segunda-feira, 28 de julho de 2014

Veja o que pode e o que não pode durante a campanha eleitoral

A campanha política começou oficialmente dia 6 de julho. O primeiro turno será no dia 5 de outubro e, caso haja segundo turno, no dia 26 de outubro. Saiba abaixo o que o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) permite durante este período e o que é proibido para os candidatos e para os eleitores.

Alto-falante
Até a véspera do dia da eleição, entre 8h e 22h, alto-falantes e amplificadores de som são permitidos. Porém, devem ser instalados a menos de 200 metros das sedes dos Poderes Executivo e Legislativo. O som também não é permitido perto de tribunais de Justiça, quartéis, hospitais, casas de saúde, escolas, bibliotecas públicas, igrejas e teatros, em horário de funcionamento dos estabelecimentos.

Brindes
É proibido fabricar e distribuir camisetas, chaveiros, bonés, canetas e demais brindes, com o nome do candidato. Distribuir cesta básica também é crime eleitoral. De acordo com o TSE, os bens podem proporcionar vantagem ao eleitor. O responsável pode responder por captação ilícita de votos e abuso de poder.

Cargos públicos
Até depois da eleição, é proibido nomear ou demitir funcionários comissionados. Também é proibida a nomeação dos aprovados em concursos públicos homologados até o dia 5 de julho.

Carreatas
Até as 22h do dia que antecede as eleições, carreatas, passeatas e caminhadas são permitidas pelo TSE. Também é permitido distribuir material gráfico pelas cidades. O carro de som, que circule divulgando jingles e mensagens de candidatos, é autorizado. No entanto, o TSE proíbe usar os microfones do evento a fim de transformar o ato em comício.

Comícios e shows
Comícios são autorizados das 8h às 0h até 2 de outubro, para o primeiro turno, e até 23 de outubro para o segundo turno. Também pode ser utilizada aparelhagem de sonorização fixa e trio elétrico, desde que permaneça parado durante o evento, servindo como suporte para divulgação de jingles e mensagens de candidatos. O que não pode é a realização de shows, remunerados ou não, de artistas com a finalidade de animação. A licença da polícia não é necessária para a organização do evento. Mas as autoridades policiais devem ser comunicadas em, no mínimo, 24h antes da realização do comício.

Cartazes
Devem ser instalados apenas em bens particulares observado o limite máximo de 4m². Não podem ser colocados em troca de dinheiro ou de qualquer tipo de pagamento pelo espaço utilizado. A propaganda deve ser feita espontânea e gratuitamente. Não é permitida a colocação de diversas placas se a dimensão total da propaganda extrapolar 4m². Outdoors são proibidos, independentemente do local. A empresa responsável, o partido, as coligações e os candidatos podem ser multados por isso.

Cavalete
São permitidos cartazes móveis, cavaletes, bandeiras ao longo das vias públicas, desde que não dificultem o bom andamento do trânsito de pessoas e veículos. Mas devem ser colocados e retirados diariamente, entre 6h e 22h. Não é permitido colocar propaganda em postes de iluminação pública e sinalização de tráfego, viadutos, passarelas, pontes, paradas de ônibus e árvores.

Folhetos
São autorizados até as 22h do dia que antecede as eleições e não depende de licença municipal ou de autorização da Justiça Eleitoral. Todo material impresso de campanha deve conter também o número de inscrição no Cadastro Nacional da Pessoa Jurídica (CNPJ) ou o número de inscrição no Cadastro de Pessoas Físicas (CPF) do responsável pela confecção e da contratação do produto, além da tiragem.

Inaugurações
Nenhum candidato pode comparecer a inaugurações de públicas a partir de 5 de julho. Nesse tipo de evento, o TSE também proíbe shows artísticos pagos com dinheiro público.

Internet
O internauta tem direito de se manifestar na rede mundial, desde que se identifique. Caso ele mantenha o anonimato, poderá ser multado em até R$ 30 mil. Também é permitida propaganda eleitoral por meio de blogs, redes sociais e mensagens instantâneas. Propagandas por e-mail devem conter uma forma do internauta deixar de receber aquele conteúdo. No entanto, não é permitida nenhuma forma de propaganda eleitoral paga. O TSE também veta propaganda em sites de empresas ou em sites hospedados por entidades ou órgãos públicos.

Propaganda política
Dois dias antes e um dia após a eleição, o TSE veda qualquer propaganda política no rádio ou na televisão. Isso inclui rádio comunitárias e televisão por assinatura. Já na internet — nos sites e blogs do candidato ou partido — a propaganda política gratuita está liberada nesse período. Até a antevéspera das eleições, propagandas em jornais e revistas são permitidas. No anúncio, deve constar o valor pago pela inserção. A propaganda via telemarketing é proibida em qualquer horário.

No dia da eleição
No dia dia votação, a realização de carreatas ou comícios, o uso de alto-falantes e amplificadores de som são considerados crime, com punição que pode variar de seis meses a um ano de detenção. O eleitor pode manifestar opinião política com uso de broches, bandeiras e adesivos de forma silenciosa e individual. A partir do momento em que ele se junta a mais pessoas, a Justiça eleitoral entende como manifestação coletiva, atitude proibida. Os santinhos (folhetos com nome e número do candidato) não podem ser distribuídos. A "cola" eleitoral, quando o eleitor anota os números dos candidatos para levar à urna, é autorizada.

Juiz é preso por suspeita de ajudar traficante




A Polícia Federal investiga um crime que pode ter sido cometido por aquele que mais deveria zelar pela Justiça. Um juiz de Minas Gerais está preso, acusado de beneficiar uma das maiores quadrilhas de tráfico de drogas da região sudeste.

Preste atenção no homem do vídeo acima. Ele é juiz de execuções criminais em Minas Gerais, e toma as decisões relacionadas aos presos condenados pela Justiça em Juiz de Fora. E quem é a mulher que está com o juiz no vídeo? Ela é advogada de um traficante. O vídeo é peça-chave numa investigação da Polícia Federal que desmontou uma das maiores quadrilhas de tráfico de drogas do país.

Dezessete pessoas foram presas e cerca de R$ 70 milhões apreendidos em dinheiro, drogas, armas, imóveis, dezenas de carros de luxo e até um avião. A droga era trazida da Bolívia e distribuída, principalmente, em São Paulo, Rio de Janeiro e Minas Gerais, pelos traficantes Álvaro Daniel Roberto, o Caipira, Peterson Pereira Monteiro, o Zoi, e José Severino da Silva, o Cabecinha.

Mais do que uma rota do tráfico de drogas, Juiz de Fora acabou se tornando uma base estratégica para a organização criminosa e o principal motivo estava no fórum da cidade.

Ao investigar a quadrilha, a polícia encontrou várias sentenças assinadas pelo juiz Amaury de Lima e Souza beneficiando traficantes, clientes da advogada Andrea Elizabeth de Leão Rodrigues. Os dois que você viu juntos, no início dessa reportagem.

Amaury: Alô.
Andrea: Eu não estou entendendo nada.
Amaury: O que que você não está entendendo, o que você me pediu?
Andrea: Tá, mas não tem alvará, não tem nada.
Amaury: Hein?
Andrea: Não tem alvará.
Amaury: Não é isso que você me pediu não. Você me pediu para enviar uma peça do carro para você.
Andrea: Espera a peça chegar. Eu não, mas.
Amaury: Já fiz o pedido da peça.
Andrea: Ah tá, entendi.

Segundo a polícia, a peça seria o alvará de prisão domiciliar que o juiz concedeu a um traficante.

E este não foi o único caso, como mostram documentos, gravações telefônicas feitas com autorização da Justiça e imagens a que o Fantástico teve acesso com exclusividade.

O traficante Álvaro Daniel é de Campinas, estava num presídio em Fortaleza e foi transferido para prisão domiciliar em Juiz de Fora.

Segundo a polícia, foi uma manobra da quadrilha para tirá-lo de trás das grades com ajuda do juiz Amaury. A defesa apresentou um atestado médico afirmando que o traficante precisava de uma cirurgia urgente.

“Certidões falsas, comprovantes de residências falsos, levando esse preso de um estado para a base Juiz de Fora. As provas produzidas dão conta que ele participava, ele não julgava, ele era participante da organização criminosa”, diz Sérgio Menezes, Superintendente PF-MG.

Além de determinar a prisão domiciliar, o juiz permitiu que o criminoso viajasse sem escolta. A advogada Andréa Rodrigues foi buscá-lo, em Fortaleza, num avião particular.

Em Juiz de Fora, a polícia interceptou uma comunicação entre integrantes da quadrilha: “Será que não arruma uns R$ 500 mil até amanhã? Que tenho que pagar o juiz. Que o amigo saiu da cadeia. Mas tenho que pagar, amanhã, R$ 600 mil”.

No dia seguinte, foi em um estacionamento de um hotel em Juiz de Fora que, segundo as investigações, o juiz recebeu o pagamento pela venda da decisão judicial. Tudo foi registrado, comprovando o encontro dele com a advogada do traficante.

Às 18:30, Andrea desce de um carro na entrada lateral do hotel, sai carregando uma bolsa de mão e caminha até a parte de trás do veículo, onde pega uma segunda bolsa maior. A advogada carrega, então, as duas bolsas na direção da garagem.

A câmera do estacionamento, no subsolo, mostra Andrea Caminhando até um carro branco. Ela abre a porta traseira e, segundo a polícia, neste momento, guardou a bolsa maior no porta-malas.

Logo em seguida, Andrea é vista no saguão segurando apenas a bolsa menor. Às 18:41, o carro do juiz Amaury entra na garagem do hotel. Ele estaciona bem ao lado do carro branco onde Andrea esteve minutos antes. O juiz sobe até o saguão e volta em seguida acompanhado da advogada. No elevador, os dois se beijam.

Já na garagem, os faróis indicam que os carros foram destrancados.
Segundo a polícia, neste momento, Andréa teria entregado a mala contendo R$ 600 mil ao juiz.

Amaury entra no carro e vai embora. Ele ficou menos de cinco minutos no hotel. Andrea volta para o saguão, novamente, carregando apenas a bolsa menor.

As câmeras de segurança mostram ainda outro fato revelador: horas antes do encontro com o juiz, Andréa esteve no mesmo hotel com o traficante Álvaro Daniel, que já tinha saído da penitenciária para cumprir pena em Juiz de Fora.

Com a liminar concedida pelo juiz Amaury de Lima e Souza, esta era a prisão domiciliar de Álvaro Daniel. Do local, ele pretendia continuar comandando o tráfico e controlando as remessas de drogas direto da Bolívia.

Cômodos confortáveis. Piscina, churrasqueira e sauna. Álvaro Daniel ficou em uma casa menos de três meses. Hoje, o imóvel está apreendido e o traficante, foragido.

O juiz Amaury também teve bens apreendidos. "Ele recebeu uma quantia de valor vultoso de cédulas miúdas vindas do tráfico de drogas do Rio de Janeiro. E com esse dinheiro, ele comprou um apartamento e um carro de luxo", aponta Sérgio Menezes, Superintendente PF-MG.

Para a polícia, uma conversa com um corretor de imóveis mostra que parte do apartamento foi paga com dinheiro vivo, e em notas pequenas.

Corretor: Doutor. Tá faltando 1140.
Amaury: É mesmo?
Corretor: É. Num pacote de cinco estava faltando umas notas e no pacote daqueles de dois estava faltando, está tudo separadinho, nós estamos com ele, faltando 140, entendeu?

O advogado de Amaury de Lima diz que o dinheiro não veio do tráfico. O juiz teria usado economias que guardava em casa. “Na verdade, nós vamos comprovar, no processo, que as notas eram de R$ 50 e R$ 100”, diz Gustavo Mendes, advogado do juiz.

A defesa do juiz nega todas as acusações e contesta as provas da polícia. “Não existe nenhuma imagem de transferência de transferência bolsa para o magistrado”, disse o advogado.

Fantástico: E ele foi lá pra quê?
Gustavo Mendes, advogado do juiz: Ele foi simplesmente para despedir dela, visto que ela voltaria pra sua cidade.

Por telefone, o advogado de Andréa não quis falar sobre o caso. A OAB suspendeu, provisoriamente, o direto da advogada de atuar. E contesta a conduta do juiz. “Se um juiz tem uma relação amorosa com uma advogada, evidentemente, que ele juiz deveria se declarar suspeito impedido para atuar no caso”, diz Luis Cláudio Chaves, presidente OAB/MG.

Andrea e Amaury estão presos preventivamente. Entre outros crimes, foram denunciados à Justiça por corrupção, lavagem de dinheiro e participação em organização criminosa. O juiz ainda é acusado de posse ilegal de armas de uso exclusivo das Forças Armadas.

“A prova produzida no inquérito conduzido pela Polícia Federal é contundente, ela é forte, são interceptações telefônicas, são gravações de vídeo, a própria movimentação financeira e a prova testemunhal presente no inquérito. A prova é robusta”, afirma Carlos André Bittencourt, Procurador Geral de Minas Gerais.

No mês passado, assim que os traficantes foram presos, Amaury telefonou para um advogado amigo dele. “Ah, p..., eu estou numa preocupação do c... Então é o seguinte. Eu não sei, cara. Eu estou achando que vem uma m.. muito grossa aí pela frente”, diz Amaury.

Ele foi preso no dia seguinte.

Homicídio em Una



Eraldo Pinto do Nascimento, 53 anos, foi morto com oito tiros de pistola ponto 380, na zona do lixão, de Una. Policiais militares do Terceiro Pelotão foram acionados, por volta das 05h30 deste sábado (26). Junto ao corpo da vitima havia uma moto Bis JSG-6136. populares disseram que, após os disparos, uma moto Titan Vermelha saiu do local com dois elementos. Segundo as informações preliminares, a vítima era uma pessoa de bem e não tinha envolvimento com o crime. Nada foi levado da vítima.

Una na Mídia

Justiça Eleitoral divulga nome de cidadãos que vão trabalhar nas eleições

eleições
Estão disponíveis para consulta nos sites dos tribunais regionais eleitorais (TREs) o nome das pessoas que comporão as Juntas Eleitorais. O prazo estabelecido pela Justiça Eleitoral para a divulgação terminou neste domingo (27). Esse órgão colegiado provisório é constituído por dois ou quatro cidadãos e um juiz de direito, que o presidirá e poderá nomear escrutinadores e auxiliares extras para realizar os trabalhos.

Os nomes das pessoas indicadas para compor as juntas são publicados em tempo hábil para que qualquer partido político possa pedir a impugnação das indicações. Com a composição anunciada até 60 dias antes das eleições pelos tribunais regionais eleitorais (TREs), as Juntas Eleitorais têm a obrigação de apurar, em até dez dias, as eleições realizadas nas zonas eleitorais sob a sua jurisdição, expedir os boletins de apuração e diplomar os eleitos para cargos municipais.

A partir desta segunda-feira (28), os eleitores que pediram inscrição ou transferência já podem ir buscar, no cartório eleitoral mais próximo de sua residência, o título de eleitor. O prazo final para que a Justiça Eleitoral estivesse com essa documentação pronta para entrega também terminou hoje (27).

Nudez no WhatsApp: mãe denuncia farsa contra filha em Olivença

 

Uma adolescente de Olivença, em Ilhéus, no sul baiano, descobriu que uma foto erótica de outra garota circula em grupos do WhatsApp com o nome dela ao lado. No meio da semana, uma montagem também distribuída na rede social, a mesma imagem da garota nua foi colocada ao lado de uma foto de N.T.G., de 16 anos. A mãe da garota, Carol Gemmal Tavolar, procurou a imprensa para denunciar a farsa. A mãe informou que a outra menina é um pouco parecida com a sua filha, mas, “tem seios maiores e não usa um piercing na boca”.
Ambas não têm certeza sobre a origem da fraude. Suspeitam que uma colega de escola associou a foto da menina nua ao seu nome e depois espalhou a montagem.

LAUDO INOCENTA FABIO BARRETO DA ACUSAÇÃO DE TENTATIVA DE ESTUPRO, AFIRMA ADVOGADO

Fabio Barreto pode morrer dentro do presídio. Segundo Paulo Oliveira "armaram" contra o seu cliente.
Fabio Barreto pode morrer dentro do presídio. Segundo Paulo Oliveira “armaram” contra o seu cliente.

O Blog do Gusmão entrevistou o advogado criminalista Paulo Oliveira, responsável pela defesa de Fabio Barreto, preso no dia 23 de julho por tentativa de assassinato contra o estudante Igor do Carmo, membro do grupo Reúne Ilhéus.

Fabio Barreto também é investigado devido a uma suposta tentativa de estupro contra um menor,  e responde processos por lesões corporais.

Na entrevista, Paulo Oliveira rebate as acusações da delegada Andrea Oliveira contra o seu cliente, publicadas neste blog na última quinta-feira, dia 24.

Áudio gravado sexta-feira, 25 de julho.

Principais destaques:

Segundo o advogado, as testemunhas contrárias a Fabio Barreto integram o grupo Reúne Ilhéus e não agiram com isenção;

Paulo Oliveira fala que, possivelmente, um advogado do Reúne Ilhéus orientou as testemunhas;

Fabio Barreto nunca foi um santo, mas não deve ser julgado pelo histórico de confusões;

“Prisão foi arbitrária e lembra o tempo da ditadura militar”, afirma o defensor;

Um vídeo que inocenta;

“Fabio Barreto não é marginal, nunca se envolveu com drogas e jamais utilizou armas”;

Querem se vingar de Fabio Barreto com acusações infundadas;

Laudo “definitivo” da polícia técnica prova que Fabio Barreto não cometeu estupro. Menor deu um depoimento que altera o caso.

Advogado teme pela vida de Fabio Barreto que está isolado dentro do Presídio Ariston Cardoso. Presos juraram seu cliente.

Ouça a entrevista.

HOMEM EXECUTADO NA CONQUISTA EM ILHÉUS

 
Um desconhecido foi assassinado nesta madrugada, no bairro da Conquista em Ilhéus. A vitima foi morta a tiros e até a manhã de hoje, o corpo continuava no local. Moradores disseram que ouviram apenas os estampidos, mas não souberam dizer quem matou o desconhecido.



correiodoestadobahia.

ASSALTOU ÔNIBUS,TENTOU ESTUPRAR COBRADORA EM SAMBAITUBA E FOI PARAR NO HOSPITAL REGIONAL DE ILHÉUS TODO QUEBRADO DE PORRADA

Um ônibus da empresa Viametro, de Ilhéus, foi assaltado no distrito de Campinhos, próximo a Sambaituba, na tarde deste domingo (27). Os bandidos, sem se contentar com os valores roubados, mandaram o motorista se despir e tentaram estuprar a cobradora, que foi espancada em seguida. A Cipe cacaueira foi acionada e, segundo informações, os criminosos foram presos e levados para a 7ª Coorpin.
Segundo informações um dos acusados(fotos acima), foi espancado por populares e foi levado ao Hospital Regional de Ilhéus.


Agravo e Ednei Bomfim

domingo, 27 de julho de 2014

Eliana Calmon diz que a educação precisa de escolas de tempo integral

Candidata ao Senado, a ex-ministra acredita que faltam políticas públicas e ações de estímulo à permanências das crianças na rede de ensino


“A educação no Brasil não precisa de novas leis. Já existem bons projetos e boas experiências para servir de referência e buscar melhores resultados”, afirma a candidata ao Senado, Eliana Calmon (PSB), ex-ministra do Superior Tribunal de Justiça. A jurista tem reafirmado que somente a educação pode mudar realmente o País e que o investimento em escolas de tempo integral e políticas públicas que estimulem a permanência de crianças e jovens na rede de ensino são passos importantes para mudar o Brasil.

Eliana cita como exemplo uma experiência que vem sendo realizada no Piauí, com o estímulo à aproximação dos pais das escolas. “No Piauí, a família é atraída para dentro da escola, onde participa diretamente de atividades e auxilia em vários aspectos, criando um comprometimento que está trazendo bons resultados. No Senado já existem projetos interessantes, como o do senador Cristóvão Buarque. O que precisamos é fazer com que essas ações sejam realmente postas em prática”.

Segundo a candidata, que é membro da Comissão da América Latina pra a prevenção do crime da ONU, somente a educação é capaz de reduzir os índices de violência. “A polícia tem o papel de garra do estado. Não adianta investir em segurança se não investir em educação. É eliminar o problema de um lugar e ele iniciar em outro, como vimos nas ações de segurança dos morros do Rio de Janeiro. Os traficantes, por exemplo, muitas vezes são a referência de organização nas comunidades e a ele que recorrem muitas vezes os moradores. Esse tem que ser o papel do Estado, com políticas públicas que garantam a cidadania”.


Eliana Calmon aponta ainda que investir em educação resulta em economia para o Estado. “Uma criança na escola custa R$ 224 aos cofres públicos. Um cidadão cumprindo pena custa R$ 1840. Precisamos principalmente de escolas em tempo integral, com atividades que envolvam os alunos e os pais. Precisamos investir em esporte, atividades lúdicas, políticas que estimulem e mostrem às crianças a importância da escola”.

CONVITE.


ESTAMOS CONVIDANDO OS COMPANHEIROS E COMPANHEIRAS, MEMBROS DO COLEGIADO PARA A REUNIÃO ORDINÁRIA , NO DIA 29 DE JULHO, TERÇA FEIRA, NO AUDITÓRIO DA CÂMARA MUNICIPAL DE GUARATINGA, APARTIR DAS 9:00 HORAS.

PAUTA:

1 –  Formação da mesa e Abertura.
2 – Secretaria: Leitura da ata da reunião anterior e correspondências expedidas e
      recebidas. ( Se houver)
3 – Informes (CÂMARAS TEMÁTICAS MUNICIPAIS, Consórcios públicos ,  Formação dos CMDRSS.)
4 – Reformulação das Entidades do colegiado e do grupo Diretivo para o próximo ano.
5-   Eleição do novo grupo diretivo para 2014/2016 na reunião de setembro em Eunápolis.
6 – O que ocorrer.


Raymundo Santana Fonseca.

Coordenador.

TERRITÓRIO DE IDENTIDADE COSTA DO DESCOBRIMENTO.


Colegiados Territoriais são instâncias políticas de deliberação sobre o  processo de desenvolvimento sustentável do Território. São espaços de participação social, de representação, articulação e concertação política composto por organizações representativas do poder público e da sociedade civil. Devem representar a diversidade e pluralidade de organizações e segmentos sociais e produtivos existentes no território.

Estrutura dos Colegiados:
PLENÁRIA: Instância máxima. Delibera e toma decisões estratégicas ligadas ao processo de desenvolvimento territorial.

NÚCLEO OU GRUPO DIRETIVO: Coordena as ações definidas pelo Plenário e articula os atores. É composto por organizações que participam do Plenário do Colegiado.

Instâncias técnicas, temáticas ou de representação de segmentos sociais: Assessoram o Plenário nas questões técnicas e políticas, temas específicos ou no controle social de políticas públicas setoriais. São compostos por organizações do Plenário e organizações externas. São elas:

NÚCLEO TÉCNICO – Instância de apoio ao Colegiado. É composto por representantes técnicos de organizações de ensino, pesquisa, assistência técnica e setores de prestação de serviços do poder público e da sociedade civil. Pode ter na sua composição organizações que não fazem parte do Plenário do Colegiado.

CÂMARAS TEMÁTICAS: Constituídas para auxiliar o Colegiado em debates de temas específicos ou abrangentes do processo de desenvolvimento. Geralmente possuem caráter permanente (Exemplos:saúde, educação, turismo, agricultura, juventude, gênero, demarcação de terras indígenas e quilombolas, ATER, crédito, regularização fundiária).


COMITÊS SETORIAIS: São formados de acordo com os grupos identitários que se reúnem para além do Plenário e articulam segmentos específicos ou grupos sociais diversos dentro do território. Geralmente possuem caráter permanente (Exemplos: Jovens, mulheres, indígenas, quilombolas, extrativistas).

sábado, 26 de julho de 2014

Procuradoria contesta e candidatura de Maluf será julgada pelo TRE

O deputado federal Paulo Maluf (PP-SP) votou na manhã deste domingo (28) na Faculdade de Engenharia de São Paulo, na Zona Sul da capital paulista (Foto: William Volcov/AE)Paulo Maluf nas eleições 2012.
(Foto: Arquivo/William Volcov/AE)
A Procuradoria Regional Eleitoral impugnou em 23 de julho o registro da candidatura do deputado federal e ex-prefeito de São Paulo Paulo Salim Maluf (PP). Caberá agora ao Tribunal Regional Eleitoral (TRE-SP) julgar se o registro da candidatura será deferido.

A ação foi baseda no argumento de que Maluf está inelegível de acordo com a Lei da Ficha Limpa por ter sido condenado por improbidade administrativa no processo que trata da construção do Túnel Ayrton Senna quando ele era prefeito da capital paulista.

A assessoria do deputado afirma que a lei da Ficha Segundo o Tribunal Regional Eleitoral, impugnações são contestações à validade do registro do candidato e não significam indeferimento do registro. Os argumentos apresentados pelo impugnante e candidato serão analisados pelo TRE-SP no julgamento do registro de candidatura.
A assessoria de Maluf rebate o argumento da Procuradoria. "Para ser impedido pela Lei da Ficha Limpa é necessário que a condenação por improbidade administrativa tenha as seguintes caracteristicas de forma cumulativa: proferida por orgão colegiado; determine a supensão dos direitos politicos; que o ato tenha sido praticado na modalidade dolosa; que o ato importe em prejuizo ao erário; e, que o ato cause enriquecimento ilícito do agente público", informou a assessoria.



"A ausência de qualquer uma dessas características faz com que a condenação não se enquadre na Lei da Ficha Limpa. No caso em questão, Paulo Maluf não foi condenado por ato doloso nem por enriquecimento ilicito", diz a assessoria do deputado.Limpa não impede sua candidatura.

Pai suspeito de violentar sexualmente os filhos em Ilhéus


Acusado de estuprar as filhas no distrito de Couto, em Ilhéus, José de Souza Mendes, teve a prisão preventiva solicitada pelo Ministério Público da Bahia nesta quarta-feira (23). De acordo com a denúncia, os crimes foram cometidos pelo pai sem o conhecimento da mãe que, quando descobriu no ano de 2009, fugiu de casa com os filhos. Na época, as três filhas tinham doze, oito e cinco anos de idade e os filhos, onze e dez anos. Segundo o promotor de Justiça Olivan Costa Leal, as meninas eram abusadas sexualmente pelo denunciado, enquanto os filhos eram obrigados a assistir, sempre mediante violência e até ameaças de morte. Mendes foi denunciado pelos crimes de estupro, atentado violento ao pudor, corrupção de menores, ameaça e por submeter a vexame ou constrangimento os próprios filhos e filhas. Após a denúncia, o acusado fugiu e vem sendo procurado para prestar depoimento, razão pela qual foi pedida a prisão preventiva.

ILHÉUS: Mendigo “rouba” frango de macumba na encruzilhada para fazer seu almoço.

 
Quando as coisas não andam tão boas, até despacho de macumba vira refeição de moradores de rua. E foi justamente o que aconteceu esta semana na encruzilhada da praça Barão do Rio Branco, em Ilhéus. Adeptos da candomblé resolveram despachar uma oferenda na encruzilhada do bairro Cidade Nova, mas os presentes para os orixás acabaram virando comida de mendigos. No local foram colocados velas, tecidos vermelhos e pretos, charutos e uma galinha viva.
O despacho teria acontecido na madrugada, mas foi logo pela manhã que o inusitado aconteceu. Um morador de rua, sem atentar para a questão religiosa e talvez movido pela fome, resolveu devorar o frango. E foi o que fez. Imediatamente o morador de rua pegou o frango, matou a ave com as próprias mãos e arrancou as penas. Depois foi só fazer uma fogueira para comer o frango.
A cena acabou dividindo opiniões entre as pessoas que passavam pelo local no momento que o fato aconteceu. De um lado haviam pessoas revoltadas com o desrespeito à religião afro, já que o despacho se tratava de um ritual para abrir os caminhos. Do outra lado estavam pessoas preocupadas com a questão social, já que o morador de rua estava passando fome. Já o garoto pouco se importou com as opiniões. No olhar dele somente a alegria de ter encontrado, naquele dia, o seu almoço.
Texto: Ed Camargo/fotos: redação.
 
 despedaçou a galinha ainda viva.
 
 um banquete
 
"Eu sou a cara da riqueza" 

Esses elementos participaram do banquete, mas fugiram pra não ser fotografados 
  
Sorte dele a galinha não era preta
 
 Anderson, vulgo "linguiça" ao lado da galinha de macumba.
 
No trevo
 
 A galinha viva
 
  
 
 momento em que ele depenava a galinha. 

BANDIDOS ASSALTARAM DUAS LOJAS NO CENTRO DE ILHÉUS, MS FORAM PRESOS POR POLÍCIAIS

Por: Ednei Bomfim





 

quinta-feira, 24 de julho de 2014

Morre prefeita de São Francisco do Conde, Rilza Valentim



Prefeita morreu em hospital de Salvador
A prefeita de São Francisco do Conde, Rilza Valentim (PT), morreu na noite desta quinta-feira (24). Segundo informações, ela estava internada no Hospital Aliança e faleceu na unidade. O vice-prefeito da cidade, Evandro Almeida (PP), deve assumir o comando do município.

Segundo informações do PT, a prefeita sofria de anemia falciforme e passou mal durante a semana, morrendo na noite de hoje - de acordo com o hospital, ela sofreu uma embolia pulmonar e faleceu por volta das 17h30 de hoje. O velório acontece na tarde desta sexta em São Francisco do Conde.

No último dia 17, ela participou comoutros prefeitos e com o governador Jaques Wagner da primeira reunião do Colegiado da Entidade Metropolitana da RMS.

A prefeita foi reeleita em 2012 e ainda tinha mais 2 anos do segundo mandato pela frente.

Rilza, que era natural de São Francisco do Conde, tinha 52 anos. Ela deixa três filhos.

Rilza foi professora de Química e começou sua carreira na vida pública ao assumir a Secretaria Municipal de Educação de São Francisco do Conde. Depois ela foi eleita vereadora para dois mandatos e em 2008 foi eleita prefeita, depois de também ser vice-prefeita na gestão de Antonio Calmon.

A prefeitura de São Francisco do Conde mantinha um programa de assistência aos portadores de anemia ou traço falciforme desde o início da sua gestão. A anemia falciforme é uma doença genética e hereditária, predominante em negros, mas que pode manifestar-se também nos brancos. Os glóbulos vermelhos sofrem uma alteração, perdendo a forma arredondada e elástica, adquirindo o aspecto de foice e endurecendo, o que dificulta a passagem do sangue pelos vasos de pequeno calibre e a oxigenação dos tecidos. A doença piora continuamente ao longo do tempo, reduzindo a expectativa de vida do paciente para uma média de 40 anos.
Rilza morreu aos 52 anos de idade (Foto: Divulgação)

Primo de goleiro Bruno revela onde está corpo de Eliza Samúdio

O primo do goleiro Bruno Fernandes das Dores de Souza, Jorge Rosa Sales, revelou nesta quinta-feira (24) que o corpo da ex-modelo Eliza Samúdio está enterrado num terreno próximo ao Aeroporto de Confins, em Belo Horizonte, em Minas Gerais.

Em entrevista à Rádio Tupi, Jorge afirmou que Eliza foi torturada e morta por asfixia na casa de Marcos Aparecido dos Santos, o Bola. Ela foi enrolada num lençol e colocada dentro de um saco lacrado antes de ser levada até o local. Jorge, que era menor na época do crime, contou que Macarrão estava junto e conhecia bem a região para onde o corpo de Eliza foi levado.

"Ela não foi esquartejada. Só cortaram a mão dela. O corpo ficou inteiro", afirmou Jorge, acrescentando que o corpo foi transportado até ao cemitério clandestino no porta-malas de umEcoSport.

O relato foi feito ao repórter Marcos Marinho. Segundo o jornalista, Jorge revelou como se chega ao terreno.
Foto: AFP
"O local fica próximo ao aeroporto. Antes de chegar ao local, passa um retorno, depois de três ruas, entra numa estrada de chão. É um lugar distante. Ela foi enterrada perto de um pé de coqueiro grande e único dentro do terreno. Mesmo se não tiver mais esse pé de coqueiro no local, eu sei onde ela (corpo de Eliza) está. O buraco onde ela foi enterrada foi feito por uma retroescavadeira para dificultar a localização do corpo", afirmou Jorge.

Jorge disse que ficou segurando o bebê enquanto Eliza era assassinada. Ele disse que não tinha como correr para pedir ajuda. " Eu estava em Belo Horizonte e não sabia que aquilo ia acontecer. Eu não conhecia aquele lugar. Como eu ia sair para pedir ajuda? Como eu ia sair do local correndo? Não pude fazer nada porque o Bola é um psicopata, mata fácil. Fiquei com medo de sair para pedir ajuda", afirmou.
Foto: Reprodução
Questionado porque só revelou a história depois de quatro anos, ele respondeu. " Eu não sabia a pessoa certa para eu confiar para contar isso. Eu pensei muito. Me coloquei no lugar dela. De fazerem alguma coisa comigo. Isso não vai aliviar a pena do Bruno. Quero fazer a minha parte, mostrar onde ela está."

Ele disse que não ganhou dinheiro para participar do sequestro de Eliza Samúdio.

De acordo com Jorge, o outro primo de Bruno, Sérgio Rosa Sales, que participou da reconstituição do crime e foi assassinado em 2012, teria sido morto por causa da morte da ex-modelo. Ele culpa o Macarrão pela morte de Sérgio. "Ele falou demais", disse Jorge.

Desde o início do caso, Jorge mudou as versões, mentiu por orientações do advogado Elieser. " Eu falando a verdade, eles não iam me soltar. Eu inventava uma história atrás da outra. Foi muita pressão em cima de mim."
Primo do goleiro Bruno contou detalhes do assassinado (Foto: AFP)
Prisão

Bruno foi preso em 2010 junto com o amigo, Luiz Henrique Ferreira Romão, o Macarrão, acusados de sequestrar e matar Eliza Samudio, ex-amante do então goleiro do Flamengo.

No dia 8 de março do ano passado, o ex-jogador foi condenado pelos crimes de homicídio triplamente qualificado e ocultação de cadáver, além de sequestro e cárcere privado do filho da modelo, Bruninho. Com isso, o ex-jogador foi condenado a 22 anos e três meses de prisão.

De acordo com a juíza Marixa Fabiane Lopes Rodrigues, do Fórum de Contagem, em Minas Gerais, Bruno, a quem classificou de mandante do crime, demonstrou ser uma pessoa “fria, violenta e dissimulada”. O ex-goleiro não poderá recorrer em liberdade.

Por causa do benefício da progressão de regime, a tendência é de que a partir de 2017 ele poderá entrar com recurso para o regime semi-aberto, pois já cumpre pena há quatro anos na penitenciária Nelson Hungria, em Contagem.

Em julho deste ano, Graziella Cavalcante Vieira Lima, filha de José Arteiro Cavalcante, advogado que trabalhou como assistente de acusação no caso que julgou o goleiro Bruno por participação na morte de Eliza Samudio, foi encontrada morta. Com informações da Rádio Tupi.

BANDIDO ACUSADO DE MATAR POLICIAL MORRE EM TROCA DE TIROS

Acontece nesse momento uma operação policial para prender os acusados pelo homicídio do policial militar na noite de ontem. Viaturas da Rondesp cercaram a localidade conhecida como Charco no bairro do Pau da Lima e na troca de tiros, “Coruja”, um dos acusados, morreu. Com ele foi encontrada uma pistola que pode ter sido usada no crime.Os principais suspeitos do crime são: “Aranha”, líder do tráfico de drogas e chefe da quadrilha; “Tio Chico”, “Coruja” e “Troncho”. Ainda segundo a polícia, 12 homens fortemente armados participaram do crime. O soldado Fábio Ferreira Rosas, lotado na 40ª Companhia Independente de Polícia Militar (CIPM), foi morto na Liberdade na noite desta quarta-feira (23).

POLICIAL MILITAR ASSASSINADO COM 10 TIROS NA NOITE DESTA QUARTA FEIRA

Mais um Policial assassinado na noite desta quarta-feira,em Salvador.O Soldado da Polícia Militar Fábio Ferreira Rosas, que trabalhava na 40ªCIPM, foi assassinado na Avenida Gaspar de Lemos, no bairro Liberdade. Os bandidos teriam reconhecido o policial que foi executado com mais de 10 tiros, os meliantes levaram a arma e o carro da vítima. Uma guarnição da polícia Militar trocou tiros com os elementos que mesmo assim conseguiram fugir deixando o veículo.

BANDIDOS CAÇAM E MATAM POLICIA EM SALVADOR

Trêselementos assassinaram o investigador de Polícia Civil Jorge Cesar de Castro Pereira, fato ocorrido por volta das 19:00 horas da noite de ontem, na Estrada velha do Aeroporto, na cidade de Salvador. O policial exercia suas funções na 13ª Delegacia Territorial. A vítima estava passando na Avenida Aliomar Baleeiro em Salvador, quando foi surpreendido pelos bandidos que só fizeram gritar "perdeu" em seguida atirou várias vezes e levaram a arma do Policial que trabalhava no SI da 13ªDT. Os bandidos fugiram em um carro preto.

Segurança acusado de esfaquear estudante do reune Ilhéus é preso

IMG-20140723-WA0047A Polícia Civil de Ilhéus prendeu nesta noite de quarta-feira (23) FABIO SANTOS BARRETO, o mesmo foi localizado na Pça. JJ Seabra, em frente ao Palacio Paranagua. A prisão ocorreu por conta de um inquérito que aponta o acusado como autor de uma tentativa de assassinato ao estudante e porteiro Igor Loureiro do Carmo, de 26 anos.

De acordo com o Blog do Gusmão, no último dia 29 de março, Igor participava de um protesto contra o aumento da tarifa de ônibus em frente à Câmara de Ilhéus, onde o prefeito Jabes Ribeiro estava reunido com membros do PP. Ele recebeu uma facada nas costas e afirma que o autor do golpe foi Fabio Barreto.

Numa entrevista concedida ao Gusmão, ele afirmou que Fabio o ameaçou antes de o atingir e “agiu a mando de alguém e de forma planejada”, declarou.

igorEm agosto de 2013, no trigésimo dia de ocupação do Reúne Ilhéus em frente à prefeitura, a PM prendeu Igor durante um protesto no terminal urbano. Ele admitiu que estava pichando o vidro de um ônibus. Os manifestantes vaiaram a ação da polícia, sentaram diante do carro onde o ativista foi colocado, e os policiais decidiram liberá-lo.
A ocupação do Reúne Ilhéus durou 97 dias. Igor afirma que não foi pago pela prefeitura nesse período. Recebeu os três salários logo depois do final melancólico do Acampamento Wagner Bastos. Para ele, não existe dúvida de que o Governo Jabes o perseguiu, pois, naquela época, mesmo os servidores que aderiram à greve receberam.

JABES E JOHN RIBEIRO TERIAM CONTRATADO FABIO BARRETO PARA OFENDER CARMELITA E ALGUNS VEREADORES

Fabio Barreto. Foto: Emílio Gusmão.
Fabio Barreto: “Cansei de ser usado”. Foto: Emílio Gusmão.

A acusação é do suposto contratado, Fabio Barreto, durante entrevista “bombástica” ao Blog do Gusmão. Outros vereadores, inclusive da base governista, também teriam sido alvos dos ataques, a exemplo de Gurita e Dr. Jó.

Fabio pediu desculpas às vítimas das ofensas que disparou, supostamente, a mando dos irmãos Ribeiro. A Professora Carmelita (PT), ex-candidata a prefeita derrotada por Jabes Ribeiro em 2012, também teria sofrido ataques caluniosos.

Tentamos ouvir o prefeito sobre a grave acusação. JR disse que Fabio Barreto não tem credibilidade e, por isso, prefere não se manifestar.

Entrevistamos Fabio Barreto na manhã desta quarta-feira, 18, em Ilhéus.  Ele também negou a acusação do servidor municipal Igor do Carmo (o jovem ativista afirma que Barreto o esfaqueou “a mando de alguém”). Ouça. 

gusmao

 
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Thales Farias