quarta-feira , 18 outubro 2017
Home / Destaque / Jovem liberado após matar a ex na frente dos filhos desaparece

Jovem liberado após matar a ex na frente dos filhos desaparece

Wellington dos Santos Ferreira, de 21 anos, assassino confesso da ex-namorada Fernanda Marília da Silva, de 16, está foragido. O crime ocorreu há um mês em Bertioga, no litoral de São Paulo, na presença das duas filhas do casal – uma de um ano e outra com três meses de vida.

Ferreira matou Fernanda com três tiros na casa da mãe dela, na Rua Sebastião Barbosa, no bairro Indaiá. Um dia após o assassinato, ele se apresentou na Delegacia Sede da cidade, mas acabou liberado por não ter ocorrido flagrante.

A partir da apresentação espontânea, a Polícia Civil pressupôs que Wellington colaboraria com as investigações e responderia a qualquer acionamento da Justiça. O rapaz já tem passagem por tráfico de drogas e porte ilegal de arma de fogo.

“Pedimos imediatamente a prisão preventiva, que foi decretada uma semana depois. Desde então, tentamos localizá-lo na própria residência e de familiares, mas sem sucesso”, informou o delegado Sérgio Nassur, titular do distrito da cidade.

Jovem de 16 anos foi morta a tiros pelo ex-namorado em Bertioga, SP (Foto: Arquivo Pessoal)Jovem de 16 anos foi morta a tiros pelo ex-namorado em Bertioga, SP (Foto: Arquivo Pessoal)

Jovem de 16 anos foi morta a tiros pelo ex-namorado em Bertioga, SP (Foto: Arquivo Pessoal)

A ordem de prisão foi mantida em sigilo pela polícia, que acreditava poder encontrá-lo em seguida. Na segunda-feira (7), ele passou a ser considerado foragido, uma vez que as alternativas dos investigadores para detê-lo se esgotaram.

A Polícia Civil em Bertioga solicita que pessoas que tenham pistas sobre o paradeiro de Wellington a informe, mesmo que de maneira anônima, por meio do Disque Denúncia 181 ou pelo telefone do Distrito Policial, o (13) 3317-1411.

Execução

Fernanda foi morta com três tiros quando Wellington foi visitar as duas filhas do casal na casa da ex-sogra. Em seguida, ele fugiu do local do crime, mas foi convencido pela própria mãe a se apresentar à polícia no dia seguinte, com um advogado.

“Fui eu mesma que o convenci a se entregar. Quero que a justiça seja feita. Meu filho estava drogado. Foi uma coisa horrorosa matar a mãe dos próprios filhos”, desabafou, na época, Mariluce dos Santos, mãe do foragido. Ele confessou o crime ao delegado.

Familiares disseram que os dois se separaram após brigas constantes. Em uma das ocasiões, Fernanda foi agredida por ele e levada pela então sogra até à delegacia para registrar o caso. Mesmo assim, a jovem voltou a se relacionar com ele.

mãe da vítima, a faxineira Maria de Fátima da Silva, de 37 anos, desabafou após o crime. “Eu não consigo expressar o que estou sentido agora. É grande a minha indignação. Ele está solto, sabe onde a gente mora. Estou com muito medo”.

“Agora, meus netos são meus filhos. Minha filha voltou para casa, pois não aguentava mais. Ele [Wellington] a ameaçava. Ele matou minha filha, foi à delegacia e confessou. Quanto vale a vida da minha filha?”, questionou a mãe, emocionada.

Caso foi registrado na Delegacia Sede de Bertioga, SP (Foto: Reprodução/TV Tribuna)Caso foi registrado na Delegacia Sede de Bertioga, SP (Foto: Reprodução/TV Tribuna)

Caso foi registrado na Delegacia Sede de Bertioga, SP (Foto: Reprodução/TV Tribuna)

Veja Também

Filho acusa governo de Malta de ser cúmplice de morte de blogueira: ‘É guerra’

VALETA — O filho da blogueira maltesa que morreu nesta segunda-feira após acusar o governo ...

%d blogueiros gostam disto: