105 0,11%
113 55420 LUCIANO MELGAÇO PSD – REDE / PSD / PT do B 103 0,11%
114 13800 JOÃO JOSÉ PT 102 0,11%
115 27777 CARLOS HUMBERTO PSDC – PMDB / DEM / PSDC / PRP 100 0,11%
116 15333 EDUARDO LIMA PMDB – PMDB / DEM / PSDC / PRP 99 0,11%
117 65432 JACKS RODRIGUES PC do B – PROS / PC do B / PR / PTN / SD 99 0,11%
118 13992 ALAN SANTANA PT 99 0,11%
119 45612 JEREMIAS DO JEGUE PSDB – PV / PSDB 89 0,09%
120 43222 SANDOVAL MACENA PV – PV / PSDB 88 0,09%
121 40333 ZÉ TROVÃO PSB 83 0,09%
122 19000 NINO DO BOLERO PTN – PROS / PC do B / PR / PTN / SD 82 0,09%
123 40048 NICÓ PSB 79 0,08%
124 11009 ELIEZER REIS PP – PP / PRB 76 0,08%
125 19333 VANDERLEI SILVA PTN – PROS / PC do B / PR / PTN / SD 75 0,08%
126 15240 CARLINHOS DO PAGODE PMDB – PMDB / DEM / PSDC / PRP 74 0,08%
127 45244 ZE BRANCO PSDB – PV / PSDB 73 0,08%
128 15777 FÁBIO SOUZA PMDB – PMDB / DEM / PSDC / PRP 72 0,08%
129 13789 MARIO ALELUIA PT 70 0,07%
130 43897 ROSANA ALVES PV – PV / PSDB 69 0,07%
131 55025 TYRONE PSD – REDE / PSD / PT do B 63 0,07%
132 10000 DODA DA CONQUISTA PRB – PP / PRB 62 0,07%
133 15110 MENTIRA PMDB – PMDB / DEM / PSDC / PRP 62 0,07%
134 10333 JUCELY PRB – PP / PRB 60 0,06%
135 15014 LUZA PMDB – PMDB / DEM / PSDC / PRP 56 0,06%
136 77123 JOELSON SILVA SD – PROS / PC do B / PR / PTN / SD 55 0,06%
137 15007 GURA MARCUS TAVARES PMDB – PMDB / DEM / PSDC / PRP 54 0,06%
138 12500 NETO TECH PDT 51 0,05%
139 12012 EDINEI PORTUGAL PDT 48 0,05%
140 13226 TIÃO DO ACARAJÉ PT 46 0,05%
141 45650 REGINA DO SALÃO PSDB – PV / PSDB 44 0,05%
142 11211 GRACINHA MENDONÇA PP – PP / PRB 41 0,04%
143 40040 MURILO COSTA PSB 41 0,04%
144 15111 CAUANNA PRADO PMDB – PMDB / DEM / PSDC / PRP 41 0,04%
145 15277 SOCORRINHO PMDB – PMDB / DEM / PSDC / PRP 39 0,04%
146 12145 TOQUINHO PDT 36 0,04%
147 13234 MESSIAS PT 35 0,04%
148 19678 ROGERIO GRÁFICA PTN – PROS / PC do B / PR / PTN / SD 33 0,04%
149 40077 DAYANE SANTOS PSB 33 0,04%
150 45678 NICOLAU PSDB – PV / PSDB 32 0,03%
151 15888 RODRIGO LANG PMDB – PMDB / DEM / PSDC / PRP 32 0,03%
152 44655 MILTON GARÇOM PRP – PMDB / DEM / PSDC / PRP 27 0,03%
153 45000 SINHO PINTURAS PSDB – PV / PSDB 26 0,03%
154 22123 DANIELA CERQUEIRA PR – PROS / PC do B / PR / PTN / SD 25 0,03%
155 43444 LOURDES GOMES PV – PV / PSDB 23 0,02%
156 10456 ANTONIO JOSE PRB – PP / PRB 22 0,02%
157 15678 SONIA DA DIKAS PMDB – PMDB / DEM / PSDC / PRP 21 0,02%
158 15999 LUÇÚ PMDB – PMDB / DEM / PSDC / PRP 21 0,02%
159 11999 PROF MARIZETE PP – PP / PRB 18 0,02%
160 13069 BRICIO ARGOLLO PT 16 0,02%
161 40901 KÉVINE AMARAL PSB 16 0,02%
162 13500 MARIZA REIS PT 14 0,01%
163 15432 EDNEI NASCIMENTO PMDB – PMDB / DEM / PSDC / PRP 13 0,01%
164 12115 ANGELA SOUZA PDT 13 0,01%
165 19123 MARCELLUS DO REQUEIJÃO PTN – PROS / PC do B / PR / PTN / SD 13 0,01%
166 70123 CARMINHA PT do B – REDE / PSD / PT do B 12 0,01%
167 43600 HILDETE CARVALHO PV – PV / PSDB 10 0,01%
168 15015 ANDERSON NOGUEIRA PMDB – PMDB / DEM / PSDC / PRP 10 0,01%
169 13007 THALLES ADRIAN TINHO PT 10 0,01%
170 12116 CAROLINE BONFIM PDT 10 0,01%
171 15190 ZENAIDE RIBAS PMDB – PMDB / DEM / PSDC / PRP 8 0,01%
172 13222 JUSSARA NUNES PT 7 0,01%
173 13213 DANNY MOREIRA PT 7 0,01%
174 40731 VIRGINIA GLAYCE PSB 6 0,01%
175 45555 HERMANO CRUZ PSDB – PV / PSDB 6 0,01%
176 45600 PROFESSORA ALZIRA FARIAS PSDB – PV / PSDB 4 0,01%
177 12007 CAROL MENEZES PDT 4 0,01%
178 25000 ANTONIO ALMEIDA DEM – PMDB / DEM / PSDC / PRP 3 0,01%
179 43300 VERA LUCIA DE ARITAGUÁ PV – PV / PSDB 2 0,01%
180 11987 VERA LUCIA PP – PP / PRB 2 0,01%
181 45100 MARLENE PINTO PSDB – PV / PSDB 1 0,01%
182 15444 MARIZETE BANDEIRA PMDB – PMDB / DEM / PSDC / PRP 1 0,01%
183 40900 RENILDES PINTO PSB 1 0,01%
184 11003 MARIA DAS GRAÇAS PP – PP / PRB 1 0,01%
185 12008 SOLANGE SANTANA PDT 1 0,01%
186 40927 DILMA RAMOS PSB 1 0,01%
187 11008 ROSANGELA MUNIZ PP – PP / PRB 1 0,01%
188 12009 JAMMILE KAROL PDT 1 0,01%
189 10999 IRISMARA PRB – PP / PRB 1 0,01%
190 12113 GRASIELE BATISTA PDT 1 0,01%
191 10567 JOENE PRB – PP / PRB 1 0,01%
192 12034 CAMILLA FIRME PDT 1 0,01%
193 40694 MARLENE DA POLPA PSB 0 0,00%
194 10888 MONICA RIBEIRO PRB – PP / PRB 0 0,00%
195 44073 MARIA DE LOURDES PRP – PMDB / DEM / PSDC / PRP 0 0,00%
196 22122 MARIA NOBRE PR – PROS / PC do B / PR / PTN / SD 0 0,00%
197 13413 MARTA REGINA PT 0 0,00%
198 77444 SILENZA SD – PROS / PC do B / PR / PTN / SD 0 0,00%
199 25789 LUIS MARTEX DEM – PMDB / DEM / PSDC / PRP 0 0,00%
200 13313 LAIS LACERDA PT 0 0,00%
201 77363 ANDREIA SD – PROS / PC do B / PR / PTN / SD 0 0,00%
202 77177 JESSICA SD – PROS / PC do B / PR / PTN / SD 0 0,00%
203 20500 DR. LEONAM PSC 1.005 1,07%
204 20890 MAGAL PSC 953 1,01%
205 28123 EDERJUNIOR DOS ANJOS PRTB 823 0,88%
206 54554 ODAILSON ARANHA PPL – PPL / PMB 790 0,84%
207 51640 NERY SANTANA PEN 534 0,57%
208 54123 EUNES BATATÃO PPL – PPL / PMB 496 0,53%
209 31111 ZELITO DO TÁXI PHS 479 0,51%
210 51000 CRUZ PEN 473 0,50%
211 51234 KLÁUDIO DE JESUS PEN 456 0,49%
212 23190 GIDEVAL “GIDO” PPS – PPS / PTC 432 0,46%
213 51222 DIRCE DO POVO PEN 406 0,43%
214 28222 LEANDRO DA LOTAÇÃO PRTB 355 0,38%
215 28000 IRMAO LOURENÇO PRTB 346 0,37%
216 54190 ZÉ MARIO PPL – PPL / PMB 326 0,35%
217 54333 BÉ SAPATEIRO PPL – PPL / PMB 325 0,35%
218 36222 LEIDINHA PTC – PPS / PTC 317 0,34%
219 20111 DULA PSC 308 0,33%
220 31234 MANOELITO PHS 300 0,32%
221 51007 CARLOS SAMPAIO PEN 296 0,32%
222 20200 NETTO TOURINHO PSC 272 0,29%
223 20120 ERIVELTON PSC 269 0,29%
224 50000 SHI MARIO PSOL 260 0,28%
225 36000 AMARAL CRED PTC – PPS / PTC 249 0,27%
226 23193 RIVANILDO ALEXANDRE PPS – PPS / PTC 237 0,25%
227 36466 DOMINGUINHOS PTC – PPS / PTC 236 0,25%
228 36555 ENGENHEIRO MARCOS COUTO PTC – PPS / PTC 236 0,25%
229 50456 PROFESSORA SUELI PSOL 234 0,25%
230 54192 DÁRIO FILHO PPL – PPL / PMB 231 0,25%
231 28555 AILTON DO RETIRO PRTB 231 0,25%
232 36789 JORGE CASTRO PTC – PPS / PTC 218 0,23%
233 51500 LUCAS CARILLO PEN 212 0,23%
234 54080 NEGO TINHO PPL – PPL / PMB 207 0,22%
235 51444 ZELITO MOREIRA PEN 196 0,21%
236 51777 MANUEL DA HORA PEN 191 0,20%
237 51192 SAMUEL PEN 189 0,20%
238 20000 CHICA PSC 182 0,19%
239 54300 SERGIO LUIZ PPL – PPL / PMB 180 0,19%
240 54444 GILVAN SANTOS PPL – PPL / PMB 175 0,19%
241 35345 GILMAR MARQUES PMB – PPL / PMB 174 0,19%
242 35266 KÁTIA FARIAS PMB – PPL / PMB 164 0,17%
243 20233 ALEX OLIVEIRA PSC 158 0,17%
244 20044 CARLOS SANTIAGO PSC 157 0,17%
245 51051 LUCA LIMA PEN 156 0,17%
246 36111 NILTÃO PTC – PPS / PTC 155 0,16%
247 36999 VALFREDO MOTOBOY PTC – PPS / PTC 144 0,15%
248 20777 PRÓ ANA PSC 142 0,15%
249 28028 PROFESSOR GERALDO PORTO PRTB 139 0,15%
250 50333 MEIRE PSOL 139 0,15%
251 17055 RANGEL PSL – PTB / PSL 137 0,15%
252 51017 MIRETTY DI BIACHIO PEN 137 0,15%
253 54000 JORGE MARAVILHA PPL – PPL / PMB 128 0,14%
254 28333 AVANILDO PUBLICIDADE PRTB 128 0,14%
255 20422 CACAU PSC 127 0,14%
256 31333 REINALDO WEBER PHS 126 0,13%
257 28880 ADRIANA DE NIZAN PRTB 125 0,13%
258 51333 NETO PAÇOQUINHA PEN 122 0,13%
259 20123 LEANDRO SOUZA PSC 118 0,13%
260 54321 MARCO AURELIO PPL – PPL / PMB 115 0,12%
261 20223 JULIO CESAR PSC 115 0,12%
262 20020 LEO ASSIS PSC 115 0,12%
263 50123 TEREZA PSOL 104 0,11%
264 36777 PITTI PTC – PPS / PTC 101 0,11%
265 28100 DICO PRTB 100 0,11%
266 54246 IRMÃO VADO PPL – PPL / PMB 98 0,10%
267 28888 LUIZ DO SALÃO PRTB 95 0,10%
268 14300 MARCOS O PINTOR PTB – PTB / PSL 92 0,10%
269 36345 ADRIANO PTC – PPS / PTC 90 0,10%
270 51052 TIMBA DO BASÍLIO PEN 89 0,09%
271 23456 JEFERSON FERREIRA PPS – PPS / PTC 89 0,09%
272 35177 MARCOS PAULO PMB – PPL / PMB 86 0,09%
273 50202 PROF. PASCOAL PSOL 85 0,09%
274 20116 CARLOS TOCO PSC 85 0,09%
275 20345 JOÃOZINHO PRODUÇÕES PSC 83 0,09%
276 35622 SORÓ PIPOQUEIRO PMB – PPL / PMB 83 0,09%
277 35555 TINA PEPE PMB – PPL / PMB 83 0,09%
278 51111 CARLOS DA FLORESTA PEN 80 0,09%
279 36420 MARLLON TROTTA PTC – PPS / PTC 80 0,09%
280 50126 ZE DE SAPUCAEIRA PSOL 77 0,08%
281 31033 JOSEITA PHS 75 0,08%
282 14600 EDMILSON PAIXAO PTB – PTB / PSL 75 0,08%
283 51151 CARLITO DO VILELA PEN 72 0,08%
284 20999 CRIS CABELEIREIRA PSC 70 0,07%
285 17000 CLAUDIA DE JESUS PSL – PTB / PSL 69 0,07%
286 28357 CORONEL BATISTA PRTB 68 0,07%
287 50190 NILTON CORRENTE PSOL 67 0,07%
288 35333 RÓ FASHION PMB – PPL / PMB 66 0,07%
289 50400 PAULO ARAUJO PSOL 63 0,07%
290 20678 GENIVALDO SILVA PSC 62 0,07%
291 54777 JAIR COVEIRO PPL – PPL / PMB 62 0,07%
292 36567 ENFERMEIRA MARINEZ PTC – PPS / PTC 57 0,06%
293 54235 DANTAS PPL – PPL / PMB 57 0,06%
294 28230 LILICA PRTB 56 0,06%
295 54999 CARLOS LAVIGNE PPL – PPL / PMB 55 0,06%
296 36036 RITA PENALVA PTC – PPS / PTC 54 0,06%
297 54222 CARMINHA DA CONQUISTA PPL – PPL / PMB 53 0,06%
298 28287 PASTOR PEDRO OLIVEIRA PRTB 50 0,05%
299 36456 MARCOS MATOS PTC – PPS / PTC 50 0,05%
300 17558 JOÃO DA MERCEARIA PSL – PTB / PSL 49 0,05%
301 50520 CARECA PSOL 49 0,05%
302 20222 ROZIEL DO SORVETE PSC 48 0,05%
303 35222 LENE MALTA PMB – PPL / PMB 46 0,05%
304 51555 HILTON PEN 44 0,05%
305 36043 PAULINO DO SÃO JOSÉ PTC – PPS / PTC 44 0,05%
306 31320 DERI SHOW PHS 44 0,05%
307 31034 BOAVENTURA PHS 44 0,05%
308 35545 MARIVALDO PMB – PPL / PMB 43 0,05%
309 51300 MARIA NERI PEN 42 0,04%
310 35678 IRMÃO NIRLAN PMB – PPL / PMB 41 0,04%
311 20333 VITORIA CATARINO (VICA) PSC 40 0,04%
312 51013 JORGE PEN 39 0,04%
313 28288 RAIMUNDO DENTISTA PRTB 38 0,04%
314 51190 JEANE PEN 38 0,04%
315 17111 NEL OLIVEIRA PSL – PTB / PSL 37 0,04%
316 50200 ADINOEL PSOL 37 0,04%
317 23069 SUZANA CASTRO PPS – PPS / PTC 37 0,04%
318 36234 JHONNATA AUGUSTO PTC – PPS / PTC 36 0,04%
319 20433 GAL PSC 34 0,04%
320 28009 IRACEMA PENNA PRTB 33 0,04%
321 50503 DORA MODAS PSOL 32 0,03%
322 35123 NÉA DO IGUAPE PMB – PPL / PMB 31 0,03%
323 36364 LITA BAIANA PTC – PPS / PTC 30 0,03%
324 51999 MONIQUE ELVES PEN 29 0,03%
325 20073 ENFERMEIRA DAUD PSC 29 0,03%
326 23001 SOÉLIA PPS – PPS / PTC 28 0,03%
327 51001 VALDECI PEN 27 0,03%
328 35035 GLÓRIA BIGI PMB – PPL / PMB 27 0,03%
329 35233 MAGNAIR DA SAÚDE PMB – PPL / PMB 25 0,03%
330 28777 CIDA LONGO PRTB 25 0,03%
331 36800 MASCOS GÁS PTC – PPS / PTC 25 0,03%
332 36951 SILMA ROSENO PTC – PPS / PTC 24 0,03%
333 28490 VENANCIO PRTB 24 0,03%
334 54555 ROBERTO OLIVEIRA PPL – PPL / PMB 24 0,03%
335 50501 HELENA PSOL 23 0,02%
336 31031 ROSY FIRMA FORTE PHS 23 0,02%
337 35777 MERITA DO BAR PMB – PPL / PMB 21 0,02%
338 20555 BARBOSA PSC 21 0,02%
339 28280 PROFESSORA MARCILEA PRTB 20 0,02%
340 50231 ROGERIO PSOL 19 0,02%
341 20133 BETÃO PSC 19 0,02%
342 50345 MARCOS CALDEIRA PSOL 18 0,02%
343 20100 ANDERSON SILVA PSC 14 0,01%
344 31035 DIEGO PHS 10 0,01%
345 20354 ROSANA CABELEIREIRA PSC 8 0,01%
346 51010 ELIDENIA PEN 8 0,01%
347 50580 ADILSON PSOL 4 0,01%
348 31222 BETH PHS 4 0,01%
349 36007 HELLEM PTC – PPS / PTC 3 0,01%
350 51211 DANIELA SALES PEN 2 0,01%
351 36360 JORGE PEPI PTC – PPS / PTC 1 0,01%
#0352 77164 JOSE GOMES SD – PROS / PC do B / PR / PTN / SD 0 0,00%
#0353 43633 SEU MADRUGA PV – PV / PSDB 0 0,00%
#0354 40400 NOBRE GÁS PSB 0 0,00%
#0355 27123 GILMAR BOMFIM PSDC – PMDB / DEM / PSDC / PRP 0 0,00%
#0356 51511 MAMÁ PEN 0 0,00%
#0357 51014 JOILDES PEN 0 0,00%
#0358 51510 GUERREIRO RASTA PEN 0 0,00%
#0359 70000 LEA PT do B – REDE / PSD / PT do B 0 0,00%
#0360 17733 ALEXSANDRO PESSOA PSL – PTB / PSL 0 0,00%
#0361 14055 MEIRE SANTOS PTB – PTB / PSL 0 0,00%
#0362 77888 MAILENE COSTA SD – PROS / PC do B / PR / PTN / SD 0 0,00%
363 51251 RITA ABREU ENFERMEIRA PEN 0 0,00%
364 20455 LUCINEIA PSC 0 0,00%
365 51040 VILMA PEN 0 0,00%
366 20989 HAABI PSC 0 0,00%

VEJA AGORA ABAIXO, SE NÃO HOUVESSE A COLIGAÇÃO DE PARTIDOS, QUAIS SERIAM OS 19 VEREADORES ELEITOS DE FATO E DE DIREITO, ANO PASSADO: Os beneficiados seriam:

1-Professora Enilda,

2-Luiz Carlos Escuta (não precisaria da extinção do mandato de Jamil),

3-Gilmar Sodré,

4-Zé Neguinho,

5-Edvaldo Gomes.

Relação dos 19 eleitos pelo sistema sem coligação: Os mais votados. Assim seria a Câmara de Ilhéus:

 01-JAMIL OCKE PP – PP / PRB 2.330 2,48%
02-JUAREZ ALMEIDA PMDB – PMDB / DEM / PSDC / PRP 1.981 2,11%
03-DR ALDEMIR PP – PP / PRB 1.799 1,92%
04-TARCISIO PAIXAO PP – PP / PRB 1.699 1,81%
05-IVO EVANGELISTA PRB – PP / PRB 1.544 1,64%
06-PAULO CARQUEIJA PSD – REDE / PSD / PT do B 1.524 1,62%
07-ABRAÃO PDT 1.483 1,58%
08-LUKAS PAIVA PSB 1.476 1,57%
09-CESAR PORTO PDT 1.176 1,25%
10-MAKRISI PT 1.162 1,24%

11-PROFESSORA ENILDA PT 1.159 1,23%

12-LUIZ CARLOS ESCUTA PP – PP / PRB 1.148 1,22%

13-GILMAR SODRE PP – PP / PRB 1.122 1,19%

14-THADEU MUNIZ PDT 1.112 1,18%
15-PASTOR MATOS PSD – REDE / PSD / PT do B 1.077 1,15%
16-JERBSON MORAES (JM) PSD – REDE / PSD / PT do B 1.070 1,14%

17-ZÉ NEGUINHO PP – PP / PRB 1.040 1,11%

18-EDVALDO GOMES PDT 1.026 1,09%

19-NINO VALVERDE PSB 1.019 1,08%

 

Cláusula e fim das coligações podem ser aprovadas até Setembro.

Autor da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) que cria cláusula de barreira para partidos políticos e põe fim às coligações em eleições proporcionais, o senador Ricardo Ferraço (PSDB-ES) afirmou na manhã da última segunda-feira, 21/-8, que o texto, que já passou pelo Senado, pode ser aprovado na Câmara dos Deputados até setembro. A declaração foi dada durante evento sobre a reforma política na sede da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp), na capital paulista.

A cláusula de barreira tem a intenção de limitar o número de partidos políticos no Congresso, por meio de regras que dificultem o acesso a tempo de televisão e fundo partidário. Pela proposta do senador, só poderiam ter acesso a esses dois benefícios as siglas que tivessem, em um primeiro momento, 2% dos votos nacionais em pelo menos 14 Estados. Em um segundo momento, essa exigência subiria para 3%.

“Hoje temos 34 partidos registrados e outros nove em vias de registro. Como vamos construir uma agenda objetiva e racional com 42 ou 43 partidos?”, questionou o senador, que disse que, com a criação da cláusula, o número de partidos com atuação parlamentar seria reduzido para 12.

Ferraço também defendeu a aprovação do fim das coligações em eleições proporcionais. Para o senador, da forma como é feito hoje, o sistema tira “a vontade e o desejo” do eleitor. “O cidadão vota em Joaquim e elege Francisco”, disse. Para ele, esta medida e a cláusula de barreira são “dois passos inadiáveis” que devem ser dados antes da eleição de 2018. “A partir daí podemos discutir outros pontos, como o voto obrigatório ou facultativo, o presidencialismo e parlamentarismo”.

Com informações: www.jornaldoradialista.com.br