sábado, 24 de janeiro de 2015

Menina de 11 anos morre ao usar celular ligado à tomada


A morte de uma menina de 11 anos após sofrer uma parada cardiorrespiratória, na última segunda-feira (19), no Distrito Federal, em decorrência de choque elétrico enquanto utilizava o celular com o aparelho ligado à tomada chamou atenção para os risco da prática. A garota, que não teve o nome divulgado, foi atendida no Hospital Regional de Ceilândia por três pediatras, um cirurgião e uma clínica médica, segundo a Secretaria de Saúde. Ela foi submetida a reanimação cardiopulmonar durante uma hora e dez minutos, mas não sobreviveu.


A família informou aos médicos que a menina levou um choque enquanto jogava em um aparelho celular ligado à tomada. Segundo a capitã Juliana Leal, do Corpo de Bombeiros do Distrito Federal, a situação se agravou porque houve sobrecarga de energia. “O chão estava molhado e eles botaram um ventilador e um celular na mesma tomada e a menina tomou um choque fatal”, disse.


“As pessoas devem ter cuidado quando forem arrumar a casa para não deixar que a fiação entre em contato com a água. É importante também ter cuidado com as tomadas e não deixar sobrecarregar. Quando o carregador está estragado ou há problema de instalação elétrica, potencializa o risco de choque”, afirma Juliana.


Segundo a engenheira elétrica Marylene Roma, professora do Instituto Federal de Brasília, o risco de usar o celular ligado à tomada aumenta quando a instalação elétrica da casa está deteriorada. “Usar uma extensão, que a gente coloca quatro, cinco equipamentos, é muito perigoso, pois sobrecarrega a tomada. Às vezes, colocamos até dez vezes mais carga que o suportado por uma tomada”, disse.


“O equipamento que a criança estava usando, nesse caso, era um celular, mas ela podia estar com um video game e ter acontecido a mesma coisa”, avalia Marylene. A professora recomenda que a instalação elétrica da casa seja revisada regularmente por um profissional especializado. “Não se deve atender o celular na tomada, nem puxar o cabo do aparelho enquanto carrega ou usar baterias e carregadores que não sejam originais”, acrescenta Marylene.


A professora também orienta carregar a bateria de celulares longe de locais inflamáveis, evitar ligar aparelhos nas tomadas do banheiro enquanto o chuveiro estiver ligado, pois a umidade aumenta os riscos de acidente. “A recomendação é colocar em lugares que, se acontecer curto-circuito e incêndio, não prolifere fogo pela casa inteira. Colocar longe de cadeiras, mesas, camas - o que a gente faz regularmente. Mas é melhor colocar no chão e bem longe de um local inflamável”, completa.


Se mesmo após tomar todos os cuidados necessários uma pessoa levar choque, a primeira recomendação do Corpo de Bombeiros é desligar a rede elétrica e desprender a vítima da fonte de energia com um objeto isolante, como um cabo de madeira. Em seguida, verificar se a vítima está respondendo.


Se responder, deve ser encaminhada imediatamente para o hospital. Se não, além de chamar socorro, deve-se iniciar a massagem cardíaca, pois a vítima pode estar em parada cardiorespiratoria. A corporação diz também que nunca se pode tocar na vítima sem os devidos cuidados: ao tocar numa pessoa que está sofrendo uma descarga elétrica, a energia pode ser transmitida e fazer com que o socorrista também seja eletrocutado.


A estudante Kátia Valéria, 19 anos, diz que não sabia que pode ser arriscado usar o celular ligado à rede elétrica. “Quando o celular está na tomada sempre recebo mensagem, dá vontade de entrar nas redes sociais e não resisto: uso mesmo carregando”, conta. Agora, ela garante que vai tomar mais cuidado. “É melhor esperar um pouco. Se for muito urgente, tirar da tomada para usar, porque é mais seguro”.

sexta-feira, 23 de janeiro de 2015

NAVIOS DA MARINHA DO BRASIL SERÃO ABERTOS À VISITAÇÃO PÚBLICA NO PORTO DE ILHÉUS

No dia 25 de janeiro, estarão atracados no porto de Ilhéus/BA, e abertos à visitação pública, das 14h às 17h, o Grupo-Tarefa (GT) comandado pelo Capitão-de-Fragata Reginaldo Pinto Sampaio. Compõem este Grupo, a Corveta “Caboclo”, os Navios Patrulha “Guaratuba” e “Gravataí”, pertencentes ao Comando do Grupamento de Patrulha Naval do Leste; e os Navios Varredores “Anhatomirim” e “Araçatuba”, pertencentes ao Comando da Força de Minagem e Varredura, da Marinha do Brasil.

Os Navios são sediados em Salvador e subordinados ao Comando do 2º Distrito Naval. O GT realizará exercícios e adestramentos para complementação do ensino profissional naval dos Aspirantes da Escola Naval, em estágio no âmbito do Com2°DN, na área marítima compreendida entre SALVADOR-BA e ILHÉUS-BA, no período de 24 a 27 de janeiro de 2015.

Uma questão de vida ou morte‏




O governo dos EUA está tentando impedir que a Índia produza medicamentos baratos para quem mais precisa: os mais pobres. Mas Obama fará uma visita à Índia em poucos dias e podemos convencê-lo a recuperar a esperança para milhões de pacientes cujas vidas estão em risco. Clique para participar!

assine a peticao
Uma visita do presidente Obama na Índia, daqui a alguns dias, pode definir a vida ou morte para milhões de pessoas na Ásia, África e América Latina. E se agirmos rápido, podemos garantir que essas pessoas continuarão a ter acesso aos medicamentos que tanto precisam. 

A Índia produz medicamentos baratos contra o HIV, malária e drogas contra o câncer. Mas a indústria farmacêutica quer impedir essa produção para vender mais de seus próprios produtos a preços mais altos. O lobby dessa indústria forçou o governo dos EUA a ser duro com a Índia, inclusive com ameaças de sanções comerciais se os indianos não mudarem as leis de patentes que atualmente priorizam as pessoas antes dos lucros. Agora a pressão está aumentando já que negociações de um novo tratado de comércio entre os dois países estão prestes a começar. 

Antes que Obama pegue seu voo, vamos juntar 1 milhão de assinaturas em apoio ao papel orgulhoso exercido pela Índia – o de farmácia mundial para os mais pobres do mundo. Depois, vamos fazer deste caso uma grande história na imprensa mundial enquanto Obama estiver no país e entregar as assinaturas com nossa própria proposta do acordo comercial desenvolvida por especialistas e que visa proteger os medicamentos. Assine agora:

https://secure.avaaz.org/po/save_cheap_medicines_loc_/?bTytvfb&v=52108

Os gigantes da indústria farmacêutica dizem que as leis de patentes da Índia permitem que empresas indianas cobrem menos do que outras, desencorajando investimentos da indústria em novos medicamentos. Mas sabemos que as grandes empresas de medicamentos priorizam as pesquisas de remédios para os ricos, não para os pobres e, com frequência, vendem os remédios a preços exorbitantes – uma nova droga para o tratamento da Hepatite C está custando U$1000 por comprimido! 

Em um café da manhã na Casa Branca em outubro passado, o primeiro-ministro indiano, Narendra Modi, pediu aos diretores de empresas da indústria farmacêutica presentes que investissem em medicamentos baratos, ao invés de usarem artimanhas jurídicas para lucrar até a última gota de suas próprias patentes. Ao mesmo tempo, ele aceitou a criação de um fórum Índia-EUA para discutir as patentes de medicamentos, e a publicação do rascunho de uma nova lei com concessões para incentivar o investimento de empresas farmacêuticas americanas

Obama enfrentou com coragem as duras críticas à sua proposta de melhorar o sistema de saúde dos EUA. Por isso, antes que ele viaje para a Índia, vamos fazer deste o momento em que EUA e Índia, e outros governos, entrem em um acordo para priorizar os pacientes antes dos lucros. Coloque seu nome agora:

https://secure.avaaz.org/po/save_cheap_medicines_loc_/?bTytvfb&v=52108

Quando uma empresa de medicamentos da Suíça processou o governo da Índia por causa de medicamentos com preço acessível para pacientes de câncer, 50 mil membros da Avaaz na Índia e na Suíça se uniram para denunciar a situação e a empresa perdeu o processo. Agora o maior produtor de remédios baratos do mundo está sob ameaça novamente e chegou a hora de nos unirmos outra vez. 
 
Com esperança e determinação, 

Alex, Bert, Laila, Ricken, Emma, Diego e toda a equipe da Avaaz 

Ilhéus : Praia da Soares Lopes continua entregue ao lixo

Praia da Avenida Soares Lopes tomada pelo lixo.

Há 30 dias, a prefeitura municipal de Ilhéus anunciou que estava realizando a limpeza na praia da avenida Soares Lopes.

Só que, essa imagem feita nesta quinta-feira (22) mostra o contrário, evidenciando que Jabes Ribeiro tenta enganar a população, espalhando informações fictícias.

Será que ele acha que o povo não vai à praia?

Uma afronta a cidadania, e que contrasta com o aumento absurdo do IPTU.

Quanta incompetência !

A sujeira nas praias é alvo constante de reclamações de leitores do Blog Agravo. Mesmo em uma das praias mais badaladas da cidade, a da Avenida, o que causa revolta dos frequentadores.

Mas vale salientar que a culpa não é só do prefeito, mais também do cidadão. Com o calor intenso, típico da estação, a população passou a frequentar a praia com maior intensidade, o que acarretou em um aumento significativo na quantidade de lixo.


agravo
Praia da Avenida Soares Lopes tomada pelo lixo. Foto Victor Kruschewsky Montargil

BANDIDOS ATEAM FOGO EM ÔNIBUS

Um ônibus da empresa Rio Cachoeira, que fazia a linha Bananeiras/Centro, foi incendiado na noite desta quinta feira, na rua da Burundanga, em frente as casinhas da Mangabinha em Itabuna. Segundo informações, foram cinco elementos, que estavam armados, colocaram motorista , cobrador e passageiros para fora do ônibus ,em seguida incendiaram. A ação pode ter sido motivada pela morte de um elemento, que trocou tiros com a polícia, após balear um soldado .A policia investiga se o incêndio está ou não, ligado a ação. 


correiodoestadobahia

Após acidente, homem perde polegar da mão e implanta dedo do pé no lugar

Após acidente, homem perde polegar da mão e implanta dedo do pé no lugar
Foto: Divulgação
Um acidente de moto causou a perda do polegar esquerdo do auxiliar de depósitos Carlos Henrique Pacheco. Três anos depois, no último sábado (17), ele se submeteu a um transplante com o objetivo de retirar um dedo do pé e reimplantar no lugar do polegar perdido. "Não sabia que era possível tirar um dedo do pé e reimplantar na mão. Na hora eu achei até que era brincadeira do doutor para tentar amenizar a situação, mas ele me explicou tudo direitinho. Eu pesquisei na internet e aceitei fazer. Graças a Deus correu tudo bem. Minha autoestima já melhorou bastante", afirmou o paciente ao jornal Extra. Realizado no Hospital Estadual Adão Pereira Nunes, em Duque de Caxias, no Rio de Janeiro, o procedimento faz parte do programa SOS Reimplante, que realiza esse tipo de cirurgia desde 2008. "A técnica consistiu na retirada do segundo dedo do pé para reimplante na mão, religando artéria, veia, tendão e nervos. No mesmo dia da cirurgia, fizemos uma plástica no pé para que fique esteticamente aceitável. Os procedimentos foram um sucesso. Após a recuperação, além do retorno gradativo do movimento do dedo da mão, o paciente pode continuar fazendo tudo com o pé que foi operado", explicou João Recalde, médico responsável pela cirurgia.

JABES IGNORA PEDIDOS DE MAGAL PARA O HERNANI SÁ



A Prefeitura de Ilhéus ignorou indicações apresentadas pelo vereador Fabio Magal (PSC) para beneficiar o bairro Hernani Sá. Segundo o edil, o governo municipal não aceita críticas e desconta suas insatisfações na população, ignorando os pedidos dos que não toleram seus desmandos.

“Em 2013, indiquei vários serviços para o bairro Hernani”, lembra o vereador. No ano passado, Magal apresentou a primeira indicação da legislatura atual. Ele solicitou a reforma do campo de futebol de areia do Caminho 7. Isaac Albagli, titular da Secretaria de Desenvolvimento Urbano, visitou o local na ocasião e prometeu que o espaço seria reformado em três meses. Nada foi feito até hoje.

Magal também indicou a limpeza do canal pluvial do bairro, a recuperação do pavimento do Caminho 46, a pavimentação da rua que dá acesso ao Centro de Atenção Integral à Criança (CAIC) Darcy Ribeiro e outras ações.

Em 2013, além de indicar a cobertura (o encapsulamento) do canal do bairro Hernani Sá, Magal apresentou emenda ao orçamento de 2014 para garantir R$ 150 mil para a obra. O governo também não realizou a intervenção.

O vereador apresentou outras duas emendas ao orçamento de 2014 para o Hernani Sá. A primeira com objetivo de destinar R$ 50 mil para a associação de moradores. A segunda emenda, de R$ 250 mil, tinha o propósito de garantir recursos para o asfaltamento de todas as ruas transversais do bairro.

De acordo com Magal, o governo Jabes Ribeiro “erra feio”, pois para atacar vereadores da oposição, prejudica comunidades em que os opositores foram bem votados. “Esse é um comportamento mesquinho. O povo percebe e vai responder na hora certa”.
PROPOSIÇÕES DO VEREADOR FABIO MAGAL PARA O BAIRRO HERNANI SÁ:
INDICAÇÃO Nº 001/2013 – Execução de serviços no Campo de Futebol de Areia, localizado no Caminho 07 do bairro Hernani Sá, compreendendo os seguintes:Recuperação dos Alambrados; Colocação de Areia; Manutenção da Rede Elétrica e Reposição das Lâmpadas Queimadas.
INDICAÇÃO Nº 002/2013 – INSTALAÇÃO DE ACADEMIA AO AR LIVRE no bairro Hernani Sá.
INDICAÇÃO Nº 004/2013 – RECUPERAR A PAVIMENTAÇÃO do Caminho 46, localizado no Bairro Hernani Sá.
INDICAÇÃO Nº 084/2013 – ENCAPSULAMENTO DO CANAL DE ÁGUAS PLUVIAIS DO BAIRRO HERNANI SÁ nos sentidos vertical e horizontal.
INDICAÇÃO Nº 683/2014 – Realizar Serviços de ROÇAGEM, CAPINAGEM E LIMPEZA GERALno Eixo Principal e no Canal de Águas Pluviais do Bairro Hernani Sá.
INDICAÇÃO Nº328/2014 – PAVIMENTAR a Rua que dá acesso ao CAIC Darcy Ribeiro, que fica localizada no Loteamento Santo Antonio de Pádua, Nº 330, entrada para o Caminho 20 do bairro Hernani Sá. 
INDICAÇÃO Nº 563/2014 – Execute a PAVIMENTAÇÃO na Rua “B” do Loteamento Gabriela,rua que dá acesso a Antiga Clinica VIDAMEDI.
INDICAÇÃO Nº 652/2014 – RECAPEAMENTO ASFÁLTICO no Eixo Principal do Bairro Hernani Sá.
INDICAÇÃO Nº 684/2014 – Executar serviços na Praça Nourival Cardoso: Roçagem e limpeza das laterais da praça, capinagem das gramas entre as placas do piso, refazer toda a jardinagem dos canteiros, reforma dos bancos situados na praça e colocação de cestas de lixos em diversos pontos.
INDICAÇÃO Nº 685/2014 – RETIRADA DO LIXÃO em terreno baldio, localizado no Caminho 06do Bairro Hernani Sá.
EMENDAS AO ORÇAMENTO 2014 DIRECIONANDO RECURSOS COM OBJETIVO DE ATENDER A COMUNIDADE DO BAIRRO HERNANI SÁ.
EMENDA 063/2013 – Destina Recursos no valor de R$ 50.000,00 (Cinqüenta Mil Reais) no sentido de Colaborar a Associação de Moradores do Bairro Hernani Sá.
EMENDA 065/2013 – Destina Recursos no valor de R$ 250.000,00 (Duzentos e Cinqüenta Mil Reais) para Asfaltar todas as transversais do Bairro Hernani Sá.
EMENDA 065/2013 – Destina Recursos no valor de R$ 150.000,00 (Cento e Cinqüenta Mil Reais)para realizar o Encapsulamento (cobertura) do Canal de Águas Pluviais do Bairro Hernani Sá.

OAB-BA recomenda ação contra aposentadoria vitalícia a ex-governadores

A seccional Bahia da Ordem dos Advogados do Brasil encaminhou na tarde desta quinta-feira, 22, uma recomendação para que o Conselho Federal entre com uma Ação Direta de Inconstitucionalidade contra a concessão de aposentadoria vitalícia de R$ 19,3 para ex-governadores do Estado.
A lei foi aprovada no final do ano passado pela Assembleia Legislativa e sancionada pelo ex-governador e hoje ministro da Defesa, Jaques Wagner, um dos beneficiados, em um dos últimos atos de seu governo. Wagner não localizado nesta quinta-feira. Questionado em dezembro passado pelo jornal O Estado de S. Paulo sobre o que achava da aposentadoria vitalícia, o ex-governador disse considerar “extremamente justa”.

É somente a partir da provocação da seccional regional que o Conselho Pleno da OAB pode entrar na Justiça questionando a constitucionalidade das leis estaduais que concedem o benefício. Hoje, tramitam no Supremo 11 ações contra decisões semelhantes em Roraima, Sergipe, Paraná, Acre, Piauí, Rio Grande do Sul, Paraíba, Rondônia, Mato Grosso e Rio de Janeiro. O Maranhão, onde a ex-governadora Roseana Sarney (PMDB) tem direito garantido por lei estadual a duas aposentadorias vitalícias, além de cinco servidores estaduais à sua disposição, é uma exceção.

De acordo com a seccional local, não há intenção em questionar o benefício. As ações correm no Supremo Tribunal Federal com tramitações independentes, mas nenhuma delas chegou a ser julgada, segundo assessoria do STF. A que tem movimentação mais recente é um pedido de liminar para a suspensão de pagamento de aposentadoria vitalícia para ex-governadores do Pará.

Mãe de um dos reféns sequestrados pelo EI apela por sua libertação

A mãe do jornalista japonês sequestrado pelo Estado Islâmico (EI) fez nesta sexta-feira (23) um pronunciamento para os meios de comunicação pedindo a libertação de seu filho, coincidindo com o final do ultimato dado pelo grupo jihadista para sua execução.

"Por favor, salvem a vida de Kenji", pediu Junko Ishido, mãe do jornalista Kenji Goto, ao governo do Japão em seu depoimento feito na manhã desta sexta-feira no clube de correspondentes estrangeiros de Tóquio.

O apelo de Junko coincide com o fim do prazo de 72 horas que o EI impôs ao governo do Japão para o pagamento de US$ 200 milhões em troca da vida de Goto e do empresário Haruna Yukawa.

O Japão não recebeu nenhuma mensagem após a expiração do ultimato. "Não houve nenhuma mensagem" do EI, disse à imprensa o secretário do gabinete, Yoshihide Suga. "A situação é muito tensa", acrescentou.

"Membros de EI, por favor, libertem-no, (Kenji), ele não é seu inimigo", disse a mulher. "Meu filho sempre foi gentil desde pequeno e dizia que queria salvar a vida das crianças na guerra. Trabalhava de um ponto de vista neutro sobre os conflitos", acrescentou.

Durante o discurso, Junko se dirigiu ao grupo jihadista para ressaltar que o artigo 9 da Constituição japonesa proíbe a intervenção do país em conflitos bélicos. "Kenji é uma pessoa com um forte sentido da justiça. Se o libertarem, ele vai se dedicar a trabalhar para o futuro da Terra e das crianças", alegou, acrescentando que ofereceria sua vida em troca pela de seu filho.
Vídeo divulgado pelo Estado Islâmico mostra dois reféns japoneses; grupo ameaçou mata-los em 72 horas caso não receba US$ 200 milhões de resgate (Foto: AP)Vídeo divulgado pelo Estado Islâmico mostra os
reféns japoneses (Foto: AP)


No vídeo divulgado na última terça-feira na internet, o EI ameaça executar os reféns japoneses Haruna Yukawa e Kenji Goto, se não receber o pagamento de US$ 200 milhões no prazo de 72 horas.

O governo do primeiro-ministro do Japão, Shinzo Abe, garante que não recebeu nenhum contato direto por parte do EI em relação a prazos concretos, mas considera que o ultimato se encerrou às 14h50 locais (03h50 de Brasília), justo três dias depois que o Executivo teve notícia do vídeo.

Viúvo e com 42 anos de idade, Yukawa foi sequestrado em meados de agosto, quando supostamente colaborava com assistência logística para um grupo rebelde envolvido na guerra civil da Síria e rival do EI.

Goto, de 47 anos, foi para o território sírio controlado pelo EI no início de outubro do ano passado com a intenção de cobrir o conflito no terreno.

O jornalista retornaria ao Japão no dia 29 de outubro, mas foi sequestrado dias antes, quando perdeu o contato com seus familiares e amigos, segundo a imprensa japonesa.

O porta-voz do governo do Japão, Yoshihide Suga, disse hoje em entrevista coletiva que o governo está 'em uma situação extremamente difícil, mas seguimos fazendo o esforço máximo a fim de libertar os reféns japoneses'.

Ex-ministro José Dirceu é investigado na Operação Lava Jato



A Justiça Federal determinou a quebra do sigilo bancário e fiscal do ex-ministro da Casa Civil, José Dirceu, do irmão dele Luiz Eduardo de Oliveira e Silva e da empresa JD Assessoria e Consultoria Ltda., que pertence aos dois. Para o Ministério Público Federal, há indícios de que a empresa tenha recebido recursos de empreiteiras ligadas ao esquema de corrupção na Petrobras, desvendado pela Operação Lava Jato.

De acordo com a decisão, a JD Assessoria e Consultoria recebeu, entre 2009 e 2013, R$ 3.761.000,00, das construtoras Galvão Engenharia, OAS e UTC Engenharia. As três empresas tiveram executivos presos no início de dezembro, quando foi deflagrada a sétima fase da Lava Jato.

Com a quebra de sigilo, os procuradores querem saber se os pagamentos feitos à JD Assessoria e Consultoria foram para o pagamento de propinas, tal como ocorria em empresas de fachada comandadas pelo doleiro Alberto Youssef, também preso na Operação Lava Jato.

A quebra do sigilo fiscal foi autorizada entre o período de 1º de janeiro de 2005 a 18 de dezembro de 2014. Já o sigilo bancário foi quebrado entre 1º de janeiro de 2009 e 18 de dezembro de 2014.

O MPF chegou à empresa de Dirceu ao analisar documentos contábeis das empreiteiras. Em uma das lisas, da Galvão Engenharia, aparece a rubrica genérica de "consultoria", para justificar pagamentos mensais de R$ 25 mil à JD Assessoria e Consultoria. O total desses pagamentos soma R$ 725 mil. Da mesma forma, nos livros da OAS, os procuradores encontraram pagamentos mensais de R$ 30 mil, que totalizaram outros R$ 720 mil.

No caso da UTC, foram encontrados apenas dois pagamentos. Um no valor de R$ 1.337.000,00, em 2012, e outro de R$ 939 mil, feito em 2013. Em ambos, a justificativa anotada nos documentos era de "consultoria, assessoria e auditoria".

Em nota, José Dirceu confirma que prestou serviços de consultoria às empresas citadas no documento da Justiça Federal. O ex-ministro ainda se colocou à disposição para prestar esclarecimentos ao Judiciário.
José Dirceu, saída de prisão para trabalho externo, em junho de 2014 (Foto: Dida Sampaio/Estadão Conteúdo)Empresa de Dirceu recebeu R$ 3,7 milhões de
construtoras investigadas na Lava Jato, diz
documento (Foto: Dida Sampaio/Estadão Conteúdo)
Mensalão


O ex-ministro atuou no cargo durante o primeiro mandato do presidente Luis Inácio Lula da Silva, mas deixou o governo após as denúncias do mensalão. Naquele mesmo ano, Dirceu teve o mandato de deputado federal cassado pela Câmara. Em 2013, ele foi condenado pelo Supremo Tribunal Federal na ação penal que julgou as denúncias. No período investigado pelo MPF, Dirceu não exercia nenhuma função pública.

De acordo com a Procuradoria Geral da República, o esquema do mensalão foi usado para comprar apoio de parlamentares no Congresso. O advogado de Gerson Almada, vice-presidente da construtora Engevix, preso na sétima fase da Lava Jato, afirmou em uma petição enviada à Justiça Federal que um esquema semelhante foi montado na Petrobras, para captar recursos a serem revertidos para deputados. "O pragmatismo nas relações políticas chegou, no entanto, a tal dimensão que o apoio no Congresso Nacional passou a depender da distribuição de recursos a parlamentares", afirmou o advogado no texto.

Em outro texto, ele diz que o uso da Petrobras foi necessário para conseguir recursos suficientes para os congressistas. "Não por coincidência, a antes lucrativa sociedade por ações, a Petrobras, foi escolhida para a geração desses montantes necessários à compra da base aliada do governo e aos cofres das agremiações partidárias", disse.

O advogado negou, porém, que as empresas investigadas na Lava Jato tenham formado uma organização criminosa. O advogado disse que as empreiteiras foram vítimas de achaques dos então diretores. Entre eles, Paulo Roberto Costa, que cumpre prisão domiciliar no Rio de Janeiro. "É ínsito aos acontecimentos entender que a exigência de Paulo Roberto Costa - e demais brokers do projeto político de manutenção dos partidos na base do governo - colocou os empresários, todos, na mesma situação, não por vontade, não por intenção, mas por contingência dos fatos", afirmou.

No documento, a defesa do executivo da Engevix pediu ainda a anulação das provas já levantadas pela investigação. O pedido ainda deve ser analisado pela Justiça Federal.

Outro lado
A Galvão Engenharia informou que não vai se pronunciar sobre as suspeitas. A UTC Engenharia reconheceu que contratou a JD Assessoria e Consultoria para a prospecção de negócios de infraestrutura no Peru e na Espanha. Na construtora OAS, ninguém foi encontrado para comentar as suspeitas.

Já o Palácio do Planalto não quis comentar a denúncia do advogado de Gerson Almada, de que o dinheiro desviado da Petrobras seria usado para pagar a base aliada do governo.

quinta-feira, 22 de janeiro de 2015

Denúncia Assalto Coletivo Castelo Novo‏ - Ilhéus

Olá, bom dia! 
Gostaria que você denunciasse no blog o terror que moradores, trabalhadores em geral, professores e inclusive crianças, 
passamos na terça - feira (20/01) no coletivo sentido Castelo Novo - Centro no horário das 17:30. Dois homens armados que 
embarcaram dentro da comunidade de Castelo Novo, anunciaram o assalto ainda na estrada, levando todo o dinheiro do 
caixa do ônibus e materiais de valor de todos os passageiros. Não bastando o susto e nervosismo pelos roubos em si, 
sofremos ameaças de morte durante todo o tempo, um verdadeiro terror psicológico! Graças a Deus não saímos feridos, 
mas a certeza da impunidade dos marginais e a falta de segurança principalmente nas estradas das zonas rurais nos deixam 
revoltados, já que observamos que não existe nenhuma ronda policial na localidade. 
Agradeço a divulgação.

Jogadora de basquete morre engasgada com chiclete

Uma jogadora de basquete morreu engasgada com um chiclete no dormitório na Universidade Califórnia da Pensilvânia no último fim de semana. A canadense Shanice Clark, 21 anos, foi encontrada morta no quarto.

Segundo autoridades revelaram ao site NCAA, o relatório preliminar aponta que a jogadora se engasgou com um chiclete enquanto dormia

“Shanice era uma estudante brilhante e talentosa jogadora. Seu sorriso e personalidade deixarão saudade", disse o diretor da equipe esportiva, Dr. Karen Hjerpe.

Por conta da morte da jogadora, a liga de esportes universitários da Pensilvânia alterou a data do jogo que estava marcado para esta quarta-feira (21).

Rompimento de Rui Costa com PDT mostra antecipação por 2016

O rompimento do governador Rui Costa (PT) com o PDT, anunciado ontem pela manhã, foi o auge da crise interna que levou o partido a uma disputa fratricida e à demissão da secretária de Agricultura, Fernanda Mendonça, apenas 20 dias depois da posse. Além de expor a queda de braço entre os dois principais líderes da legenda na Bahia - o presidente da Assembleia, Marcelo Nilo, e o deputado federal Félix Mendonça Júnior, que comanda a sigla no estado -, o fim das relações de Rui com o PDT mostra claramente a disposição do petista em antecipar os movimentos no xadrez eleitoral de 2016.

“Fomos ao presidente nacional, Carlos Lupi, explicitamos a ele a posição política do novo governo, de que era preciso escolher um lado. Nós somos abertamente adversários do prefeito de Salvador (ACM Neto, do DEM) e avisamos que não dá para estar com os dois ao mesmo tempo”, afirmou o secretário de Relações Institucionais, Josias Gomes, que comunicou a ruptura a Félix Júnior em um telefonema ontem pela manhã. “Eles queriam algo mais que a gente não pode dar”, disse Félix, ao se referir à imposição de Rui para que o PDT deixasse os cargos na prefeitura.

Costura por fora
Tanto Josias Gomes quanto Félix Júnior admitem que o corte nas relações entre Rui Costa atingirá somente o PDT em nível institucional e a ala ligada ao presidente da sigla no estado. Daí a demissão relâmpago de Fernanda Mendonça, prima de Félix, e a manutenção de Nestor Duarte, ligado a Marcelo Nilo, na Secretaria de Administração Prisional. Quase que imediatamente ao anúncio, os cinco deputados estaduais eleitos e reeleitos foram chamados para reafirmar aliança com Rui e escolher quem ocupará os cargos que eram da cota de Félix. Aposta-se alto que a pasta de Agricultura será controlada pelo deputado Paulo Câmara.

Caso de polícia
Ao mesmo tempo, a guerra entre Félix Júnior e Marcelo Nilo caminha para os tribunais, com direito a ação penal e boletim de ocorrência. Irmã de Félix, a ex-vereadora Andréa Mendonça, secretária de Desenvolvimento, Trabalho e Renda de ACM Neto, contratou o renomado criminalista Gamil Föppel para processar Nilo com base na Lei Maria da Penha. Andréa o acusa de tê-la agredido com palavras de baixo calão durante a tumultuada reunião de anteontem na sede do partido, na Mouraria, quando o PDT decidiu manter-se ao lado de Neto em Salvador. O episódio foi confirmado à Satélite por três testemunhas presentes ao encontro.

Moinho político
Félix Júnior não esconde a decepção com a ofensiva deflagrada por Rui Costa, parte da operação petista contra a base de alianças de ACM Neto. “Agora, que já não precisam mais do apoio e do tempo de televisão do partido, de que tanto precisaram para a eleição do ano passado, fica fácil nos descartar. Mas vamos arrumar as coisas e ver como elas ficam. Como disse Carlos Lupi, após saber da decisão, é seguir em frente, tem muita água para correr debaixo da ponte”, afirmou.
Agora não. Deixa a poeira baixar. E aí sim, tenho muito o que falar. Não perdem por esperar


Andréa Mendonça, secretária de Desenvolvimento de Salvador, ao anunciar, via Twitter, que também tem predisposição para a briga

Pílulas
* Quem comemorou muito a saída do PDT da base petista foi o PSB, que espera com ansiedade lugar no segundo escalão do governo. Com mais vagas à disposição, as chances cresceram. 
* Em dia de separação, há espaço para adesões também. Eva, neta do ministro Jaques Wagner e da ex-primeira-dama Fátima Mendonça, nasceu anteontem.

Dona de restaurante terá que pagar R$ 20 mil após repreender beijo gay

Casal gay de mãos dadas em Piracicaba (Foto: Thomaz Fernandes/G1)Casal gay de mãos dadas em foto de arquivo
(Foto: Thomaz Fernandes/G1)
A dona de um restaurante localizado na Baixada Santista foi condenada pelo Tribunal de Justiça de São Paulo (TJSP) a pagar R$ 20 mil de indenização para um casal após criticar os dois por conta de um beijo gay. De acordo com os autos, os dois namorados trocavam um beijo rápido enquanto almoçavam quando foram repreendidos pela proprietária, na frente de outros clientes. A cidade do restaurante não foi informada pela Justiça.
A decisão foi divulgada nesta quarta-feira (21) pelo TJSP. Cada um dos rapazes receberá a quantia de R$ 10 mil. De acordo com testemunhas, a proprietária teria se sentido incomodada com a orientação sexual do casal, e não com o beijo em si.
Em sua defesa, a mulher alegou que não teve a intenção de ofender os namorados. Eles, entretanto, se sentiram ofendidos pela reação supostamente homofóbica da dona do restaurante. Em primeira instância, a reparação por danos morais foi rejeitada, mas a sentença a favor do casal foi determinada pela 9ª Câmara de Direito Privado do TJSP, que, por maioria de votos, condenou a proprietária do estabelecimento.
Nos autos, o relator Alexandre Bucci justifica que a abordagem discriminatória, feita de maneira discreta ou não, por si só fere a dignidade e a honra do ofendido. “Impossível não rotular como ofensiva e preconceituosa a postura adotada pela ré, diante da simples orientação sexual do casal, em claro desrespeito ao princípio constitucional da dignidade da pessoa humana, fazendo jus, portanto, à reparação por dano moral”, afirmou.

Cantor de funk é morto após troca de tiros com policiais

MC Vitinho morreu após uma troca de tiros em Guarujá, SP (Foto: Reprodução / Facebook)
O funkeiro Vitor Mesquita, mais conhecido como MC Vitinho, de 22 anos, morreu nesta quarta-feira (21) após ter sido baleado em uma troca de tiros com policiais militares no bairro Jardim Primavera, em Guarujá, no litoral de São Paulo. Com o suspeito, os PMs localizaram uma pistola ponto 40 e porções de entorpecentes. Após ser alvejado, o jovem ainda foi socorrido, mas não resistiu aos ferimentos.
MC Vitinho postou mensagem em seu perfil no Facebook (Foto: Reprodução / Facebook)
MC Vitinho postou mensagem em seu perfil no
Facebook (Foto: Reprodução/Facebook)
Em seu perfil no Facebook, o funkeiro postava diversas mensagens falando sobre a vontade de atirar e matar policiais. As letras de suas músicas também faziam apologia ao crime. O MC foi baleado no peito e chegou a ser levado para o Hospital Santo Amaro por uma viatura do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu). O caso foi registrado na Delegacia Sede de Guarujá.
Diversos amigos e familiares lamentaram a morte de Vitor Mesquita em sua página no Facebook. “Que sirva de exemplo. Infelizmente aconteceu essa fatalidade com o meu primo. Que todos que estão perto do mesmo caminho repensem as suas vidas. Tristeza é eterna dentro do meu coração. Que Deus conforte o nosso coração, e que tenha um espaço especial para ele”, postou um parente
.

quarta-feira, 21 de janeiro de 2015

Justiça determina soltura de presos em delegacia superlotada, em Goiás

A Justiça determinou, na terça-feira (20), a soltura de seis detentos da delegacia dePlanaltina de Goiás, no Entorno do Distrito Federal. A medida ocorre após o delegado titular, Cristiomário Medeiros, pedir ao Poder Judiciário uma solução para a superlotação do local. A delegacia tem capacidade para quatro presos, mas era ocupada por 24 pessoas.

Os detentos que ganharam liberdade pela decisão do juiz Alano Cardoso e Castro estavam presos por flagrantes em diferentes crimes: dois deles com base na Lei Maria da Penha, três por porte ilegal de arma de fogo e outro por furto. O magistrado deve avaliar ainda a situação de outros presos para definir se há possibilidade de conceder a liberdade ou progressão da pena.

Devido à superlotação, representantes da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) fizeram uma vistoria na delegacia. Os advogados conversaram com os presos e solicitaram a liberdade para aqueles suspeitos de crimes considerados de menor poder ofensivo, como furtos, não pagamento de pensão alimentícia e violência doméstica.

Durante a vistoria, os representantes constataram que 24 pessoas estavam detidas no local, sendo 23 homens, além de uma mulher, que fica na cela de banho de sol. A água usada por eles chega por meio de uma mangueira e cada espaço possui apenas um vaso sanitário, que é usado por todos.

“As celas são pocilgas, onde se jogam esses cidadãos, ainda que apenas nas condições de indiciados, e os mantêm em uma situação precária, sem banheiro, sem alimentação e sem nada. Isso causa revolta”, afirmou a conselheira da OAB, Ana Maria Oliveira.

O problema da superlotação na delegacia ocorre porque o presídio de Planaltina está impedido de receber novos presos. Em 19 de agosto de 2014, a Justiça determinou que a unidade não recebesse mais presos por estar com mais de 146 detentos, sua capacidade total.

De acordo com o delegado, os seis servidores da Polícia Civil da cidade - quatro do expediente e dois plantonistas - também ficam impedidos de trabalhar porque são obrigados a ficar vigiando os presos.
Justiça determina soltura de presos em delegacia superlotada, em Planaltina de Goiás (Foto: Reprodução/TV Anhanguera)Justiça ainda deve avaliar possibilidade de soltar mais presos (Foto: Reprodução/TV Anhanguera)

Petrobras reconhece que pode incluir perdas com corrupção em balanço

A Petrobras reconheceu nesta quarta-feira (21) que poderá incluir, em seu balanço do terceiro trimestre, possíveis perdas resultantes das denúncias de corrupção investigadas pela Operação Lava Jato. A divulgação do resultado patrimo

nial já foi adiada por duas vezes e é esperada para o fim de janeiro.

Em comunicado ao mercado, a estatal informou que está fazendo análises necessárias para o fechamento e divulgação das demonstrações contábeis, "incluindo a avaliação individual de ativos e projetos cuja constituição se deu por meio de contratos de fornecimento de bens e serviços firmados com empresas citadas na Operação Lava- Jato".

Ainda segundo a Petrobras, os contratos envolvendo negócios com a Refinaria Abreu e Lima (Rnest) também podem ser incluídos na avaliação, o que "poderá resultar no reconhecimento de perdas e consequente revisão de seu ativo imobilizado atual".

Adiamento
Em 13 de dezembro, a Petrobras adiou pela segunda vez a divulgação dos resultados, esperada inicialmente para o início de novembro, por conta da Lava Jato, que investiga um esquema de corrupção envolvendo empreiteiras e pagamentos ilegais a políticos e que levou auditores independentes a se negarem a assinar o balanço do terceiro trimestre.

Ao adiar pela primeira vez o balanço, a estatal alegou que seria necessário um prazo maior para ajustar as demonstrações contábeis com base nas investigações da operação. Na ocasião, a empresa afirmou que tomaria as medidas jurídicas para ressarcir os supostos recursos desviados e "os eventuais valores decorrentes de sobrepreços dos contratos com as empresas participantes do suposto cartel".

Governo publica decreto que aumenta IOF sobre crédito


Crédito (Foto: Rede Globo)Crédito ficará mais caro (Foto: Rede Globo)
O governo publicou nesta quarta-feira (21) o decreto que aumenta o Imposto sobre Operações Financeiras (IOF) que incide nas operações de crédito para o consumidor.
O crédito fica mais caro a partir de quinta-feira, quando a nova regra entra em vigor, segundo o "Diário Oficial da União".
A alíquota passará de 1,5% para 3% ao ano (o equivalente à alta de 0,0041% para 0,0082% por dia). Esse valor será cobrado além dos 0,38% que incidem na abertura das operações de crédito. Com essa medida, o governo espera arrecadar R$ 7,38 bilhões neste ano.
Essa e outras medidas já haviam sido anunciadas no início da semana pelo o ministro da Fazenda,Joaquim Levy.  Além da alteração do IOF, também foi comunicado o aumento de tributos sobre combustíveis e sobre produtos importados. A expectativa da equipe econômica é arrecadar R$ 20,6 bilhões neste ano com as alterações.
Essas medidas tendem a tornar o crédito ao consumidor mais caro e, caso a Petrobras não reduza o preço que cobra das distribuidoras, a gasolina e o diesel vão subir.
Segundo disse Levy na ocasião, as medidas fazem parte do esforço do governo para ajustar as contas públicas "com o menor sacrifício possível". "As medidas têm por objetivo aumentar a confiança da economia, a disposição das pessoas e dos investidores em tomarem risco, e dos empresários em começarem a tentar novas coisas", explicou o ministro, acrescentando que elas tendem a baixar a curva de juros de longo prazo.
Desde que foi anunciada a nova equipe econômica, no fim de novembro, o governo vem anunciando medidas para ajustar as contas públicas, que tiveram forte deterioração em 2014 – ano em que a arrecadação registrou comportamento fraco, devido às desonerações e ao baixo ritmo de crescimento da economia, e no qual os gastos públicos continuaram a avançar.
Veja as medidas anunciadas pelo ministro da Fazenda:
 

  •  
combustiveis (Foto: G1)
De acordo com o ministro da Fazenda, estão sendo elevados o PIS, a Contribuição para Financiamento da Seguridade Social (Cofins) e a Contribuição de Intervenção no Domínio Econômico (Cide) sobre os combustíveis.
Segundo ele, o impacto será de R$ 0,22 para a gasolina e de R$ 0,15 para o diesel. O PIS e a Cofins terão alta imediata, mas o aumento da Cide só terá validade daqui a 90 dias. A expectativa do governo é arrecadar R$ 12,18 bilhões com esta medida em 2015.
"Daqui a três meses [quando começar a valer o aumento da Cide], temos intenção de reduzir o PIS e a Cofins", declarou ele. Questionado sobre qual será o impacto no preço dos produtos para o consumidor, o ministro informou que "isso vai depender da evolução do mercado e da politica de preços da Petrobras".

importações (Foto: G1)
Nas importações, o ministro informou que está elevando o PIS e a Cofins. As alíquotas avançarão de 9,25% para 11,75%. O objetivo, segundo Levy, é compensar a decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) que excluiu o ICMS das importações. "A gente ajusta a alíquota para que não se prejudique a produção doméstica. Correção da própria economia", declarou. A expectativa é arrecadar R$ 694 milhões neste ano. A incidência começa em maio e a arrecadação em junho.

cosmeticos (Foto: G1)
Um decreto presidencial vai equiparar o setor atacadista e o industrial no Imposto Sobre Produtos Industrializados (IPI) incidente sobre cosméticos. A medida, informou Levy, não implica em aumento da alíquota e apenas "equaliza" a tributação ao longo da cadeia de produção e distribuição desse setor. Mesmo assim, o governo espera arrecadar R$ 381 milhões com a medida neste ano e R$ 653 milhões em 2016. As alterações entram em vigor em maio e a arrecadação passa a acontecer a partir de junho.

Meta para 2015
Para este ano, o governo estabeleceu uma meta de superávit primário (economia feita para pagar juros da dívida pública) de 1,2% do Produto Interno Bruto (PIB), o equivalente a R$ 66,3 bilhões para todo o setor público – que inclui também os estados, municípios e empresas estatais.

Desse montante, R$ 55,3 bilhões correspondem à meta para o governo e R$ 11 bilhões são uma estimativa para estados e municípios.
De janeiro a novembro do ano passado (último dado disponível), as contas do setor público registraram um déficit primário – receitas ficaram abaixo das despesas, mesmo sem contar juros da dívida – de R$ 19,64 bilhões, segundo números divulgados pelo BC.
Foi a primeira vez, desde o início da série histórica do BC (em 2002 para anos fechados), que as contas do setor público registraram um déficit nos 11 primeiros meses de um ano. É o primeiro déficit e o pior resultado para este período. Até o momento, o pior resultado havia sido registrado em 2002 (superávit de R$ 53,73 bilhões).
Medidas anunciadas anteriormente
Nos últimos meses, a nova equipe econômica já tinha anunciado medidas. São elas: mudanças nos benefícios sociais, como seguro-desemprego, auxílio-doença, abono salarial e pensão por morte, que ainda têm de passar pelo crivo do Congresso Nacional. Além disso, também subiram os juros do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) para o setor produtivo, como forma de diminuir o pagamento de subsídios pelo governo.

Outra medida foi a alta do IPI para automóveis no início deste ano. O Ministério do Planejamento, por sua vez, anunciou a redução dos limites temporários de empenho para gastos no orçamento de 2015. Na semana passada, o novo secretário do Tesouro Nacional, Marcelo Saintive, confirmou que não haverá mais repasses do governo ao setor elétrico, antes estimados em R$ 9 bilhões para este ano, o que deverá elevar ainda mais a conta de luz
.

 
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Thales Farias