quarta-feira , 20 setembro 2017
Home / CONCURSO / Nordeste tem quatro mil vagas para quem tem nível médio

Nordeste tem quatro mil vagas para quem tem nível médio

Na região Nordeste, 11 concursos públicos estão com inscrições abertas e todos eles têm cargos para quem tem nível médio de escolaridade. No total são 3.938 vagas com remuneração de até R$ 2.585. O que se destaca no número de oportunidades é o da Polícia Militar e do Corpo de  Bombeiros da Bahia: 2.750.

Ainda no estado, a Universidade Federal da Bahia (Ufba) tem 123 vagas para cargos técnico-administrativos. O salário varia de R$ 1.945,07 a R$ 2.446,96. Inscrições até 10 de agosto. Para se candidatar é preciso acessar o site www.concursos.ufba.br.

No Ceará, o concurso do Superintendência do Sistema Estadual de Atendimento Socioeducativo (Seas) tem 924 vagas para socioeducador, sendo 127 para mulheres e 797 para homens. As contratações são temporárias, 12 meses com possibilidade de prorrogação para o mesmo período. A remuneração é de R$ 2.200. Inscrição no site www.uece.br até o dia 13 de junho.

Os demais concursos contemplam os estados de Pernambuco, Ceará, Piauí e Rio Grande do Norte. As funções vão de operador de câmera e editor de imagens até a de  agente administrativo.

Escolher e treinar

Luiz Henrique Santos começou a estudar para o concurso da Universidade Federal da Bahia (Ufba) há um ano. Formado no Bacharelado Interdisciplinar em Humanas na mesma universidade, ele escolheu o certame pela familiaridade com os assuntos cobrados e por não precisar sair de Salvador. “Vi no concurso a possibilidade de buscar algo para me estabilizar financeiramente”, diz.

Segundo Cristiano Sobral, professor de Direito Civil do Cers Cursos Online e coach de concursos, é importante que o candidato não atire para todos os lados. “É preciso determinar uma área e focar. A pessoa pode até precisar financeiramente, mas será que aquela função é ideal?”. Cristiano acrescenta que quando há oportunidades em áreas distintas e o tempo é curto, o ideal é investir naquilo em que se tem mais propriedade.

Independentemente da decisão, ele diz que o segredo é o treinamento. “Pegue as provas passadas e pratique. É assim que nos tornamos experientes”. Apesar das distrações que tem em casa, Luiz entende a importância de praticar e tem isso na sua rotina de estudos. “Não é fácil, mas é tudo questão de hábito. Se você não tiver, não vai conseguir se superar e conseguir a sua chance”, fala.

Relato: Érika Lula, bacharel em Direito

Advogada usa estratégia de “concurso escada” (Foto: Acervo Pessoal)

“Hoje, eu dedico a maior parte do meu tempo ao estudo para concursos públicos. É uma rotina que demanda tempo e dedicação. Estou focada, no momento, no concurso da Universidade Federal da Bahia (Ufba), no cargo de assistente administrativo – que é para nível médio. Sou formada há três anos em Direito e advogava em um escritório até meados do ano passado. Muitas pessoas me perguntam por que fiz a “loucura” de abandonar tudo para estudar e a resposta é muito simples: estou em busca da realização de um sonho antigo: ser juíza. Vejo os concursos de nível médio como um ‘concurso escada’, já que podem me proporcionar tranquilidade financeira e um horário de trabalho fixo e assim ter também um horário certo para estudar. O concurso da Ufba, ainda que para um cargo de nível médio, apresenta diferenciais interessantes, como o ‘incentivo à qualificação’. Ou seja, possuindo uma formação superior e uma pós-graduação já concluída terei direito ao benefício, o que aumentará a minha remuneração.  Uma juíza com a qual trabalhei costumava dizer: ‘Érika: fazendo, fazendo…feito!’ e é o que venho seguindo. Uma hora, quando menos esperar, estará FEITO!”

Veja Também

Caso Garotinho: PF faz buscas na casa de réu investigado por tentar subornar juiz para evitar prisão de ex-governador

RIO – A Polícia Federal (PF) cumpriu, na manhã desta quarta-feira, mandado de busca e ...

%d blogueiros gostam disto: