quinta-feira, 26 de fevereiro de 2015

Homem se veste de mulher para tentar escapar da polícia


Após receber denuncia anônima de que um foragido da justiça estava em uma residência na Zona Norte de Teresina, policiais militares do 9º Batalhão encontraram Gilson da Silva Sousa, de 28 anos, que tentou escapar do cerco se escondendo em baixo de uma cama vestindo roupa de mulher. Contra o homem havia um mandado de prisão por assalto expedido no ano passado.

Supeito foi encontrado debaixo de uma cama (Foto: Divulgação/Polícia Militar)Supeito foi encontrado debaixo de uma cama
(Foto: Divulgação/Polícia Militar)
De acordo com o sargento Oliveira, do 9º BPM, a vestimenta era para se disfarçar e enganar os policiais, mas foi reconhecido e conduzido à Central de Flagrante de Teresina.

“O localizamos debaixo da cama em sua residência, com roupa de mulher e uma peruca. Ele estava todo caracterizado para tentar nos enganar. Foi uma cena inusitada. O suspeito nos disse que estava escondido todo esse tempo em Belém, estado do Pará”, contou.

Ainda de acordo com o policial, esta foi a primeira vez que ele presenciou um caso como este, mas que isso já ocorreu com outros policiais. “Foi a primeira vez que me deparei com uma situação assim, mas outros amigos de farda já me relataram casos iguais, inclusive de detentos que tentam fugir de presídios vestidos de mulher”, relatou Oliveira.

O suspeito ficará custodiado na carceragem da Central de Flagrantes à disposição da Justiça.

Desembargador anula decisão de juiz do Piauí que suspendia WhatsApp no país.

TERESINA - Os desembargadores Raimundo Nonato da Costa Alencar e José Ribamar Oliveira, do Tribunal de Justiça do Piauí (TJ-PI), concederam nesta nesta quinta-feira liminares para sustar os efeitos da decisão do juiz Luiz de Moura Correia, da Central de Inquéritos do Poder Judiciário em Teresina, que suspendia o uso do aplicativo WhatsApp em todo o Brasil.

Em entrevista ao GLOBO, Alencar explica que um dos motivos que justificam a concessão de uma liminar é o perigo da demora, o que foi aplicado no caso. Permitir que o WhatsApp fosse suspenso em todo o país poderia causar danos irreversíveis ao serviço e aos seus usuários.

— As milhões de pessoas que utilizam esse serviço não podem sofrer esse prejuízo sem que haja uma averiguação mais detalhada — disse o desembargador.

Segundo Alencar, sua decisão foi tomada por entender que a extensão da medida aplicada pelo juiz não seria a ideal.

— Ela (a medida do juiz) fica sem eficácia até a ação ser decidida por inteiro — diz Alencar. — O juiz, assim como eu, tem jurisdição restrita. No caso do juiz, à comarca, e, no meu caso, ao estado.

Contudo, afirma, é preciso respeitar o magistrado.

— Não concordo com nenhum tipo de atitude que tente expor o juiz ao ridículo.

Corregedoria Nacional de Justiça decide afastar das funções o juiz do caso Eike.


BRASÍLIA - A corregedora nacional de Justiça, ministra Nancy Andrighi, determinou na noite desta quinta-feira o afastamento imediato do juiz Flávio Roberto de Souza, da 3ª Vara Federal do Rio de Janeiro, de todos os processos que envolvem Eike Batista. O juiz foi filmado esta semana dirigindo um Porsche Cayenne que pertence ao empresário e foi apreendido durante operação da Polícia Federal.

Na decisão, a corregedora considerou que a sequência de eventos divulgados pela mídia, como o uso de um dos veículos apreendidos e algumas entrevistas, fez com que fosse necessário instaurar uma reclamação disciplinar.

“Em várias entrevistas, fica evidenciado que o juiz federal mantém a postura de ignorar o Código de Ética da Magistratura”, afirmou a corregedora, na decisão. Além disso, a ministra acrescentou que “não há, nem pode haver lacuna, brecha ou folga interpretativa que permita a um juiz manter em sua posse, ou requestrar para seu usufruto, patrimônio de particular sobre o qual foi decretada medida assecuratória”.


A ministra avalia que, embora tenha determinado a apuração pela corregedoria regional das condutas de Flávio Roberto de Souza, os danos causados à imagem do Poder Judiciário e a possibilidade de continuação da conduta do juiz pedem uma atuação concomitante da Corregedoria Nacional de Justiça.

Em sua decisão, Nancy Andrighi determina a redistribuição aleatória dos processos envolvendo a parte Eike Batista e o cumprimento pelo juiz federal do dever, em suas relações com os meios de comunicação, de se comportar de forma adequada, inclusive, não emitindo opinião sobre processo pendente de julgamento.

SUPOSTA PARCIALIDADE



PUBLICIDADE

Em dezembro passado, os advogados de Eike entraram com um pedido de substituição do juiz junto ao tribunal, alegando a parcialidade do magistrado no processo que acusa o empresário dos crimes de manipulação de mercado e informação privilegiada (insider trading).

Na quarta-feira, a Corregedoria Regional de Justiça determinou que o juiz Flávio Roberto não poderia mais utilizar bens apreendidos do ex-bilionário. Além do Porsche, foi encontrado na garagem do edifício onde o magistrado mora, na Barra da Tijuca, o veículo Range Rover, de Thor Batista, filho mais velho de Eike. O piano de cauda, também apreendido pela PF no início de fevereiro, foi encontrado no apartamento de um vizinho do juiz Flávio Roberto de Souza.

Desde a divulgação das imagens do uso dos bens do empresário pelo juiz, a Corregedoria Nacional de Justiça acompanhava a investigação do caso, a cargo da Corregedoria Regional da Justiça Federal da 2ª Região. Quando soube que um processo de sindicância fora instaurado pela corregedoria regional, a ministra Nancy Andrighi entrou em contato com o presidente do Tribunal Regional Federal da 2ª Região e com a própria corregedoria regional.

Governo limita gastos do PAC e de ministérios até abril

A equipe econômica do governo federal impôs uma redução de 23,7% nos gastos do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) até abril deste ano. A medida faz parte de uma série de tentativas para equilibrar as contas públicas em 2015 e foi aplicada por decreto presidencial publicado em edição extra do "Diário Oficial da União" desta quinta-feira (26).

É a primeira vez que há redução nos gastos desde que o programa foi criado. O PAC está diretamente ligado à imagem da presidente Dilma Rousseff, que foi apelidada de "mãe do PAC" quando era ministra do governo Luiz Inácio Lula da Silva.

O decreto autoriza despesas de até R$ 15,17 bilhões no PAC nos primeiro quatro meses deste ano. A queda é de R$ 4,37 bilhões (23,7%) com relação ao mesmo período de 2014, quando foram gastos R$ 19,91 bilhões, segundo dados da Secretaria do Tesouro Nacional.

governo decidiu fazer um decreto temporário limitando os gastos porque o orçamento para este ano ainda não foi aprovado pelo Congresso, explicou mais cedo o secretário do Tesouro Nacional, Marcelo Saintive. A peça orçamentária ainda está sendo avaliada pelo Legislativo.

O secretário afirmou que não se trata de corte de gastos. "Não significa contingenciamento. Mas o que eles [ministérios e órgãos públicos] poderão decidir em termos de alocação de recursos. [...] É um montante que poderá estar disponibilizado a estes ministérios até abril", disse. Saintive afirmou que, caso haja a aprovação do orçamento, será feita "uma nova programação" dos gastos do PAC.

Gastos com custeio
O decreto presidencial também traz limitação para gastos com custeio da máquina pública no orçamento dos Ministérios. De janeiro a abril deste ano, foi autorizada uma dotação de R$ 59,98 bilhões, o que representa queda de 7,5% (R$ 4,87 bilhões) em relação ao valor gasto no mesmo período de 2014 (R$ 64,86 bilhões).

As chamadas "despesas discricionárias" dos Ministérios, ou seja, que não são obrigatórias, excluem gastos com sentenças judiciais e precatórios.

O decreto, preventivamente, estabelece a possibilidade de o Ministro de Estado da Fazenda autorizar a ampliação ou remanejamento dos valores constantes dos anexos, por ato próprio ou delegação, a fim de permitir o tratamento de "situações excepcionais" e que "requeiram atendimento imediato", informou o governo federal.

Compromisso da nova equipe econômica
A limitação de gastos faz parte da estratégia da nova equipe econômica para tentar atingir a meta de superávit primário, a economia para pagar juros da dívida pública e tentar manter sua trajetória de queda, de 1,2% do PIB para todo o setor público (governo, estados, municípios e empresas estatais) em 2015.

O esforço equivale a uma economia de R$ 66,3 bilhões. Desse montante, R$ 55,3 bilhões correspondem à meta para o governo e R$ 11 bilhões são uma estimativa para estados e municípios. Em janeiro, contas do governo registraram superávit primário de R$ 10,4 bilhões, o que representa 19% da meta anual. Porém, foi o pior valor para o mês desde 2009.

Medidas já anunciadas
Para tentar atingir as metas fiscais, a nova equipe econômica já anunciou uma série de medidas nos últimos meses. Entre elas, estão mudanças nos benefícios sociais, como seguro-desemprego, auxílio-doença, abono salarial e pensão por morte, que ainda têm de passar pelo crivo do Congresso Nacional.

Além disso, também elevou o IPI para automóveis e tributos sobre a gasolina, operações de crédito e cosméticos. O Ministério do Planejamento, por sua vez, anunciou a redução dos limites temporários de empenho para gastos no orçamento de 2015 e, mais recentemente, o bloqueio de restos a pagar de anos anteriores.

No mês passado, o secretário do Tesouro Nacional, Marcelo Saintive, havia confirmado que não haverá mais repasses do governo ao setor elétrico, antes estimados em R$ 9 bilhões para este ano, o que deverá elevar ainda mais a conta de luz, que pode ter aumento superior a 40% em

Peto 68 prende quadrilha de arrombadores em Ilhéus

Policiais do Peto 68 e policiais que pertencem a companhia de folga fizeram uma ação e apreenderam hoje esses quatro elementos que arrombaram ontem a noite uma loja de relógios e pratarias localizada no centro de Ilhéus.


Daniel traz debate sobre reforma política para Bahia‏

Após a reunião da comissão especial que trata da reforma política, da qual é membro titular, o deputado Daniel Almeida (PCdoB-BA) falou sobre as primeiras decisões tomadas pelo colegiado na tarde desta terça-feira (24) na Câmara. Para o deputado, apesar da polêmica que envolve o tema, “basta vontade e nós temos vontade”, afirmou em entrevista à TV Câmara e ao Portal Vermelho. 

A comissão aprovou uma série de requerimentos para a realização de audiências públicas. Os deputados vão discutir o tema com representantes de entidades da sociedade civil, como a Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) e sindicatos.

Por sugestão do deputado Daniel Almeida, a Comissão Especial realizará no dia 16 de março, às 9 horas, audiência pública, na Assembleia Legislativa da Bahia para debater a reforma política. O evento, que tem o apoio e parceria do presidente da Assembleia da Bahia, deputado Marcelo Nilo, mobilizará , além dos deputados baianos, representantes da sociedade civil .

O relator da Comissão Especial da Reforma Política, deputado Marcelo Castro (PMDB-PI), ao apresentar o seu plano de trabalho, sugeriu que sejam também convidados para os debates o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Gilmar Mendes; o presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Dias Tóffoli; e o procurador-geral eleitoral, Rodrigo Janot , além dos presidentes da Confederação Nacional dos Municípios, Paulo Ziulkoski, da Frente Nacional dos Prefeitos, José Fortunati (prefeito de Porto Alegre), e da União Nacional dos Vereadores, Gilson Conzatti. Ainda não foram definidas as datas das audiências.

Depois das reuniões com essas entidades, o relator propõe que haja de duas a quatro sessões para que os parlamentares se concentrem nos temas principais: financiamento de campanha e sistema eleitoral.

Marcelo Castro fez ainda um apelo para que os parlamentares compareçam à comissão com o espírito de fazer o melhor para o Brasil. “Temos que aprovar uma reforma que passe no Plenário e melhore o sistema eleitoral”, ressaltou.

Sem financiamento privado
Para o deputado Daniel Almeida, que participou do Programa Palavra Aberta da TV Câmara para comentar o resultado da primeira reunião, o tema é complexo, mas existe unanimidade entre os membros da comissão de que o modelo atual está esgotado. E que a principal mudança que deve ocorrer no sistema político-eleitoral do país é excluir o financiamento das empresas às candidaturas.
“A prestação de contas das últimas eleições mostram que meia dúzia de empresas participaram quase decisivamente na escolha dos eleitos. A eleição é um exercício da cidadania”, explica ele, destacando que o financiamento de campanha é a espinha dorsal da reforma. “Se não mudar isso, nada muda”, alerta.
“Ao eliminar o financiamento privado, também estaremos eliminando a maior fonte de corrupção nas eleições e no exercício de cargos públicos. Assim, defendemos que o financiamento público deve ser aplicado às campanhas eleitorais”, afirma o deputado.
Ele defende, como pontos fundamentais na proposta a ser votada na Câmara, além do financiamento de campanha por empresas, a lista preordenada, mas admite que essa proposta dificilmente será aprovada.

Sem restrições
No entanto, demonstra muito empenho e esforço em lutar contra qualquer proposta que restrinja a existência dos partidos. Ele admite que existem muitos partidos políticos – 28 representados na Câmara -, mas destaca que não são as cláusulas de barreiras que solucionarão os problemas provenientes dos “partidos de aluguel”.

Segundo ele, a solução e criar mecanismo que garantam a fidelidade partidária para evitar a proliferação de legendas que negociam tempo de TV e fundo partidário. Mas insiste em dizer que o seu Partido – o PCdoB - é totalmente contrário à proposta que estabelece regras e critérios restritivos à formação dos partidos.

Ele lembrou que no julgamento da ação sobre cláusula de barreira, o Supremo Tribunal Federal (STF) usou o argumento que é utilizado pelos comunistas. De que qualquer regra nesse sentido fere o princípio de livre associação garantido pela constituição federal.

Com  coincidência de eleições


Daniel Almeida falou ainda sobre a proposta que está em debate sobre o tempo de mandato e a coincidência das eleições. “O debate sobre esse tema está em curso, mas vai prevalecendo a opinião de que o Partido deve defender um prazo de cinco anos para os mandatos, tanto no Legislativo como no Executivo, sem reeleição; e a coincidência das eleições – a cada cinco anos haverá eleições de vereador a presidente da República.”

Segundo ele, a proposta se baseia no fato de que a eleição a cada dois anos tem dificultado a atividade dos Executivos porque a cada eleição, as licitações, convênios etc, são suspensos, paralisando as atividades administrativas. “A eleição é importante, fundamental, mas precisamos compatibilizar isso com a máquina pública, facilitando as ações que favorece o cidadão”, afirma o parlamentar.

Daniel Almeida conclui dizendo que “os comunistas entendem que a reforma política deve servir para dar mais e melhores opções de escolha e de controle aos eleitores sobre seus representantes. E não para restringir essas opções ou para favorecer, artificialmente, o congelamento do atual quadro partidário em nosso país.”

Mototaxista que estuprou três mulheres de uma só vez é preso em Alagoinhas

Um mototaxista foi preso nesta terça-feira (24) pelo estupro de três mulheres de uma só vez em Alagoinhas, a cerca de 120 quilômetros de Salvador. Esta é a segunda vez que Cleelton Santos Conceição, de 32 anos, é preso pelo crime de estupro. A primeira foi em 2012. 

As vítimas, uma mulher de 39 anos, sua filha de 14, e ainda uma amiga das duas, de 19, reconheceram o acusado por meio de fotografias, na unidade policial. O crime aconteceu no dia 23 de janeiro deste ano, dentro de um terreno baldio, no bairro de Alagoinhas Velha. A bordo de uma motocicleta, Cleelton abordou as vítimas com um revólver, por volta das 22h. Após consumar o estupro, fugiu levando os pertences das três mulheres.

Segundo informações do delegado Jobson Lucas Marques, coordenador da 2ª Coorpin/Alagoinhas, Cleelton respondia em liberdade pelos crimes anteriores há seis meses, depois de passar um ano e dois meses preso. 

Além do mandado de prisão, também foi expedido um mandado de busca e apreensão na residência do criminoso, na Rua São Marcos, Jardim Petrolar. Ali, a polícia apreendeu perfumes, capacetes, celulares e roupas íntimas que, possivelmente, pertencem às vítimas. O agressor já foi encaminhado ao sistema prisional. Correio

Câmara aprova projeto que criminaliza venda de bebidas a menores

A Câmara dos Deputados aprovou, há pouco, projeto de lei do Senado, que tipifica como crime a venda de bebidas alcoólicas a menores de 18 anos. 

O projeto prevê detenção de dois a quatro anos e multa de R$ 3 mil a R$ 10 mil pelo descumprimento da proibição. Como o texto já havia sido aprovado no Senado e não foi alterado na votação dos deputados, ele segue agora à sanção presidencial.

O projeto aprovado altera a o Estatuto da Criança e do Adolescente para tornar crime vender, fornecer, servir, ministrar ou entregar, ainda que gratuitamente, de qualquer forma, a criança ou adolescente, bebida alcoólica ou, sem justa causa, outros produtos cujos componentes possam causar dependência física ou psíquica.

O texto estabelece como medida administrativa a interdição do estabelecimento comercial até o recolhimento da multa.

Menina de 12 anos dá à luz bebê cujo pai é o padrasto

Uma menina de 12 anos deu à luz um bebê, na terça-feira (24), no Hospital Regional de Eunápolis (HRE). O bebê nasceu com aproximadamente três quilos após uma cesariana. O pai do recém-nascido é padrasto da adolescente e está foragido. 

O padrasto, de 53 anos, morava com a mãe da menina no distrito de Ventania, em Itapebi. Segundo a mãe da garota, seu companheiro havia afirmado que assumiria a paternidade do bebê. “Ele esteve na delegacia, acompanhado do advogado, e disse que assumiria a criança”, lembrou.

O Conselho Tutelar de Itapebi está acompanhando o caso, por se tratar de estupro de vulnerável. Segundo a lei, o crime de estupro de vulnerável, com pena de reclusão de 8 a 15 anos, se caracteriza pela prática de qualquer ato libidinoso com menor de 14 anos ou com pessoa (de qualquer idade) que, por enfermidade ou deficiência mental, não tem o necessário discernimento, ou não pode oferecer resistência.

Segundo informações, esse é o segundo caso, este ano, de menina de 12 anos que dá à luz no Hospital Regional de Eunápolis. (Radar64)

Juiz determina que Whatsapp seja retirado do ar no Brasil

O Whatsapp – aplicativo de mensagens instantâneas – pode sair do ar no Brasil. De acordo com a coluna de Felipe Patury, da Época, o juiz Luiz Moura Correia, da Central de Inquéritos da Comarca de Teresina (PI), determinou que uma empresa de telefonia "suspenda temporariamente até o cumprimento da ordem judicial (...), em todo território nacional, em caráter de urgência no prazo de 24 horas após o recebimento, o acesso através dos serviços da empresa aos domínios whatsapp.net e whatsapp.com, bem como todos os seus subdomínios e todos os outros domínios que contenham whatsapp.net e whatsapp.com em seus nomes e ainda todos números de IP (Internet Protocol) vinculados aos domínios já acima citados". A decisão do magistrado diz ainda que a empresa de telefonia deve "garantir a suspensão do tráfego de informações de coleta, armazenamento, guarda e tratamento de registros de dados pessoais ou de comunicações entre usuários do serviço e servidores da aplicação de trocada de mensagens multi-plataforma denomidada Whatsapp, em que pelo menos um desses atos ocorra em território nacional". O processo corre em segredo de Justiça. A empresa luta para cassar a decisão, tomada pelo juiz Luiz Moura Correia em 11 de fevereiro, antes de ser obrigada a cumpri-la. A empresa de telefonia foi comunicada da decisão de Moura Correia em 19 de fevereiro por meio de um ofício do delegado Éverton Ferreira de Almeida Férrer, do Núcleo de Inteligência da Secretaria de Segurança Pública do Piauí. 


Bahia Notícias

Morre Zézeu Ribeiro, ex-deputado federal e conselheiro do TCE



O conselheiro do Tribunal de Contas do Estado (TCE), Zézeu Ribeiro, 66 anos, faleceu na tarde desta quarta-feira (25). Segundo informações obtidas pelo Bahia Notícias, Zézeu estava internado em estado grave na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Sírio Libanês, em São Paulo, com um quadro de hemorragia digestiva. Na Câmara dos Deputados, nesta quarta, os parlamentares fizeram um minuto de silêncio pela morte do conselheiro. Nesta terça (24), o governador Rui Costa visitou o ex-companheiro de partido. Filiado ao PT desde 1982, presidiu o partido na Bahia (1995-1999) e integrou o Diretório Nacional (2001-2003), além de ter sido presidente do Sindicato dos Arquitetos da Bahia. Em Salvador, exerceu o mandato de vereador em três legislaturas, alcançando amplo reconhecimento que o levou a se eleger deputado federal em 2002. Ribeiro foi também candidato do PT na Bahia ao governo do Estado. Assumiu, em 2011 o comando da pasta de Planejamento.


por Alexandre Galvão

Celular filma últimos momentos de jovem morto por PM no Rio




O jovem que morreu na sexta-feira (20) baleado na Favela da Palmeirinha, em Honório Gurgel, Zona Norte do Rio, registrou com o celular os últimos minutos da própria vida. Ele conversava e gravava um vídeo com amigos no momento em que levou um tiro. A Polícia Militar, que fazia uma operação na comunidade, afirmou, no dia, que o grupo foi atingido em confronto. Mas um outro rapaz que também acabou baleado nega essa versão da PM. As imagens do vídeo podem ajudar a esclarecer o que aconteceu.

O vídeo registra um momento de diversão entre três amigos. Dois deles estavam de bicicleta. Um minuto e quinze segundos depois do início da gravação, os jovens correram. Logo, tiros são ouvidos. “Corri atrás dele só pra pegar o celular, pra ele parar de gravar”, explicou Chauan Jambre Cezário, uma das vítimas.

Chauan está com uma bala alojada no peito. O amigo dele, Alan de Souza Lima, de 15 anos, não resistiu. O celular estava nas mãos de Alan e caiu no chão, mas continuou gravando. O vídeo permite ouvir a agonia dos feridos e as vozes de dois homens, que seriam policiais militares. Um deles pergunta aos garotos por que eles correram. “A gente tava brincando, senhor”, responde um dos rapazes.

Segundo testemunhas, os policiais tentaram justificar o fato de os rapazes terem sido baleados, afirmando que eles entraram no meio da troca de tiros entre os PMs e criminosos.
Chauan foi baleado no peito e sobreviveu, desmentindo a versão da PM (Foto: Reprodução / TV Globo)

Em nota divulgada no sábado (21), a Polícia Civil informou que os jovens ficaram feridos durante um confronto com PMs e que na ação foram apreendidos um revólver e uma pistola. Ainda segundo a nota, Chauan foi autuado em flagrante por porte de arma e resistência.

Na madrugada de sábado, o caso provocou um protesto violento na Avenida Brasil. Um ônibus e um caminhão foram queimados. A via expressa ficou interditada por quase quatro horas.

Chauan mora na Baixada Fluminense, mas decidiu passar o fim de semana na casa do patrão, na Favela da Palmeirinha, para economizar dinheiro de passagem. Ele vende mate na Praia de Ipanema. “Justiça. Só isso. Que prove a minha inocência. Eu não sou bandido”, afirmou o rapaz.

Assim que tomou conhecimento do vídeo, o comando da PM determinou o afastamento dos policiais envolvidos na ocorrência e também a abertura imediata de um inquérito policial militar. Porém, a corporaão não divulgou os nomes destes PMs.

A Polícia Civil, que investiga o caso, já recebeu uma cópia do vídeo. Os investigadores pretendem ouvir testemunhas e aguardam o resultado do exame feito nas armas dos policiais.

quarta-feira, 25 de fevereiro de 2015

CORRIDA DA PAZ 2015

A 18ª Circunscrição de Serviço Militar (18ª CSM) estará realizando no dia 1º de março de 2015 (domingo), às 08:00 horas, na Avenida Soares Lopes, a 9ª edição da “Corrida da Paz” na guarnição de Ilhéus-BA.

O evento foi criado pela Comissão de Desportos Militares do Brasil (CDMB), órgão vinculado ao Ministério da Defesa, no ano de 2006 e tem como objetivo realizar o congraçamento entre militares das três Forças e a sociedade, bem como colaborar para a paz mundial.

A atividade consiste em uma corrida ou caminhada sem caráter competitivo e será realizada na Avenida Soares Lopes, com um aquecimento centralizado a partir das 08:00 horas em frente ao Centro de Convenções. Haverá premiação para destaques.

Informações: Seção de Comunicação Social da 18ª CSM

Telefone: (73) 3634-4826

E-mail: comsoc18csm@gmail.com

ILHÉUS: O RISCO DA FERROVIA FICAR SEM O PORTO SUL

O governo do estado divulga mais uma vez a chegada dos trilhos da Oeste-Leste (Fiol), ao sul do estado. De agosto do ano passado até 2 de fevereiro deste ano, cerca de 35 toneladas de trilhos chegaram ao Porto de Ilhéus e foram encaminhadas para os trechos em obras onde já começaram a ser assentados.
Mas corre o risco da ferrovia de 1.527 quilômetros de extensão seja concluída e não tenha funcionalidade, ou seja, o trem ficar parado. Já que o ministério Público Federal entrou com ações na justiça para anular a licença ambiental para a construção do Porto Sul.
Para agravar a situação, já têm especialistas declarando que não há mais viabilidade econômica na construção do porto.
Vale lembrar que a previsão é que a obra, no trecho que compreende Ilhéus e Caetité, seja finalizada entre 2016 e 2017, e o trecho entre Caetité e Barreiras comece a funcionar entre 2017 e 2018.


correiodoestadobahia

Prefeitura de Ilhéus vai terceirizar usina de asfalto que custou R$ 2 milhões



Depois de gastar mais de dois milhões e trezentos mil reais com aquisição de uma usina de asfalto em 2014, a prefeitura de Ilhéus lançou edital, o pregão presencial nº 019/2015, para contratar empresa e terceirizar a operação da usina no período de um ano.

A usina de asfalto chegou a Ilhéus em outubro/2014 e até o momento encontra-se recolhida, sem atividade.

Segundo informações apuradas pelo Blog Agravo, a usina do governo ilheense promete produzir escândalos, com o fornecimento do material que será usado na fabricação do asfalto.

A aquisição da usina foi bastante comemorada pelo prefeito Jabes Ribeiro, que espera mudar o jogo de sua popularidade negativa asfaltando toda a cidade, assim recolocando chances de continuar por mais quatro anos no palácio Paranaguá.

Encurralados e morrendo no Catar‏




Milhares de operários estão aprisionados em condições de trabalho desumanas no Catar sem conseguir voltar para casa.Uma empresa norte-americana pode ajudar a libertá-los. Podemos fazer sua presidente agir ao levar o horror da escravidão para a cidade onde ela mora. Junte-se ao apelo:

assine a peticao
Forçados a trabalhar sob o sol escaldante do deserto, sem direito a comida ou água e proibidos de voltar para casa, milhares de homens estão no Catar como verdadeiros escravos modernos. Podemos ajudar a libertá-los. 

No ano passado, uma pessoa morreu a cada dois dias na construção de um mega-projeto de um bilhão dólares para a Copa do Mundo de 2022 no Catar. A maior parte do projeto é administrada por uma empresa norte-americana, cuja presidente mora em uma cidade pacata no estado de Colorado, EUA. Se mais de 1 milhão de nós nos unirmos em prol da liberdade, podemos confrontá-la com nossas vozes toda vez que ela sair de casa até que ela faça alguma coisa. 

Esta mesma tática forçou a rede de hotéis Hilton a proteger mulheres contra o tráfico sexual em questão de dias. Assine essa petição urgente para ajudar a libertar os escravos modernos do Catar: 

https://secure.avaaz.org/po/bloodiest_world_cup_loc/?bTytvfb&v=54339 

O programa de trabalhadores convidados do Catar é a raiz do problema. Trabalhadores do Nepal e Sri Lanka são enganados com promessas de bons empregos, mas quando chegam no país os empregadores confiscam seus passaportes e os forçam a trabalhar longas horas, sob um calor de 50 graus, sem nenhuma possibilidade de fuga. 

CH2M Hill, a empresa norte-americana, coloca a culpa em prestadores de serviços locais e nas leis do país, mas é o rosto público das obras da Copa. A presidente da empresa pode e deve assumir um papel para garantir que não teremos mais sete anos manchados pela morte de operários. Ela poderia até mesmo ameaçar a retirada de seus negócios do país se o sistema não mudar. 

A CH2M Hill tem o dever de ajudar a acabar com essa escravidão moderna. Nossa petição pode persuadir CH2M Hill a vir a público, o que pode levar outras empresas a exigir que cada trabalhador seja livre para voltar para casa quando quiser. Clique abaixo para assinar a petição: quando alcançarmos 1 milhão de assinaturas, nossa mensagem será enviada diretamente à Jacqueline Hinman, CEO da CH2M Hill, quantas vezes forem necessárias. 

https://secure.avaaz.org/po/bloodiest_world_cup_loc/?bTytvfb&v=54339 

Um clamor global na hora certa pode salvar milhares de vidas. Quando a rede de hotéis Hilton não estava seguindo regras para proteger mulheres e crianças contra o tráfico sexual em seus estabelecimentos, a equipe da Avaaz bateu na porta da casa do CEO com uma petição. Em questão de dias, a política da rede de hotéis mudou. Vamos fazer isso mais uma vez. 

Com esperança, 

Emma, Nell, Mais, Ricken, Alice e toda a equipe da Avaaz 

Mais informações: 

Copa do Catar em 2022 já é desastrosa: 1200 operários mortos (Exame)
http://exame.abril.com.br/mundo/noticias/copa-do-catar-em-2022-ja-e-desastrosa-1200-operarios-mortos 

Copa do Mundo do Catar: 400 nepaleses mortos em obras desde que o país ganhou a proposta (Carta Capital)
http://www.cartacapital.com.br/internacional/copa-do-mundo-do-catar-400-nepaleses-mortos-em-obras-desde-que-o-pais-ganhou-a-proposta-4680.html 

Estudo critica modo de contratação de estrangeiros no Catar (G1)
http://g1.globo.com/mundo/noticia/2014/07/estudo-critica-modo-de-contratacao-de-estrangeiros-no-catar.html 

Revelado número de trabalhadores mortos da Copa do Mundo de 2022 (em inglês) (The Guardian)
http://www.theguardian.com/world/2014/dec/23/qatar-nepal-workers-world-cup-2022-death-toll-doha 

Rumo a uma Copa do Mundo melhor (em inglês) (Human Rights Watch)
http://www.hrw.org/sites/default/files/reports/qatar0612webwcover_0.pdf 

terça-feira, 24 de fevereiro de 2015

“Ou construímos um novo Pacto Federativo ou os municípios vão quebrar”, dispara Bebeto‏

Clique para obter Opções
A urgente necessidade de redefinir o Pacto Federativo brasileiro foi o tema central das discussões nesta terça-feira (24) no Anexo II da Câmara Federal, onde cinco deputados baianos, Bebeto Galvão (PSB), Caetano (PT), Cacá Leão (PP), Tia Eron (PRB) e Mário Júnior (PP) reforçaram um ato realizado pela União dos Municípios da Bahia (UPB), em homenagem ao Dia Nacional do Municipalismo, comemorado ontem.

Em seu discurso, o deputado Bebeto Galvão, que tem o fortalecimento dos municípios como uma de suas bandeiras, afirmou que o Congresso tem o dever de efetivamente rever o Pacto Federativo que está vigente no Brasil. Na sua avaliação, não é mais possível adiar a decisão de um novo pacto, em que os recursos de arrecadação tributária sejam distribuídos de forma mais justa e igualitária. “É no município que a vida acontece, mas o município é sempre o mais prejudicado na distribuição dos recursos. Não é justo o Estado e a União serem os detentores da maior parte do capital, porque na prática, para as pessoas, o Estado e a União são entes abstratos. Ou construímos um novo Pacto Federativo ou os municípios vão quebrar”, declara o baiano.

Bebeto acrescenta que se foi o Congresso que aprovou em 1988 na formulação da nova Constituição o pacto que até hoje está vigente, o Congresso tem a responsabilidade de redefini-lo. “Naquela época o Pacto Federativo foi um importante avanço pois no Regime Militar a coisa era bem pior com um governo centralizava tudo e decidia como queria a forma de gastar. O Congresso garantiu esse avanço. Mas agora é preciso readequá-lo ao momento em que vivemos, porque de lá para cá as coisas mudaram com uma série de leis e emendas que obrigam os municípios a lotearem seus orçamentos, limitando a possibilidade de investir”, defende Galvão, que também falou sobre a flexibilização da lei de responsabilidade fiscal com bases em índices de educação e saúde.

“Na educação, por exemplo, antes apenas o Ensino Fundamental era de responsabilidade das prefeituras. Agora, as creches também entraram na conta, a educação infantil também e o Fundamental ganhou um nono ano. A iluminação pública também, que era paga pelos Estados, passou para os municípios. Mas nenhum centavo a mais chegou aos municípios. Isso não está certo”, conclui.

“NESSA CASA TEM GOTEIRA”


O radialista Luk Rei tem exigido explicações do vereador Josevaldo Machado (Dr Jó do PC do B) sobre a reforma realizada no teto do Palácio Teodolino Ferreira, sede do legislativo ilheense, em 2013.
Menos de dois anos após a conclusão da obra, o plenário da câmara continua com problemas graves que impedem a realização das sessões.
Jó, quando presidente, gastou quase 70 mil com o serviço. Segundo o também vereador Lukas Paiva (PMN), durante entrevista a Luk Rei na tarde hoje, o ex-presidente fez um armengue. A prova disso é a cobertura do teto amarrada com arames, encontrada em janeiro desse ano pelo atual presidente Tarcisio Paixão. Paiva informou que os títulos de cidadania ilheense, aprovados em 2014, não foram entregues devido à falta de condições do plenário (repleto de goteiras).

Luk Rei (Rádio Bahiana) pediu que o Ministério Público Estadual entre no caso para apurar possíveis irregularidades.


gusmão

Presa por pensão, defesa arrecada R$ 4 mil em 1 dia e idosa é solta de cadeia

A idosa Benedita Conceição dos Santos, 63 anos, foi solta nesta terça-feira (24) depois de 13 dias em Nova Viçosa, no sul da Bahia, onde estava detida por ter deixado de pagar a pensão alimentícia de dois netos. A dívida que gerou a prisão era de R$ 4.417,36, valor que foi arrecadado a partir de uma campanha feita por uma rádio de Teixeira de Freitas. 
Segundo Mozart Soares, advogado da idosa, políticos da região também doaram na campanha e houve um empréstimo de um lojista de cerca de R$ 1.500. "Esse valor será devolvido pelo filho da dona Benedita", esclarece.

Agora, o defensor vai entrar com uma ação para redução do valor da pensão alimentícia, porque nem Benedita nem o filho têm condições de arcar com este custo no momento. O acordo para o pagamento mensal da pensão foi de R$ 250, mas Benedita atualmente tem apenas a renda de uma aposentadoria do marido, Valdemar da Paz, 79, que é doente.



As crianças, de 7 e 3 anos, moram com a mãe no distrito de Argolo. Benedita assumiu a responsabilidade de pagar a pensão depois que o filho, que mora em outro estado, perdeu o emprego.

Como o filho da idosa estava em outro estado, o juiz substituto da Comarca de Nova Viçosa William Bosaneri Araújo, expediu um mandado de prisão contra Benedita, que ficou presa desde o dia 10 de fevereiro.

Juiz federal é flagrado ao volante de Porsche Cayenne de Eike Batista

O juiz federal Flávio Roberto de Souza foi flagrado pelo EXTRA, na manhã desta terça-feira, ao volante do Porsche Cayenne branco do empresário Eike Batista. O magistrado chegou com o veículo à sede da 3ª Vara Criminal Federal, no Centro do Rio, às 10h22m, e entrou por um portão lateral da sede da Justiça Federal, na Avenida Barão de Tefé. O Porsche foi um dos apreendidos pela Polícia Federal por ordem do próprio magistrado: ele determinou a apreensão de todos os bens do ex-bilionário no Brasil.

O EXTRA fez plantão na porta da 3ª Vara Federal Criminal, na Avenida Venezuela, após ser avisado de que o juiz estaria usando o veículo.


Detalhe da placa do veículo




Ato em defesa da Petrobras tem briga de militantes pró e contra PT


Manifestante pró-PT chuta militante de oposição (Foto: Daniel Silveira/G1)Manifestante pró-PT chuta militante de oposição (Foto: Daniel Silveira/G1)
Na calçada do prédio da Associação Brasileita de Imprensa, no Centro do Rio, dezenas de militantes do PT e da Central Única dos Trabalhadores (CUT) ovacionavam, por volta das 18h desta terça-feira (24), o ex-presidente Lula, que era esperado para um ato em defesa da Petrobras. Do lado contrário, um grupo bem menor, de aproximadamente 15 pessoas, fazia um minipanelaço, gritando "fora PT" e cobrando o impeachment de Dilma. Após muita provocação, foram iniciadas pelo menos duas brigas entre os grupos, com chutes e pontapés.
O pouco policiamento não conseguia conter o tumulto. O tráfego na Rua Araújo Porto Alegre foi totalmente obstruído, obrigando os veículos a seguirem pela Rua México. Às 18h15, chegou reforço da Polícia Militar e o trânsito na Araújo Porto Alegre foi liberado. Os policiais se posicionaram de modo a proteger o grupo contrário ao PT, que era em número muito menor que os militantes.
O ato “Defender a Petrobras é defender o Brasil” foi convocato pela CUT e pela Federação Única dos Petroleiros (FUP). Por volta das 19h20, o ex-presidente Lula chegou ao local sem qualquer tumulto e sua participação no ato foi transmitida ao público que se aglomerava na calçada da ABI. Além de Lula, estavam previstos para participar do ato sindicalistas, advogados, jornalistas e intelectuais.
No manifesto dos organizadores do ato, o grupo diz que há uma "campanha visando à desmoralização da Petrobrás, com reflexos diretos sobre o setor de Óleo e Gás, responsável por investimentos e geração de empregos em todo o País; campanha que já prejudicou a empresa e o setor em escala muito superior à dos desvios investigados".
Depois dos dois confrontos físicos entre o grupo contrário ao PT e os petistas, os que defendem o impeachment de Dilma se dispersaram. Representes dos sindicatos que organizam o ato pediam aos seus militantes que não respondessem ás provocações. No entanto, por duas vezes pessoas que passaram pela calçada e gritaram palavras contrárias ao atual governo foram atacadas com garrafas de água vazias e insultos. Houve um momento em que militantes do PT jogaram ovos no grupo que gritava  "Fora Dilma".
  •  
Na calçada da ABI, um telão mostra o presidente Lula falando no ato em favor da Petrobras  (Foto: Daniel Silveira/G1)Na calçada da ABI, um telão mostra o presidente Lula falando no ato em favor da Petrobras (Foto: Daniel Silveira/G1)
Com a camisa rasgada e exibindo o crachá de funcionário da Petrobras quebrado, o engenheiro Vinicius Prado, de 27 anos, disse que fez questão de ir para a porta da ABI para se posicionar contra a presença do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva em um ato em defesa da estatal. Ele foi agredido por militantes petistas que o atacaram enquanto ele gritava com outras pessoas palavras contra o partido.
"Eu acho um absurdo o Lula falar em defesa da Petrobras sendo que isso tudo começou com ele lá. Eu sou petroleiro e eu sim vim aqui para defender a empresa. A Petrobras é feita por gente como, que acorda cedo, trabalha o dia inteiro e faz a empresa ter os resultados que tem", disse.
Homem diz ter sido agredido em protesto na Petrobras (Foto: Daniel Silveira / G1)Homem diz ter sido agredido em protesto na Petrobras (Foto: Daniel Silveira / G1)
  •  
Militantes brigaram em frente à sede da ABI, em ato pela Petrobras (Foto: Erbs Jr. / Frame / Estadão Conteúdo)Militantes brigaram em frente à sede da ABI, em ato pela Petrobras (Foto: Erbs Jr./Frame/Estadão Conteúdo)
Grupos trocaram provocações e houve briga (Foto: Daniel Silveira/G1)Grupos trocaram provocações e houve briga (Foto: Daniel Silveira/G1)
Policiais na porta da ABI (Foto: Daniel Silveira/G1)Policiais na porta da ABI (Foto: Daniel Silveira/G1)

Interdições chegam a Santos; MG e RS mandam liberar vias


O bloqueio de estradas por caminhoneiros começou a afetar também o transporte de mercadorias nos portos e ferrovias do país. Nesta terça-feira (24), os manifestantesfecharam os acessos ao Porto de Santos(SP), o maior do Brasil.
Ao mesmo tempo, o governo conseguiu nas justiças do Rio Grande do Sul e de Minas Gerais a liberação de trechos inteditados pelos protestos.
Os bloqueios afetaram também a operação do porto de Paranaguá, no Paraná, principal terminal de exportação de produtos agrícolas do país. Segundo a administração do porto, apenas 10% dos carregamentos previstos para esta terça-feira foram realizados. 
Caso o protesto prossiga, há risco de atrasos nos carregamentos dos navios atracados no porto e também das embarcações que aguardam no mar, afirma a administração.
Desde segunda-feira (23), o terminal ferroviário de Rondonópolis, no sul de Mato Grosso, deixa de exportar 12,8 mil toneladas de grãos por dia, devido aos protestos que impedem a circulação dos caminhões.
As manifestações, iniciadas na semana passada, conseguiram maior adesão e foram registradas paralisações de caminhoneiros em 13 estados ao longo desta terça, sendo que em 12 deles houve bloqueio de estradas.
Pouco depois das 20h, bloqueios fechavam vias em nove estados. Perto das 21h, as estradas do Mato Grosso do Sul foram liberadas após um dia inteiro de protestos. (Veja abaixo a situação de cada estado e aqui os trechos com bloqueios)
Os caminhoneiros protestam, principalmente, contra o aumento do diesel e o preço do frete, considerado baixo pela categoria. Nesta noite, o secretário-geral da Presidência, Miguel Rossetto, disse que não é "pauta" do governo a redução do preço do diesel. Segundo ele, haverá uma reunião nesta quarta (25) em Brasília com lideranças dos caminhoneiros e empresários.
Decisões judiciais
O governo conseguiu nesta terça as primeiras decisões judiciais determinando o desbloqueio de rodovias pelos caminhoneiros. No Rio Grande so Sul, a Justiça Federal determinou adesocupação de três rodovias federais em Pelotas: BR-116, BR-293 e BR-392.
Outra ação, movida pelo Sindicato da Indústria de Laticínios e Produtos Derivados do estado, conseguiu a determinação do fim dos protestos que ocupam techos de rodovias em Passo Fundo (BR-285), Santa Rosa (BR-472) e Santa Vitória do Palmar (BR-468).
Em Minas Gerais, a Justiça Federal determinou a imediata desobstrução das rodovias federais que cortam o estado, parcialmente bloqueadas por caminhoneiros desde domingo (22). Caso a decisão seja descumprida, os sindicatos que promovem os protestos pagarão multa de R$ 50 mil por hora de ocupação indevida, além de R$ 5 mil por pessoa física ou veículo.
A liberação das rodovias em Minas só deve acontecer nesta quarta, assim que a Polícia Rodoviária Federal (PRF) for notificada oficialmente.
Em Santa Catarina, a PRF começou a usar sua tropa de choque para liberar rodoviasocupadas pelo protesto de caminhoneiros. Os policiais fizeram com que os veículos que bloqueavam um trecho da BR-282 em Xanxerê, no oeste do estado, fossem tirados da pista e colocados no acostamento. Segundo a PRF, foi uma desinterdição "à força, mas sem confronto".
VEJA COMO ESTÁ A SITUAÇÃO EM CADA ESTADO
Caminhoneiros protestam na Via Expressa, em Salvador. (Foto: Imagens/Tv Bahia)Caminhoneiros protestam na Via Expressa,
em Salvador. (Foto: Imagens/Tv Bahia)
BA
Caminhoneiros iniciaram protestos na manhã desta terça-feira na Bahia. À tarde, eles fecharam a Via Expressa, em Salvador, no sentido porto.
Também há interdições na cidade de Luís Eduardo Magalhães, região oeste do estado. Um trecho que estava interditado em Feira de Santana foi liberado no fim da tarde.

No Ceará, protesto dos caminhoneiros deixa congestionamento na BR-116 (Foto: TV Verdes Mares/Reprodução)No CE, protesto dos caminhoneiros congestiona
BR-116 (Foto: TV Verdes Mares/Reprodução)
CE
Os bloqueios também chegaram ao Cearánesta terça-feira, onde cerca de 60 caminhões fecham os dois sentidos da BR-116, em Fortaleza. Apenas veículos pequenos, de emergência e caminhões com carga viva podem passar.
O trecho é um dos principais acessos à capital cearense e com intensa movimentação de cargas, já que a rodovia liga o Ceará ao Rio Grande do Sul. Veja aqui os pontos com bloqueio.

Caminhoneiros buscam apoio de outros motoristas (Foto: Alan Batislani/Arquivo pessoal)Caminhoneiros buscam apoio de outros motoristas
(Foto: Alan Batislani/Arquivo pessoal)
SP
Um protesto de caminhoneiros bloqueia os acessos ao Porto de Santos desde a manhã desta terça-feira. A fila de caminhões fez com que a Ecovias, concessionária que administra o Sistema Anchieta-Imigrantes (SAI), liberasse a circulação de veículos de passeio, que chegam da capital paulista, pelo acostamento da Rodovia Anchieta.
Um outro grupo realizou um ato de protesto no km 560 da Rodovia Comandante João Ribeiro de Barros (SP-294), em Parapuã, interior de São Paulo. A via foi liberada no fim da tarde.

Protesto na BR-381 em trecho próximo a Betim, nesta terça-feira (24) (Foto: Reprodução/TV Globo)Protesto na BR-381 em trecho próximo a Betim,
nesta terça-feira (24) (Foto: Reprodução/TV Globo)
MG
Em Minas Gerais, os caminhoneirosinterditavam parcialmente, nesta terça-feira, a Rodovia Fernão Dias, em Igarapé, na Grande BH; em Oliveira, no Centro-Oeste; e em Perdões, no Sul; e em Santo Antônio do Amparo. Veja aqui os pontos de bloqueio no estado.
São registradas interdições também na BR-262 e na BR-040. Manifestantes fecharam ainda o trecho da MG-050 que liga Divinópolis a Formiga.
A manifestação na Região Metropolitana afeta a produção de veículos na Fiat pelo segundo dia consecutivo. Segundo a assessoria de imprensa da empresa, devido à falta de peças que não foram entregues não é possível retomar a produção, e turnos foram suspensos.
A paralisação no Centro-Oeste de Minas já provoca reflexos nos postos de combustíveis. Em Oliveira, pelo menos três já confirmaram que estão fechados e outros têm quantidade mínima para abastecimento.

Caminhoneiros fazem paralisação na PR-218, em Astorga (Foto: Ramon Rosa/Arquivo Pessoal)Caminhoneiros fazem paralisação na PR-218,
em Astorga (Foto: Ramon Rosa/Arquivo Pessoal)
PR
Segundo a PRF, até as 21h desta terça, o estado tinha 23 pontos de interdição em rodovias.
A paralisação afetou as operações do Porto de Paranaguá. Dos 900 caminhões que deveriam descarregar no pátio nesta terça, apenas 45 chegaram. Segundo a administração, 1.569 caminhões também deixaram de carregar os grãos do porto. 
Os bloqueios também causaram falta de combustíveis em alguns postos do sudoeste e do oeste do Paraná. Naqueles em que ainda havia combustível, o litro da gasolina chegou a R$ 5.
Indústrias de alimentos, agricultores e pecuaristas do oeste, sudoeste e norte do Paraná estão suspendendo as produções. Frigoríficos em Francisco Beltrão, Dois Vizinhos e Toledo deixaram de fazer o abate de aves.
Em Marmeleiro, nesta terça, um produtor teve que jogar fora 3 mil litros de leite, já que os caminhões do laticínio para quem fornece em Santa Catarina não conseguem chegar à propriedade no sudoeste do Paraná desde o dia 18.

Dezenas de caminhões estão parados também em Xanxerê (Foto: PRF/Divulgação)Dezenas de caminhões parados na estrada em
Xanxerê (Foto: PRF/Divulgação)
SC
Em Santa Catarina, onde os protestos ocorrem desde quarta-feira (18),  há pelo menos 32 rodovias estaduais e federais com bloqueios de caminhoneiros.
Os atos se concentram, principalmente, no Oeste do estado, mas há bloqueios também na Serra, no Vale do Itajaí, no Sul e no Norte.Veja aqui os pontos de bloqueio no estado. 
Segundo o Sindicato das Indústrias de Laticínios e Produtos Derivados (Sindileito), por causa dos bloqueios a coleta de leite no estado pode ser 100% interrompida. O Sindicato dos Postos de Combustíveis de Chapecó afirma que 90% dos postos do oeste catarinense estão sem conbustível.
maioria dos frigoríficos do estado deve parar a produção nesta terça-feira, segundo o diretor-executivo do Sindicato das Indústrias de Carne e Derivados de Santa Catarina (Sindicarne) e da Associação Catarinense de Avicultura (ACAV), Ricardo de Gouvêa.
"O prejuízo é muito grande. Hoje ainda não é possível mensurar. Ele é do tamanho de toda a cadeia produtiva", disse Gouvêa.

Caminhoneiros protestam em quatro rodovias do RS (Foto: Divulgação/PRF)Caminhoneiros protestam em  rodovias do RS
(Foto: Divulgação/PRF)
RS
A Justiça Federal de Pelotas, no Sul do Rio Grande do Sul, determinou quecaminhoneiros desocupem três rodovias federais da região: BR-116, BR-293 e BR-392.
Segundo as polícias rodoviárias federal e estadual, manifestações de caminhoneiros ocorrem em mais de 20 rodovias do estado nesta terça-feira. Em algumas delas, veículos de carga são impedidos de seguir viagem.
A paralisação dos caminhoneiros já afeta diversos setores produtivos no estado. Indústrias de laticínios e frigoríficos, por exemplo, estão com produção reduzida por falta de matéria-prima e já contabilizam prejuízos. Caso a circulação de mercadorias não seja normalizada, os supermercados afirmam que podem faltar produtos nas prateleiras.
Se o bloqueio continuar, em um ou dois dias faltará leite no mercado, estima o Sindicato da Indústria de Laticínios e Produtos Derivados do estado (Sindilat-RS). O maior frigorífico de suínos do estado suspendeu as atividades nesta manhã e 3 mil animais deixarão de ser abatidos.

Protesto de caminhoneiros em Mato Grosso. 3 (Foto: Reprodução/TVCA)Protesto de caminhoneiros em Mato Grosso
(Foto: Reprodução/TVCA)
MT
Pela manhã, ao menos dez trechos das BRs 364, 163 e 070, em Mato Grosso, estavam bloqueados nesta terça-feira.
Segundo a PRF, os caminhoneiros não deram trégua durante a noite e mantiveram as interdições nos municípios de Cuiabá, Rondonópolis, Lucas do Rio Verde, Nova Mutum, Sorriso e Diamantino. Em Sinop, o bloqueio começou no início da manhã.
Os caminhoneiros tentam impedir, há quase uma semana, que os veículos de cargas façam o escoamento da produção agrícola.
Os caminhões com combustíveis seguem presos em bloqueios e, como consequência, o óleo diesel acabou em distribuidora no Norte do estado.

Caminhoneiros durante bloqueio na BR-463 em Sanga Puitã (Foto: Martin Andrada/ TV Morena)
MS
Durante praticamente todo o dia, os caminhoneiros realizaram bloqueios em nove trechos de estradas em Mato Grosso,liberando as vias no início da noite desta terça-feira.
Para o caminhoneiro Marcelo Silva, o protesto está mal organizado. Ele saiu de Santa Catarina para entregar piso em Mato Grosso e já passou por quatro pontos de manifestação. "São nossas reivindicações, claro, mas nem todos os caminhoneiros estavam preparados para a paralisação", disse durante parada na BR-163, em São Gabriel do Oeste.
Os motoristas que participam do protesto no estado montaram tendas na beira das rodovias, onde improvisaram almoço nesta terça-feira. Os organizadores do movimento afirmam que não há previsão para o término dos bloqueios.

 
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Thales Farias