sexta-feira, 22 de maio de 2015

INSCRIÇÕES NO UNIVERSIDADE PARA TODOS SÃO PRORROGADAS



O projeto, desenvolvido em parceria com a Universidade Estadual de Feira de Santana (Uefs), Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (Uesb), Universidade Estadual de Santa Cruz (Uesc), Universidade Estadual da Bahia (Uneb) e com a Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB), é realizado na capital e em outras 186 localidades baianas, em 26 Territórios de Identidade.

Na página virtual, os candidatos conferem os municípios que serão atendidos pela ação com os locais de funcionamento, o turno e o quantitativo de vagas e os documentos necessários.

Com aulas preparatórias para o vestibular e para o Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM) nas disciplinas Português, Redação, Matemática, Física, Química, Biologia, Literatura, Língua Estrangeira (Inglês ou Espanhol), História e Geografia, o cursinho oferece aulas regulares de segunda a sexta-feira, além de atividades complementares como seminários, oficinas, revisão para o ENEM, aulões, simulados e orientação vocacional.

O projeto oferece material didático, fardamento e isenção da taxa de inscrição em processo seletivo das universidades estaduais aos alunos que apresentarem frequência igual ou superior a 75% das aulas ministradas.
Além de estar aberto para o estudante egresso da rede pública de ensino estadual e/ou municipal, o curso também é ofertado para o aluno regularmente matriculado em 2015 no 3º ano do ensino médio regular seriado ou no 4º ano da Educação Profissional Integrado ao ensino médio da rede pública de ensino estadual e/ou municipal.

O candidato poderá esclarecer as dúvidas referentes à sua inscrição por meio do telefone 0800 285 8000, que funcionará de segunda a sexta-feira, das 8h30min às 12h00min e das 13h30min às 18h00min ou pelo email upt@educacao.ba.gov.br.

quinta-feira, 21 de maio de 2015

Ilhéus, está entre as cidades com o maior índice de Aids da Bahia.

Dados atualizados da Secretaria de Saúde da Bahia mostram que Itabuna é o segundo município em quantidade de notificações de Aids neste ano. Entre 1 de janeiro e esta quarta foi detectado o vírus em 104 pessoas.

Além de Itabuna, no sul da Bahia novos casos de Aids foram detectados em Ilhéus, Buerarema, Camacan, Itororó, Pau Brasil e Una. No estado, Salvador responde pelo maior número de casos, 431.

Depois de Salvador e Itabuna, aparecem Porto Seguro, Itamaraju, Santo Antônio de Jesus e Juazeiro, que juntos já notificaram 150 novos casos confirmados de Aids. No estado já são 871 ocorrências.

A Aids já matou 42 pessoas na Bahia neste ano, sendo 16 em Salvador. No sul da Bahia, duas pessoas contaminadas pelos vírus, uma de Ilhéus e outra de Una, morreram neste ano.

CIA: Bin Laden fazia formulários para novatos, era obcecado por segurança e queria foco nos EUA.


LANGLEY - A CIA liberou 103 documentos encontrados no local onde Osama bin Laden se escondia e foi morto no Paquistão. O terrorista saudita queria que a al-Qaeda parasse de se preocupar com disputas regionais e se focasse em matar americanos. Ele debatia táticas, tinha enorme preocupação com a espionagem americana e ainda criava formulários como um autêntico diretor de recursos humanos. Confira a série de documentos.

“O foco deveria estar em matar e combater o povo americano e seus representantes”, escreveu Bin Laden em uma carta encontrada pelos Seals da Marinha e entregue à CIA. "Deveríamos parar com ataques contra o Exército e a polícia no Oriente Médio, especialmente no Iêmen."

— À época de sua morte, Bin Laden queria operações em larga escala, enquanto outros líderes acreditavam que operaçõs menores, como ataques de lobos solitários, teriam mais sucesso para fazer o Ocidente sofrer — disse à AFP um analista da CIA sob anonimato.

Outras cartas mostram um apelo de Bin Laden aos americanos, criticando o governo de George W. Bush por insistir em uma guerra na qual "os próprios soldados estão cometendo suicídio".

A Direção de Inteligência Nacional também divulgou um vídeo com uma de suas cartas sendo lida.ida.

Um dos materiais apreendidos é um modelo de formulário que o próprio Bin Laden utilizava para recrutar novos terroristas. Algumas perguntas eram “Deseja executar uma operação suicida? A quem devemos contatar caso você se converta em um mártir? Você foi educado pela sharia? Quantas vezes esteve no Paquistão? Hobbies? Ciência ou literatura? Você tem familiares que trabalham para o governo e querem cooperar conosco?”.

LIVROS SOBRE 11/9, PAIXÃO PELA FAMÍLIA E MEDO DA VIGILÂNCIA

As correspondências mostram que Bin Laden era extremamente preocupado com sua segurança. Com medo de ataques por drones contra lideranças da al-Qaeda, ele pedia que o grupo não se comunicasse pela internet. Bin Laden também pediu que a al-Qaeda preparasse uma campanha midiática para comemorar os dez anos dos atentados de 11 de setembro de 2001.

Entre outras revelações pela inteligência americana, o terrorista lia livros sobre teorias da conspiração diante do 11 de Setembro. Autores em sua prateleira incluíam o linguista Noam Chomsky e o jornalista Bob Woodward, que revelou o escândalo de Watergate. Ele acompanhava publicações sobre a política externa americana e até sobre os illuminati, segundo documentos.

Em uma carta recebida, seu filho Hamza, de 22 anos, escrevia que estava pronto para se juntar à jihad após passar por treinamentos como explosivos. Ele seria o filho preferido de Bin Laden, segundo a CIA. A vida pessoal de Bin Laden também é revelada. Em algumas das cartas, se mostra um amante apaixonado por suas mulheres — e alerta uma delas contra uma possível inserção de um aparelho de espionagem durante um tratamento dentário.

O material foi divulgado dias após o premiado jornalista americano Seymour Hersh afirmar que a Casa Branca mentiu sobre a morte de Bin Laden, alegando que o Paquistão sabia de sua localização.

Congressistas da oposição questionavam a demora do governo e da CIA em liberar documentos. A Casa Branca alegou que o conteúdo precisava ser revisado antes da publicação.

"A divulgação dos documentos segue um padrão rigoroso pelas agências do governo e se alinha ao pedido do presidente Obama por aumento na transparência consistente com as prerrogativas da segurança nacional", declarou o órgão.

CCJ do Senado aprova aumento de até 78,56% para servidores do judiciário

BRASÍLIA — Sem número para segurar a votação, o governo foi obrigado a apoiar a aprovação, nesta quarta-feira, do reajuste para os servidores do Judiciário na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado, e agora o projeto de lei complementar vai a plenário em regime de urgência. Sem reajuste desde 2006, os cerca de 120 mil servidores terão seus salários reajustados de 53% a 78,56%, em função da classe e do padrão do servidor. O impacto na folha do Judiciário será de 30% até 2018. O projeto prevê um escalonamento, com pagamento da primeira parcela em julho, e a cada seis meses novas parcelas até 2018.

Segundo o coordenador do Sindijus, Jailton Assis, o impacto no orçamento será de R$ 1,5 bilhão em 2015 e R$10,9 bilhões nos próximos quatro anos.

— Desde 2006, estamos sem nenhuma recomposição. Nesse período os juízes já tiveram uns dois ou três aumentos. Esse reajuste vai reequilibrar essa defasagem — disse Jailton Assis.

O líder do governo, Delcídio Amaral (PT-MS), que havia pedido vista na última sessão para ganhar tempo, disse que os números do governo não batem. O governo tentará um acordo para jogar a vigência do reajuste para 2016, sob a alegação de que não há previsão orçamentária para 2015.

Segundo nota do Ministério do Planejamento, o impacto total do reajuste nos próximos quatro anos será de R$ 25,7 bilhões. Haveria despesa, já em 2015, da ordem de R$ 1,5 bilhão, somada aos valores de R$ 5,3 bilhões, em 2016, R$ 8,4 bilhões, em 2017, e R$ 10,5 bilhões, em 2018.

Os servidores reclamam que estão sem aumento, mas receberam, como os demais servidores, 15,8% nos últimos três anos, em parcelas cumulativas de 5% em 2013, 2014 e agora em 2015.

— Os números apresentados pelos servidores não batem com os do Planejamento, porque não incluem os aposentados e pensionistas . A ida da matéria para o plenário vai ser bom para debatermos melhor esses números e resolver esse assunto de uma vez por todas — disse Delcídio.

O líder do governo ainda tentou jogar a discussão do projeto para a Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) para ganhar tempo e tentar um novo acordo. Mas o líder do Democratas, Ronaldo Caiado (GO) apresentou um requerimento para ir direto ao plenário. Sem número, os governistas tiveram que aceitar a proposta de aprovar na CCJ e depois tentar um acordo no plenário.

— O governo está tentando atrasar a votação. Mas hoje as negociações avançaram bastante e temos de continuar mobilizados para aprovar logo no plenário — disse João Evangelista, coordenador da Fenajufe.

Com risco de derrota do governo, Senado adia votação da MP 665 para a próxima semana

BRASÍLIA - Depois de uma rebelião da base aliada e com risco de ser derrotado, o governo precisou pedir que o Senado adiasse a votação da Medida Provisória 655, que endurece as regras para o pagamento do seguro-desemprego e do abono salarial. Seria a primeira medida do ajuste fiscal analisada pelo Senado este ano. A votação ficou para a próxima terça-feira e a expectativa é que até lá o governo negocie com senadores para conseguir uma maioria segura para a votação. O Palácio do Planalto foi informado de que havia risco de derrota, já que o governo teria apenas de três votos a cinco votos devantagem. O adiamento vai dar ao governo e aos líderes tempo para achar uma saída que evite uma derrota da presidente Dilma Rousseff em um dos pilares do ajuste fiscal.

O líder do governo no Senado, Delcídio Amaral (PT-MS), articula junto ao governo um recuo em relação ao abono salarial. Se for confirmada a existência de inconstitucionalidades na proposta, a melhor saída seria o veto do trecho que trata do benefício e a discussão de uma alternativa. Segundo a equipe econômica, a mudança levaria a uma perda de R$ 7 bilhões dentro do ajuste fiscal. Desde cedo, o presidente do Senado, Renan Calheiros, hoje um dos maiores críticos do governo, havia avisado que havia risco de derrota.

— Esse processo de formação das maiorias é muito complicado no Brasil. A gente nunca sabe direito o que é que vai acontecer. Tem que aguardar — disse o presidente do Senado.

Renan voltou a criticar abertamente a presidente Dilma, ao afirmar que o Brasil prometido na campanha não se tornou realidade.

— Vamos fazer tudo que garanta o equilíbrio fiscal. O que lamentamos, e lamentamos muito, é que aquele Brasil de 2014, que era projetado, anunciado, era apenas um Brasil para a campanha eleitoral. Estamos vivendo a dura realidade de ajustarmos o Pacto Federativo — disse Renan.

Para corroborar a tensão, um grupo de 11 senadores, formado por senadores da base aliada e da oposição, anunciou que votaria contra a medida. Dois deles são do PT, um do PMDB, um do PDT, um do PRB e um do PSD, partidos da base aliada. Os outros são do PSB e do PSOL. Eles lançaram um manifesto contra o ajuste fiscal, assinado inclusive por ex-ministros do governos Lula e por entidades como CUT e MST. O senadores disseram que não se tratava de uma rebelião, mas avisaram que votariam contra a MP 665.

A sessão começou em clima tenso. Sindicalistas da Força Sindical vaiaaram senadores do PT e jogaram notas falsas de dólar no plenário. Renan mandou esvaziar as galerias.

Durante todo o dia, Delcídio conversou com aliados e detectou as resistências. Sondado sobre a hipótese de retirar o trecho sobre abono salarial ontem mesmo, o ministro da Casa Civil, Aloizio Mercadante, não aceitou um acordo. O vice-presidente Michel Temer, articulador político do governo, também foi informado da negociação.

A proposta defendida por Delcídio é voltar à regra antiga, que previa que teria direito ao benefício o trabalhador que recebe até dois salários mínimos e trabalha por pelo menos 30 dias no ano no emprego. O abono tem o valor de um salário mínimo e é pago uma vez por ano. O texto da MP aprovado na Câmara restringia o acesso ao benefício, determinando que o funcionário teria que trabalhar por pelo menos três meses para ter direito ao benefício e este passaria a ser pago de forma proporcional ao número de meses trabalhados. O governo queria inicialmente um prazo de carência de seis meses.

Apesar de ter pedido o adiamento, o governo tem pressa. A MP 665 perde a validade em 1º de junho. Em 2013, as despesas com abono salarial e seguro desemprego somaram R$ 31,9 bilhões e R$ 14,7 bilhões, respectivamente. Delcídio disse que recebeu de vários senadores a informação de que há pareceres jurídicos apontando que é inconstitucional pagar um abono inferior ao um salário mínimo.

— Vários senadores disseram que o texto é inconstitucional quanto ao valor do abono ser inferior a um salário mínimo. Então, me comprometi a conversar com o governo. Se o entendimento for de que há inconstitucionalidade, trabalharemos pelo veto. E há argumentos legítimos (quanto à inconstitucionalidade) — disse Delcídio.

O governo ainda sofreu outro revés ontem. O relator do projeto que reduz as desonerações na folha de pagamento, o deputados Leonardo Piccianni (PMDB-RJ), anunciou que a votação da proposta ficará para junho. A expectativa é que o texto possa ser apreciado pelo plenário da Câmara no dia dez do próximo mês.

A votação estava prevista para esta quarta-feira, mas precisou ser adiada porque Picciani ainda não concluiu seu relatório. O governo também já demonstrou que não tem pressa e irá avaliar cada detalhe do texto. O plenário da Câmara ao menos concluiu a votação dos destaques da Medida Provisória 668, que eleva as alíquotas de PIS e Cofins para produtos importados, que igualmente faz parte do ajuste fiscal.

Mãe que aparece em vídeo tentando sufocar filha não mostrou remorso após prisão

A jovem de 20 anos que foi presa após aparecer em um vídeo tentando sufocar a própria filha de seis meses não demonstrou estar arrependida pelo que fez com a criança. Segundo o delegado David Noleto, que prendeu Andressa Freitas de Souza na terça-feira (19), no Maranhão, ela não aparentou remorso.
"Ela não disse em nenhum momento no depoimento que estaria arrependida de ter feito isso. E pela minha experiência, ela não demonstrou qualquer tipo de remorso, nem qualquer emoção durante a prisão", disse o delegado em entrevista ao G1 Piauí.

A jovem foi indiciada pelo crime de tortura. Ela pode pegar de seis a oito anos de prisão, com a possibilidade da pena ser aumentada em um terço ou um sexto pelo caso envolver um criança. Em depoimento, Andressa revelou que o vídeo foi gravado na cidade onde mora e trabalha no Maranhão. 

"Constitui crime de tortura submeter alguém de sua guarda com violência, como se pode ver no vídeo desse caso. Inicialmente imaginei que poderia ter sido uma tentativa de homicídio, mas após o depoimento e os motivos relatados por ela, interpretei que poderia ser um caso de crime de tortura", disse o delegado Noleto.
Mãe foi presa no Maranhão após divulgação de vídeo (Foto: Polícia Civil/Divulgação)
"Ela não disse em nenhum momento que estaria 
arrependida", revela delegado que prendeu a jovem
(Foto: Polícia Civil/Divulgação)


O bebê vai ficar com a avó materna durante as investigações. A mãe de Andressa não sabia do vídeo, nem da relação da filha com o ex-companheiro, que mora no Pará e tem passagem pela polícia. A jovem enviou o vídeo para o pai do bebê para pressioná-lo a reatar o relacionamento.

No vídeo é possível ver que a pessoa usa uma fralda de pano e pressiona contra o rosto da criança por alguns segundos. A bebê tenta segurar no braço da pessoa, como se quisesse se defender e, quando a fralda é retirada, a menina chora. Ao ser presa, a mãe confessou o crime e foi autuada em flagrante.

"A mãe da criança confirmou ter feito o vídeo para atingir o ex, mas que tudo não passava de uma brincadeira. As imagens, segundo relato da jovem, foram feitas no domingo no estado do Maranhão. Brincadeira ou não, o que ela fez é crime e agora responderá por isso. O pai ainda não foi localizado", disse Jarbas Lima, delegado responsável pelo caso, ao site G1

O pai da criança ficou revoltado com a situação e compartilhou o vídeo e algumas imagens de uma conversa que teve com a ex-mulher no aplicativo WhatsApp. A polícia só tomou conhecimento do caso na segunda-feira (18) após repercussão do material.

"O vídeo deixou toda a cidade apavorada e ao receber as imagens iniciamos diligências para capturá-la. Chegamos a ir no salão de beleza onde ela trabalhava, mas fomos informados que a jovem tinha se mudado. Então procuramos as suas amigas para pegar o seu contato e conseguimos falar com a suspeita", relatou o delegado Jarbas Lima.

O titular afirmou que a jovem fez a gravação na tentativa de pressionar o ex-namorado a reatar o relacionamento. Em depoimento, a mãe da criança confirmou ter feito o vídeo para atingir o ex, mas disse que tudo não passava de uma brincadeira.

quarta-feira, 20 de maio de 2015

COTADÍSSIMO!!!

Depois das noticias que rolaram nos sites com a possibilidade entre a aliança do PP com PT e com a insatisfação de Jerberson, o militante petista passou a ser assediado por outros partidos que estão se articulando para as próximas eleições. Isso mostra que o Jerberson Josué esta muito bem na fita, querido e bem articulado, ele conquistou a confiança daqueles que lutam para tirar Ilhéus da pior administração de todos os tempos.

"Quando percebi, queria morrer", diz torcedor que jogou gás em atletas do River Plate



Responsável por jogar o gás de pimenta no túnel de acesso dos jogadores do River Plate, o torcedor xeneize Adrian Napolitano falou publicamente sobre o caso nesta terça-feira (19).

O incidente aconteceu durante o superclássico contra o Boca Juniors, válido pelas oitavas de final da Copa Libertadores.

Em entrevista ao programa "Estúdio Fútbol", ele se apresentou como um pai de família e afirmou que nunca teve problemas em estádios.

"Eu vou a estádios há 25 anos e nunca tive um problema. Nunca estive em uma delegacia de polícia. Todos me conhecem, sabem como sou, que gosto de festas, mas nada mais. Quando eu percebi, queria morrer. A verdade é que eu fiz sem me dar conta. Eu tenho família... imagina como está a minha esposa. Eu sou um trabalhador, me levanto às 4 da manhã. Estou desesperado", 'El Panedero', como é conhecido. 

Questionado sobre a atitude de soltar a substância, o torcedor afirmou que nunca teve a intenção de fazer. O gás causou irritação nos jogadores do River Plate e alguns chegaram a sofrer queimaduras de primeiro grau. O jogo foi paralisado na volta para o segundo tempo e após mais de uma hora de impasse foi dado como encerrado. 

No último sábado (16), a Conmebol anunciou punição Boca Juniors, que foi eliminado da competição e terá que pagar multa de R$ 600 mil, além de atuar com portões fechados nas próximas quatro partidas que disputar de campeonatos organizados pela Conmebol. 

Classificado, o River Plate vai encarar o Cruzeiro nas quartas de final da Libertadores. O Boca promete recorrer da decisão. "Nunca tive a intenção de fazer isso. Pensei que não havia câmeras. Não achei que chegaria tão longe", disse Napolitano.

Homem é preso horas depois de estuprar mulher e ser reconhecido



Um homem de 31 anos foi preso por estuprar uma jovem de 25 em um matagal na zona rural de Presidente Jânio Quadros, município a 603 quilômetros de Salvador. Jorge Silveira da Silva foi preso horas depois do crime ocorrido no último sábado (16). 

De acordo com a Polícia Civil, a vítima caminhava sozinha por uma estrada de terra e foi abordada por Jorge. Com uma das mãos por dentro da camisa, simulando estar armado, ele obrigou a mulher a acompanhá-lo, consumando o estupro em seguida.

No mesmo dia, Jorge já havia tentado estuprar uma outra mulher, de 33 anos, mas ela conseguiu fugir do criminoso e registrar a queixa na unidade policial, indicando onde sofrera a abordagem. Uma equipe de investigadores se dirigiu ao local e encontrou a jovem que fora estuprada. Ela informou que o criminoso ainda estava escondido no mato, sendo iniciada uma perseguição.

Reconhecido pelas duas vítimas, Jorge encontra-se custodiado na carceragem da Delegacia Territorial de Jânio Quadros à disposição da Justiça. Com a sua prisão a polícia espera elucidar outros crimes sexuais praticados na zona rural da cidade.

Prefeito é baleado em atentado na frente da prefeitura



O prefeito de Paraty, no sul do estado do Rio de Janeiro, Carlos José Gama Miranda (PT), foi baleado, na noite desta terça-feira (19), quando deixava o prédio da prefeitura. O funcionário público Sérgio José, que estava com o prefeito, também foi baleado. 

As balas pegaram de raspão na cabeça das duas vítimas. As informações foram divulgadas em nota oficial da prefeitura. Segundo a nota, o prefeito, conhecido por Casé, foi vítima de um atentado, por volta das 19h. Os tiros foram disparados por um motoqueiro, que estava à espera, do lado de fora do prédio, e fugiu após os disparos.

O prefeito e o funcionário foram levados para o hospital municipal, onde foram medicados, e estão fora de perigo. Eles foram encaminhados para um hospital de Angra dos Reis para exames complementares.

“A Prefeitura de Paraty condena com veemência esse episódio gravíssimo de violência e agradece a solidariedade da população. A administração também ressalta a mobilização de familiares e amigos, que, assim que souberam do atentado, iniciaram uma vigília na porta da prefeitura”, destacou a nota, publicada na página da prefeitura no Facebook.

O criminoso está sendo procurado por equipes das polícias Civil e Militar. Imagens das câmeras de segurança instaladas na prefeitura estão sendo analisadas para tentar identificar o atirador.

Polícia prende mãe que gravou vídeo onde tentava sufocar filha com fralda

Andressa Dantas de 19 anos, estudante, foi presa na manhã desta terça-feira (19) na cidade de São Raimundo das Mangabeiras, no Maranhão. Segundo informações da polícia, o vídeo foi feito para pressionar o pai do bebê para voltar a morar com a família.
Em conversa dos pais do bebê pelo WhatsApp, a mãe se refere a filha como “desgraça” e pede ao pai para buscá-la. Em depoimento à polícia, ela confessou ter feito o vídeo para provocar o marido. 

A prisão foi realizada na residência da mãe de Andressa, que revelou não saber que a neta estava sendo maltratada pela filha. Andressa será indiciada por maus-tratos e pode pegar uma pena de até dois anos de reclusão, que pode ser agravada por se tratar de um bebê de apenas seis meses de idade. A criança ficará sob a custódia da avó materna por decisão do Conselho Tutelar.

Mulher grava vídeo tentando matar filha de apenas seis meses 
Por Adriana Oliveira

A jovem identificada como Andressa Dantas, de 19 anos está sendo procurada pela polícia por tentar matar a própria filha de apenas 6 meses de idade. O caso está sendo investigado pela polícia do município de Uruçui e da cidade de São Raimundo das Mangabeiras, no Maranhão. 


Segundo major Nelson Feitosa, comandante do 10º Batalhão da Polícia Militar a acusada gravou um vídeo cometendo o crime e enviou ao pai da criança na tentativa de fazer-lo voltar para casa. 

“Até o momento só conseguimos falar com a acusada por telefone, onde ela disse que ela não queria fazer mal a filha, queria fazer somente uma brincadeira, na tentativa de fazer o marido, que está separado dela voltar para casa”, afirma o major. 


No vídeo a mãe tentar sufocar o bebê com uma fralda e afirma que se o marido não voltar para casa, a criança sofrerá as conseqüências. A polícia ainda não conseguiu localizar o pai da criança, que já foi identificado e possui passagem pela polícia por roubo


Em depoimento à polícia de Uruçui, a acusada disse está na cidade de Balsas, no Maranhão, mas investigações da PM levam a crer que a mulher está na casa dos pais no município de São Raimundo das Mangabeiras, no Maranhão. 

“A Polícia de Uruçui e de São Raimundo das Mangabeiras estão em diligências, pois a mulher continua com o bebê e está foragida”, finaliza o comandante.

Veja o vídeo da agressão:


Por Cristiana Nunes





Dilma estuda abrir novos contratos do Fies no segundo semestre

A presidenta Dilma Rousseff estuda a possibilidade de abrir novos contratos do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) este ano. A intenção foi manifestada à presidenta da União Nacional dos Estudantes (UNE), Vic Barros, durante encontro com Dilma esta noite no Palácio do Planalto. Segundo Vic, a presidenta afirmou que “o governo está estudando a possibilidade de abrir novos contratos” no segundo semestre de 2015. 
“Nós colocamos que não aceitamos nenhum tipo de restrição ao Fies e que a diminuição dos novos contratos este ano em relação ao ano passado precisa ser algo superado pelo governo. Queremos aprimorar o programa de fato, porque carece de aprimoramentos, mas não aceitamos nenhuma restrição no número de bolsas oferecidas em relação aos anos anteriores”, afirmou.

No início do mês, o ministro da Educação, Renato Janine Ribeiro, disse que não há dinheiro para a assinatura de novos contratos este semestre. Este ano, as normas do programa foram alteradas no sentido de aumentar o rigor da seleção dos candidatos e das universidades escolhidas pelo MEC. De acordo com a presidenta da UNE, a organização estudantil concorda com as medidas que o governo federal vem implementando quanto ao controle das mensalidades e da qualidade dos cursos. 

“Achamos que o Fies precisa ser ampliado no nosso país e que no segundo semestre possam ser abertos novos contratos. Além disso, [o governo precisa] assegurar neste semestre que todos os estudantes que já têm Fies tenham seu contrato auditado. É fundamental que ela [Dilma] siga essa política de expansão porque muita gente depende disso para continuar na universidade”, declarou.

terça-feira, 19 de maio de 2015

Conta de luz mais barata no futuro?‏


Uma janela de esperança se abriu: governadores de todos os estados podem acabar com o ICMS sobre a energia solar.Isso pode deixar nossa matriz energética mais limpa ainda! Mas se não nos mobilizarmos, a decisão pode passar batido -- assine e repasse: 


Uma janela de esperança se abriu: os governadores estaduais podem dar fim ao ICMS sobre a energia solar e colocar o Brasil mais perto de se tornar um país com energia limpa de verdade. Mas se não nos mobilizarmos rápido, essa decisão pode passar batido.

O nosso país pode ser um líder mundial em energia solar. Em vez disso, a energia solar no Brasil é cara e quase ninguém usa -- mas poderia ser mais barata e popular se não fosse por várias questões, entre elas o imposto sobre o painel e sobre a produção. Mas nesse momento, silenciosamente, podemos finalmente começar uma revolução solar no Brasil: os governadores deSão Paulo, Goiás, Pernambuco e Minas Gerais já estão debatendo o fim imposto -- e se lançarmos uma campanha combinada com pressão local de membros da Avaaz em vários estados, poderemos vencer mais rápido -- e outros Estados podem seguir!

Junte-se à campanha nacional -- Quando tivermos assinaturas suficientes, a Avaaz correrá o Brasil para entregar as assinaturas para os governadores:

https://secure.avaaz.org/po/brasil_icms_solar_loc_ba/?bTytvfb&v=58640

Atualmente a energia solar é apenas 1% da matriz brasileira. Durante muito tempo, principalmente quando o fantasma do apagão assombrou o país, a gente se perguntava: "mas e a tal energia solar? porque não usamos?" A resposta: tanto o custo do material quanto o imposto sobre a produção de energia é alto demais, desanimando qualquer um. Mas pela primeira vez isso pode mudar.

Hoje, se eu produzo energia solar em casa, eu tenho que pagar imposto sobre algo que a natureza produziu gratuitamente. Não faz sentido: nosso governo diz que quer combater as mudanças climáticas e prover energia mais segura pras pessoas, mas mantém os impostos que encarecem a energia solar para encher os cofres públicos!

Se os governos estaduais abrirem mão do ICMS da produção de energia, isso pode desencadear uma reação em massa em benefício da expansão da energia solar no Brasil. Começamos derrubando o imposto, depois com abertura de crédito. As empresas sairão na frente, depois os prédios e condomínios, depois as escolas, as casas e assim por diante! Revolução solar :)

Mas os governadores precisam ouvir dos seus cidadãos e eleitores, por isso assine e repasse -- vamos criar a primeira petição massiva pela energia solar no Brasil:

https://secure.avaaz.org/po/brasil_icms_solar_loc_ba/?bTytvfb&v=58640
Construir um futuro mais limpo, verde e em respeito ao planeta tem sido parte do que nossa comunidade tem feito ao redor do mundo, seja pressionando por acordos ambiciosos de combate às mudanças climáticas ou por meio da preservação dos biomas naturais preciosos do planeta. Uma revolução solar pode acontecer, mas depende de nós agirmos para isso.

Com esperança e determinação,

Diego, Joseph, Luis, Débora, Risalat e toda a equipe da Avaaz 

Foto de peixe "com pés" gera polêmica nas redes sociais

Uma foto estranha de um peixe, que supostamente teria pés, tem gerado polêmica nas redes sociais. A imagem foi postada pelo americano Bobby Kent no site Imgur na quinta-feira (14). A foto se transformou em viral e alcançou mais de 820 mil visualizações em menos de quatro dias.
Segundo informações de Kent, seu vizinho teria encontrado o animal em uma lagoa no estado do Colorado, nos Estados Unidos. Para alguns usuários, o peixe seria um axolote (Ambystoma mexicanum), espécie de salamandra.

Outro usuário afirmou, contudo, que o axolote não é encontrado no estado e acredita que seja, na verdade, uma salamandra-tigre (Ambystoma tigrinum).

Idosa morre após ser queimada pelo genro no sul da Bahia; neto está internado

Um homem matou a sogra, de 79 anos, na cidade de Gongogi, região sul da Bahia, na noite de sábado (16). Segundo familiares, o genro, José Orlando Dias de Moura, de 50 anos, jogou gasolina na idosa e no neto dela, e depois ateou fogo.


O crime aconteceu no Bairro Novo, durante briga com a companheira do suspeito, que tinha reatado relacionamento há apenas oito dias. O suspeito fugiu de carro e é procurado pela polícia. A idosa Hilda Quirino Santos é mãe do vereador da cidade, Antônio Quirino Pereira Neto, e o corpo foi velado na Câmara Municipal na tarde deste domingo.
Genro é procurado suspeito de matar sogra no sul da Bahia (Foto: Arquivo pessoal)Genro é procurado suspeito de matar sogra
(Foto: Arquivo pessoal)
"Ele estava separado da minhã irmã e pediu para voltar. Tinham oito dias que eles tinham reatado. Eles começaram a discutir. Minha mãe mora na casa ao lado, estava costurando e foi defender a minha irmã. Ele estava com o galão de gasolina e, quando foi jogar em minha irmã, a minha mãe atravessou na frente. Todo o pessoal se mobilizou com extintor, água, areia, mas não deu para salvá-la", disse André Luis Barbosa, filho mais novo da idosa, de 39 anos.
O neto, que tem 21 anos, sofreu queimaduras em parte do corpo e está internado no Hospital de Base de Itabuna. Segundo os familiares, ele está consciente. Os parentes não sabem o que pode ter motivado o crime. "Ele ameaçava direto a minha irmã. Não deixava ela em paz não. Ele é frio e calculista. Foi uma pessoa que minha mãe criou, que está há mais de 30 anos na família. Ele não deve estar muito longe, porque é uma pessoa analfabeta, não tem carteira de motorista, não pode ir muito longe", disse o filho.

Suspeito de matar filho e esconder corpo no armário é preso




Foi preso nesta segunda-feira (18) Eder Moraes De Lima, de 22 anos, suspeito de matar o próprio filho, de 1 ano e 7 meses, e esconder o corpo dentro do armário em Belfor Roxo, na Baixada Fluminense,(RJ).

De acordo com o delegado Fábio Cardoso, o rapaz foi detido na Divisão de Homicídios da Baixada Fluminense. Informações sobre a prisão dele serão divulgadas na manhã de terça (19), quando Eder será apresentado.

O crime ocorreu na madrugada de domingo (17) uma casa na Favela Três Irmãos, em Jardim Ideal, Belford Roxo. Segundo a polícia, a criança, Thainan Santos de Moraes, foi asfixiada pelo próprio pai, que enrolou o corpo em um lençol e o escondeu no armário.

Segundo a polícia, Eder chegou a fazer um Registro de Ocorrência na 54ª DP (Belford Roxo) noticiando o sequestro do filho e da namorada dele, que não é a mãe da criança. O rapaz alegou que eles haviam sido sequestrados por traficantes da favela do Castelar. Para a polícia, ele queria desviar o foco das investigações.

ANS suspende venda de 87 planos de saúde; veja a lista

A Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) suspenderá, a partir de quarta-feira (20), a comercialização de 87 planos de saúde de 22 operadoras por não cumprimento dos prazos de atendimento e por outras queixas de natureza assistencial, como negativas indevidas de cobertura.

Na mesma data, 34 planos de saúde que estavam com a comercialização até então suspensa poderão voltar a ser comercializados, já que houve comprovada melhoria no atendimento ao cidadão.

De acordo com o órgão, cerca de 3,2 milhões de beneficiários serão protegidos pela medida. Há hoje no país 50,8 milhões de consumidores com planos de assistência médica e 21,4 milhões com planos exclusivamente odontológicos.

Veja os planos de saúde que tiveram a venda suspensa:

ALLIANZ SAÚDE S/A
410207990 EXCELLENCE 40
433372001 SPECIAL 10 PME
416016999 BASIC 10

ASSOCIAÇÃO AUXILIADORA DAS CLASSES LABORIOSAS
445882036 RUBI

COOPUS - COOPERATIVA DE USUÁRIOS DO SISTEMA DE SAÚDE DE CAMPINAS
422576997 134.1.1 - Amb + Hosp com Obstetrícia + Odontológico QC C

ECOLE SERVIÇOS MÉDICOS LTDA
439023027 Ecole Básico

GOOD LIFE SAUDE LTDA
702913996 GOOD 7000

IRMANDADE DA SANTA CASA DE MISERICÓRDIA DE MAUÁ
468925139 OPÇÃO SAÚDE 21
468931133 OPÇÃO SAÚDE 32

ITAGUAÍ SAÚDE LTDA.
460033099 Especial Light

MEDISANITAS BRASIL ASSISTÊNCIA INTEGRAL À SAÚDE S/A.
468739136 MEDISANITAS ESPECIAL ENFERMARIA CE

MINAS CENTER MED LTDA
435254018 HOSPITALAR I
459730093 CENTERMED ESPECIAL ENFERMARIA
459731091 CENTERMED ESPECIAL APARTAMENTO

ODONTOPREV S/A
401866984 MASTER CERD
439460027 FIRST EXTRA CP CERD
401867982 MASTER CARD
443041037 PREMIUM CERD
465570112 PRÍVIAN II CELE
408789995 ODONTO SERV - INDIVIDUAL
406925991 Plano C.A - Master
456837081 OMEGA CP CELE
421752997 Empresarial Dental Plano Plus
437328026 INTEGRAL CP CELE
455738077 Bradesco Saúde Dental Premium Top - Coletivo Empresarial
465573117 IBI OURO MAIS CP D IF LE
441059039 INTEGRAL CP CERD
401868981 INTEGRAL CELE
443079034 SPG DENTAL PADRAO
468041123 CONVENCIONAL CELE
421743998 Empresarial Dental Plano Padrão

OPERADORA UNICENTRAL DE PLANOS DE SAÚDE LTDA.
401430988 GARANTIA DE SAUDE MASTER PLUS

PLENA SAÚDE LTDA
416427990 PLENA SAÚDE - MASTER II

PROMED ASSISTENCIA MEDICA LTDA
470207137 Promed Executivo - Enfermaria
412187992 PROMED GOLD ENF
412186994 PROMED EXECUTIVO APART
457958085 Promed Plus Enfermaria

SALUTAR SAÚDE SEGURADORA S/A
470927146 Super Sim I Emp R1 ASC

UNIMED ITABUNA COOPERATIVA DE TRABALHO MEDICO
705542991 UNIVIDA BASICO REGIONAL B

UNIMED PAULISTANA SOCIEDADE COOPERATIVA DE TRABALHO MÉDICO
455211063 Padrão Uniplan Adesão
701003996 MASTER
445901036 PADRÃO
455215066 Supremo Uniplan Adesão
455236069 Padrão Uniplan Empresarial
468683137 Integral UP Uniplan Empresarial
467993128 UP PRATA UNIPLAN COPARTICIPACAO EMPRESARIAL
467995124 UP BRONZE APARTAMENTO UNIPLAN ADESAO
470432141 PADRÃO ADV APARTAMENTO UNIPLAN EMPRESARIAL
470428142 PADRÃO ADV ENFERMARIA UNIPLAN COPARTICIPAÇÃO EMPRESARIAL
470439148 NEW BRONZE APARTAMENTO UNIPLAN ADESÃO
401046999 PLENO
445902034 INTEGRAL
445908033 PADRÃO
470424140 PADRÃO ADV ENFERMARIA INDIVIDUAL
455235061 Padrão Apartamento Individual
455234062 Padrão Apartamento Empresarial
470438140 NEW BRONZE ENFERMARIA UNIPLAN ADESÃO
455244060 Supremo Uniplan Empresarial
467988121 UP OURO UNIPLAN EMPRESARIAL
468678131 Padrão UP Enfermaria Uniplan com Coparticipação Empresarial
445915036 PADRÃO
701002998 PLENO
459378092 Padrão Apartamento Uniplan Empresarial

UNIMED RECIFE COOPERATIVA DE TRABALHO MÉDICO
461254100 Prata 4 - Estadual - Básico - IF - C/ OBST
461219101 Prata 4 - Estadual - Básico - CA - C/ OBST
467343123 SAFIRA - NACIONAL - ESPECIAL - CE - C/OBST
461253101 Prata Extra - Estadual - Especial - IF - C/ OBST
467340129 PRATA - NACIONAL - BÁSICO - CE - C/OBST

UNIMED UBERLÂNDIA COOPERATIVA REGIONAL TRABALHO MÉDICO LTDA
403747992 Plano Ambulat./Hosp. com Obstet. Pessoa Física em Apart.
466183124 UDIPLAN APARTAMENTO C/ OBSTETRÍCIA
403739991 Plano Amb e Hosp - PJ - C/Obst - Aten Nacional- Padrão Apart
463330100 UDIPLAN FIXO ENFERMARIA

UNIMED-RIO COOPERATIVA DE TRABALHO MEDICO DO RIO DE JANEIRO
467691122 Unimed Alfa
467683121 Unimed Alfa
468245129 UniPart Alfa
467700125 Unimed Ômega Plus
470452145 Unipart Alfa 2 (0114)
467669126 Unimed Beta
467664125 Unimed Ômega Plus
467701123 Unimed Ômega Plus Dental
467670120 Unimed Beta 2 Dental
467692121 Unimed Alfa 2 Dental
470458144 Unimed Delta 2 (0114)

VITALLIS SAÚDE S/A
436831012 V7000-AE-RC1001-CE
457398086 VITALLIS INTERESTADUAL ENFERMARIA

W.S. - ADMINISTRADORA DE PLANOS DE SAUDE E ODONTOLOGICO LTDA.
466448125 LIFE BRONZE

Posicionamento das empresas
Allianz Saúde: A empresa informa que, em relação aos planos suspensos, está tomando todas as providências necessárias para regularizá-los. A Allianz Saúde reafirma que os seus segurados e parceiros não serão impactados. A seguradora coloca-se à disposição para eventuais esclarecimentos.

Odontoprev: A Odontoprev informa que a suspensão da ANS não resulta em qualquer prejuízo no atendimento aos beneficiários dos planos suspensos, assim como não ocorrerão alterações nas cláusulas do contrato vigente. A empresa afirmou que adotará as medidas necessárias para preservação dos interesses de seus clientes e de sua atuação.

A empresa diz que apoia o trabalho da ANS, mas questiona a metodologia usada em relação à suspensão de planos, principalmente em relação aos atuais critérios de medição, “os quais podem produzir desvios estatísticos relevantes, distorcendo a avaliação de qualidade pretendida”, disse.

Segundo a Odontoprev, a metodologia empregada considera exclusivamente o número de Notificações de Intermediação Preliminar (NIPs) de âmbito assistencial no trimestre monitorado. “Foram apuradas 30 NIPs em uma base da OdontoPrev de 6,3 milhões de beneficiários, portanto, 1 NIP para cada 210 mil beneficiários”, afirma.

Quatro mulheres identificam ‘maníaco da faca

O homem que ficou conhecido em Jundiaí (SP) como "maníaco da faca", depois de esfaquear mulheres em estacionamentos da cidade, foi identificado por quatro vítimas, informou a polícia nesta segunda-feira (18). De acordo com o delegado Luís Carlos Duarte, o homem agia sempre à noite e com muita violência. Imagens feitas por câmeras de segurança gravaram os ataques no estacionamento de um supermercado (veja vídeo acima).

O último ataque foi dentro de outro estacionamento de um supermercado, no dia 16 de maio, quando Alex Ferreira da Silva foi preso em flagrante. A vítima, que levou dez facadas nas mãos e no peito, estava dominada e dentro do carro. Mesmo assim, conseguiu abrir a porta e gritar por socorro.

InvestigaçãoO agente penitenciário Jesus Borges Carvalho Junior, que fazia compras no local, escutou o chamado e decidiu agir. "Peguei ele pelo braço, a gente entrou em luta corporal e rolou pelo chão. De imediato, chegaram os seguranças do mercado e me ajudaram a conter ele. Foi fundamental, senão eu não teria conseguido", diz. Sobre a ação, o agente penitenciário diz que só fez o necessário. "Aos poucos, está caindo a ficha, mas herói eu não sou, não. No momento, ali, eu só quis ajudar a vítima", declara Jesus.

Ainda conforme informações do delegado, Alex trabalhava como motorista em uma padaria e não tinha passagens pela polícia. Os investigadores fizeram buscas na pensão onde ele morava e encontraram diversos objetos que podem ser de outras vítimas. Entre eles, havia uma chave de carro, estojos com CDs e DVDs e uma bolsa feminina.

"Em todos os casos, nós observamos que ele buscava o patrimônio da vítima, ele queria subtrair bens. Então, a motivação nós entendemos que eram os valores subtraídos", diz o delegado.
'Maníaco da faca' foi preso nesta segunda-feira (18), após outro ataque (Foto: Reprodução TV TEM)'Maníaco da faca' foi preso nesta segunda-feira (18)
(Foto: Reprodução TV TEM)

Imagens

Em uma cena, uma vítima aparece colocando as compras no carro quando é atacada. Ela recebe várias facadas e é empurrada para o banco do passageiro. Antes do veículo sair do estacionamento, a mulher consegue fugir. Ela recebeu atendimento ainda no supermercado. Em outra gravação, só é possível ver a vítima dentro do carro depois de ser atingida. A filha dela, que estava junto, fica desesperada.

O homem foi preso em flagrante e levado para interrogatório. Depois, foi encaminhado para o Centro de Triagem de Campo Limpo Paulista (SP). Nos próximos dias, ele deve ser transferido para o Centro de Detenção Provisória deJundiaí.

Entenda o caso
Em março, foram dois ataques em pouco mais de uma semana, com as mesmas características violentas, que deixaram as mulheres assustadas. O agressor apareceu nas imagens do circuito de segurança de um supermercado, que permitiu identificar que o suspeito é branco, alto e aparenta ter cerca de 25 anos.

Na ocasião, o homem deu várias facadas na mulher e a empurrou para o banco do carona. Os dois ficam por alguns minutos no carro e, quando o criminoso deu marcha-ré, a vítima conseguiu pular e correr em busca de socorro. A outra vítima estava em um estacionamento que fica ao lado de um hospital. As duas mulheres foram atingidas no rosto, ombro e pulmão. Os dois ataques foram no mesmo bairro.
Imagens mostram a vítima saindo de dentro do carro depois de ser atingida (Foto: Reprodução TV TEM)

Justiça aceita denúncias contra quatro ex-deputados na Lava Jato

A Justiça Federal aceitou as denúncias contra quatro ex-deputados federais acusados de envolvimento em esquemas de corrupção investigados pela Operação Lava Jato. André Vargas, Pedro Corrêa, Aline Corrêa, e Luiz Argôlo foram denunciados pelo Ministério Público Federal (MPF) e são os primeiros ex-parlamentares réus em processos derivados da operação.

Dos quatro, apenas Aline Corrêa, que é filha de Pedro Corrêa, não está presa na Superintendência da Polícia Federal emCuritiba. Além deles, os outros nove denunciados pelo MPF na quinta-feira (14) também tiveram as denúncias aceitas, e passam a ser réus, dentre eles o doleiro Alberto Youssef.

Veja os acusados e os crimes pelos quais eles respondem:

- Núcleo André Vargas
André Luiz Vargas Ilário - Corrupção, Lavagem de dinheiro, Organização Criminosa.
Leon Dênis Vargas Ilário - Corrupção, Lavagem de dinheiro, Organização Criminosa.
Milton Vargas Ilário - Corrupção, Lavagem de dinheiro, Organização Criminosa.
Ricardo Hoffmann – Corrupção, Lavagem de dinheiro, Organização Criminosa.

-Núcleo Pedro Corrêa
Pedro Corrêa - Corrupção passiva, Lavagem de dinheiro, Peculato.
Ivan Vernon - Lavagem de dinheiro, Peculato.
Márcia Danzi - Lavagem de dinheiro.
Aline Corrêa - Peculato.
Alberto Youssef - Lavagem de dinheiro.
Rafael Ângulo Lopez - Lavagem de dinheiro.
Fábio Corrêa - Lavagem de dinheiro.

- Núcleo Luiz Argôlo
Luiz Argôlo – Corrupção, Lavagem de dinheiro, peculato.
Alberto Youssef – Corrupção, Lavagem de dinheiro.
Rafael Ângulo Lopez - Lavagem de dinheiro.
Carlos Alberto Pereira da Costa - Lavagem de dinheiro.

Pedro e Aline Corrêa
Segundo o MPF, Pedro Correa era responsável, como liderança do Partido Progressista, pelo repasse geral de propinas ao partido, tendo recebido diretamente R$ 40,7 milhões em propina do esquema entre 2004 a 2014. Ele responde por crimes de corrupção passiva, lavagem de dinheiro e peculato.

“Pedro Corrêa era um dos responsáveis pela distribuição interna do PP e recebeu valores específicos em benefício próprio”, afirmou o procurador Deltan Dallagnol, do MPF.

Também responde por peculato neste processo a filha de Pedro Corrêa, Aline Corrêa, pela nomeação ao cargo de secretária parlamentar na Câmara Federal de uma funcionária que não prestava serviços, entre 2003 e 2012. O salário dela, conforme o MPF era desviado em benefício dos responsáveis pela nomeação - antes de chegar ao gabinete de Aline, ela foi nomeada no de Pedro Corrêa.

A funcionária era empregada doméstica de Ivan Vernon, que também responde por peculato e lavagem de dinheiro. O mesmo esquema ocorreu com pelo menos mais uma secretária parlamentar do gabinete de Aline Corrêa, entre os anos de 2012 e 2015, segundo os procuradores. A pedido do MPF, os procedimentos contra as funcionárias fantasmas foram arquivados por falta de provas de que elas sabiam do esquema.

Na mesma ação, Alberto Youssef e Rafael Ângulo Lopez respondem por lavagem de dinheiro, assim como Márcia Danzi e Fábio Correa.

Em contrapartida, o juiz Sergio Moro rejeitou a denúncia de crime de organização criminosa contra Márcia Danzi, Fábio Corrêa e Ivan Vernon. "Considerando a participação deles acessória na lavagem de dinheiro, não reputo presente elementos probatórios suficientes que indiquem que teriam se associado ao grupo criminoso que vitimou a Petrobras", justificou.

No despacho, Moro ainda designou a primeira audiência para ouvir testemunhas de acusação no dia 23 de junho. Devem ser intimados Paulo Roberto Costa, Meire Bonfim da Silva Pozza, Leonardo Meirelles, Ediel Viana da Silva e Carlos Alberto Pereira da Costa.

Luiz Argôlo
Conforme o MPF, Luiz Argôlo criou uma relação com o doleiro Alberto Youssef diferente dos demais parlamentares envolvidos. "Ele criou relação de sociedade com Youssef. Então, muitas vezes, Alberto repassava dinheiro diretamente para o Argôlo", afirmou o procurador Paulo Galvão. Conforme o procurador, Youssef tinha interesse especial na carreira do então deputado, tendo repassado propina a ele em pelo menos dez ocasiões.

Foram encontrados registros de 78 visitas de Argôlo aos escritórios de Youssef. Com o cruzamento das passagens aéreas, o MPF sustenta que em 40 oportunidades essas viagens aconteceram com recursos da Câmara Federal. "O valor gasto nessas passagens é de R$ 55.192,43", explicou Galvão.

Para comprovar a denúncia, Moro solicitou a expedição de ofício ao presidente da Câmara Federal, Eduardo Cunha, com pedido de informações e cópias sobre requisições de passagens aéreas ou de reembolso de despesas com viagens áreas formuladas por Argôlo entre 2010 e 2014.

Assim, Argôlo responde por corrupção, lavagem de dinheiro e peculato. Alberto Youssef responde por corrupção e lavagem de dinheiro. Já Carlos Alberto Pereira da Costa e Rafael Ângulo Lopez respondem por lavagem. "Teriam atuado como partícipes na lavagem de dinheiro, o primeiro na aquisição, com ocultação e dissimulação, de um helicóptero para o parlamentar, o segundo nas entregas de valores em espécie", cita Moro.

No despacho, Moro ainda designou a primeira audiência para ouvir testemunhas de acusação no dia 23 de junho. Devem ser intimados Paulo Roberto Costa, Meire Bonfim da Silva Pozza, Leonardo Meirelles, e Ediel Viana da Silva.

André Vargas
No caso do ex-parlamentar do PT, os procuradores sustentam que a corrupção aconteceu em contratos da Caixa Econômica Federal e do Ministério da Saúde, e ocorriam através da agência de publicidade Borghi Lowe e da empresa Labogen.

"Segundo a denúncia, o acusado Ricardo Hoffman, dirigente da agência de publicidade Borghi Lowe Propaganda e Marketing Ltda., teria oferecido vantagem indevida ao então Deputado Federal André Vargas para que interviesse para que a referida empresa fosse contratada para agenciar serviços de publicidade para a Caixa Econômica Federal e o Mínistério da Saúde", cita o juiz Sergio Moro.

Conforme o MPF, a agência de publicidade orientava, como contrapartida, que as empresas contratadas para efetivar os serviços ao ministério e à Caixa fizessem depósitos de comissões em contas de empresas controladas por André Vargas e os irmãos, Leon e Milton Vargas.

A primeira audiência deste processo está marcada para o dia 24 de maio, quando deve ser ouvido o doleiro Alberto Youssef. As demais testemunhas de acusação devem ser ouvidas em data a serem marcadas, são elas: Claudia Guzzi Zuan Esteves, Célia Soares Galheiro Silvério, Rodrigo Kazuo Yoshitani, Hugo Prata Filho, Luiz Portella Junior, Rodrigo Pereira do Prado, Silvia Neves Sivieri, Monica Cunha, Daniela Tavares Da Silva Androtto, e Alessandra Gonçalves Sasaki.

Supremo quebra sigilo bancário de Collor

Supremo quebra sigilo bancário de Collor
O Supremo Tribunal Federal (STF), por determinação do ministro Teori Zavascki, decidiu pela quebra do sigilo bancário do senador e ex-presidente deposto por impeachment, Fernando Collor de Mello. O parlamentar está entre os 50 políticos envolvidos supostamente no escândalo da Petrobras. A quebra do sigilo foi, a princípio, pedida por procuradores da República para que fossem checadas as supostas denúncias contra Collor de Mello. O que se pretende é vassourar os depósitos realizados na sua conta bancária de 2011 a 2014, na medida em que o doleiro Alberto Youssef declarara, na sua delação premiada, que teria feito diversos depósitos bancários para o senador, assim com ter feito chegar às suas mãos dinheiro em espécie.

segunda-feira, 18 de maio de 2015

MÉDICO RICARDO LIRA MALTRATOU PACIENTE E CORTOU CABEÇA DE CRIANÇA DENTRO DA BARRIGA DA MÃE, NO HOSPITAL SÃO JOSÉ EM ILHÉUS




Parece brincadeira, mas é a mais dura realidade. Pois a parturiente Kevine Amaral Silva, sentiu dores e percebeu que deveria passar por uma cirurgia cesariana urgente para retirada do bebê. A mamãe, foi encaminhada para o Hospital São José, na cidade de Ilhéus,também conhecida por Maternidade Santa Helena. O procedimento foi feito pelo SUS e parecia um parto comum, porém Kevine Amaral Silva, passou a sofrer maus tratos por parte dos enfermeiros e o médico Ricardo Lira, que aparentava desequilíbrio no momento do parto. Até aí tudo bem, estava dando para suportar a grosseria do médico e dos enfermeiros, mas inesperadamente, o médico Ricardo Lira, com um bisturi em mãos, começou a cortar a barriga da mamãe Kevine Amaral, de qualquer jeito, chegando ao ponto de cortar a cabeça da criança com o bisturi que tinha em mãos. O corte na cabeça do bebê, pegou cinco pontos, sangrou muito e o caso foi registrado no plantão da 7ª COORPIN, em Ilhéus.
O médico Ricardo Lira, será indiciado em Inquérito Policial e responderá por tentativa de homicídio

Por: Ednei Bomfim.

Justiça nega pensão para mulher que casou com sogro à beira da morte



A Justiça do Paraná suspendeu a pensão de quase R$ 3,5 mil de uma mulher após desconfiar de sua relação com o marido falecido, que era seu sogro. Segundo reportagem do Fantástico, Ana Carolina era casada com Natalino, filho de Missilino e Georgina. Vizinhos contaram ao Judiciário que, em 2007, os pais do homem foram morar na casa do filho, em Guarapuava, por estarem doentes. Com a morte de Georgina, Missilino foi internado em um hospital por estar debilitado, em uma cadeira de rodas e sem falar. Mesmo assim, Ana Carolina afirma que os dois se casaram em dezembro de 2008. O caso chamou a atenção da Justiça por causa destes e de outros detalhes. Duas semanas depois da morte do ex-sogro e então marido, Ana entrou no INSS com um pedido de pensão em outra cidade, Foz do Iguaçu, e cinco meses depois deu à luz a um menino que ela garante ser de Missilino. “Esse amor teria surgido com uma pessoa acamada, vítima de dois AVCs muito severos. Esse senhor, ele já não tinha forças mais nem para segurar a caneta para poder materializar o ato do casamento”, destacou o juiz do caso, que ainda avaliou que o idoso estava em estado grave na época em que a mulher engravidou. “A atribuição da paternidade para o senhor de idade era absolutamente inadequada, impossível de ter acontecido”, afirma o juiz. Ana Carolina, que atualmente mora em Foz do Iguaçu, defendeu ao magistrado que a relação era verdadeira. “Só fui casada uma vez na vida. Só sou casada com o Missilino. Nunca fui casada com outra pessoa. Nunca casei com o Natalino, eu tive um filho do pai dele. Eu não sou uma estelionatária como o governo está dizendo, como o juiz está falando. Eu casei. Tenho testemunhas de que vivi casada”, conta a acusada. De acordo com a reportagem, contudo, alunos da universidade onde Ana Carolina trabalha afirmam que ela ainda vive com Natalino. “A gente vê eles juntos em festas juntos, em bares juntos. Na verdade todo mundo ali sabe que eles têm uma vida juntos”, conta um aluno. Casos como esse, chamados de “viúvos profissionais”, fizeram o governo enviar ao Congresso uma medida provisória para mudar as regras de pensões por morte. Segundo o texto, a partir de agora o segurado terá que comprovar no mínimo dois anos de convivência para receber o benefício, que só será vitalício para quem tiver mais de 44 anos. “Nós precisamos coibir a possibilidade legal de situações como essa de casamentos de oportunidade”, diz o ministro da Previdência Carlos Eduardo Gabas.

Morre aos 81 anos o ator Elias Gleizer

O ator Elias Gleizer morreu neste sábado (16) aos 81 anos no Rio de Janeiro. Ele estava internado no hospital Copa D'Or desde a última quarta-feira (13) após fraturar cinco costelas e perfurar o pulmão durante uma queda. A informação foi confirmada pela Central Globo de Comunicação. O ator nunca casou nem deixou filhos.
Gleizer caiu quando ia para o consultório do dentista que fica dentro de uma galeria em Copacabana. Segundo o jornal O Globo, na subida pela escada rolante, Gleizer caiu e foi hospitalizado. Internado, ele sofreu uma pneumonia e uma infecção hospitalar.
O ator Bruno Gagliasso publicou em seu perfil no Instagram uma foto do ator e um texto de despedida: "Meu avô querido... Chegou a hora de descansar". 
Gleizer foi internado por complicações renais entre 2011 e 2013. Ele chegou a perder mais de 50kg durante a internação.
A última participação do ator foi na novela Flor do Caribe, em 2013, na TV Globo. Em mais de 56 anos de carreira, Gleizer participou de mais de 50 novelas.

Governo está longe de honrar lema adotado para a educação no novo mandato

A grande notícia – logo no primeiro dia do ano – não preparou estudantes e professores para as novidades que viriam nos meses seguintes. O novo lema do governo federal, anunciado no discurso de posse da presidente Dilma Rousseff, era bem claro: “Brasil, Pátria Educadora”. Mas, em meio à crise econômica que o país enfrenta, não foi bem assim que a carruagem andou.
De lá para cá, teve de tudo: estudantes sem conseguir contratos do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies), universidades declarando contenção de gastos, prazo de inscrições do Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico (Pronatec) sendo adiado duas vezes e até bolsa estágio do Ciência sem Fronteiras (CsF) atrasando, com direito a piadinha das universidades estrangeiras... Por último, essa semana, a taxa de inscrição para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) passou de R$ 35 para R$ 63 – um acréscimo de 80% no valor, que não sofria reajuste desde 2004.

Sem corte
No entanto, segundo o Ministério do Planejamento, não se deve falar em corte nos gastos. Pelo menos, não até a próxima sexta-feira, dia 22, que é o prazo limite para o decreto final que ratifica a Lei Orçamentária Anual (LOA) de 2015 ser publicado. 

Até porque, de acordo com a LOA, a Educação ainda vem lá na frente, como uma das prioridades no orçamento do país. Este ano, serão R$ 103 bilhões. Em 2014, foram R$ 94 bilhões. Mais do que isso, só quem teve foi a Saúde, que deve receber uma verba de R$ 109 bilhões ao longo do ano – 8,8% a mais do que no ano passado.

Mas isso não amenizou o sofrimento de ninguém. Pelo menos, não o da controladora de serviços Mayra Oliveira, 22 anos, que não sabe como será seu futuro no curso de Estética e Cosmética da Unifacs. 

Ela foi uma dos 178 mil estudantes que não conseguiram contratar empréstimos do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) dentro do prazo, segundo o Ministério da Educação (MEC).

“Tentava dez vezes por dia, até três horas da madrugada, mas sempre dava erro. Conseguia chegar até a fase sete, que é a última, e não funcionava”, relembra a jovem. 

Apesar de ter um desconto de 50% na mensalidade de R$ 687, Mayra contava com o empréstimo do Fies para realizar seu sonho. “Moro com meu marido de aluguel e ganho R$ 900. Não tenho quem me ajude e nem tenho condições de pagar”, comenta a estudante. 

Sem esperanças de um novo contrato, ela tenta conseguir mais algum desconto através da própria universidade.

A situação é complicada porque, se o primeiro semestre do curso não for quitado, ela será bloqueada na instituição. “Para algumas pessoas, parece pouco dinheiro, mas não é para mim. Estou indo para a aula, mas nem sei se no próximo semestre estarei lá. É desesperador”, desabafa.

Para atender todos os estudantes que não conseguiram o Fies, o MEC diz que precisaria de mais R$ 1,8 bilhão. No entanto, o orçamento total para novos contratos este ano era de R$ 2,5 bilhões. Em 2014, R$ 4,8 bilhões foram destinados ao fundo.

Além disso, foram priorizados os cursos que tiveram nota máxima (5), no Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes (Enade). Nesses casos, houve um aumento de 19,7% entre os novos financiamentos. Enquanto isso, a quantidade de empréstimos nas graduações que tiveram
nota 3 na prova caiu 10%.

Inicialmente, o ministro da Educação, Renato Janine Ribeiro, que só tomou posse no dia 6 de abril, havia afirmado que não era possível abrir um prazo de inscrição para novos contratos, porque todo o dinheiro havia servido para atender os pouco mais de 250 mil contratos fechados até o final de abril.

Sem FIES
Contudo, esta semana, Janine afirmou que o MEC deve decidir, nas próximas semanas, se haverá uma edição do Fies no segundo semestre. Enquanto isso não acontece, o auxiliar de portaria Venícius Silva, 21, não teve outra alternativa, além de abandonar o curso de Psicologia na Faculdade Regional na Bahia (Unirb), antes mesmo de terminar o primeiro semestre. Com uma mensalidade na instituição de R$ 940 e um salário quase equivalente, Venícius não teve alternativa.

“Psicologia sempre foi o meu sonho e ainda é. Mas, para arcar, eu teria que receber uns R$ 2 mil por mês. Do jeito que estou, só ia viver para pagar a faculdade. Não ia ter dinheiro nem para o transporte”, ilustrou. O estudante se diz indignado com a situação. “Isso é humilhante, porque passei o ensino médio sonhando com essa faculdade. No período das inscrições, liguei até para o MEC, o que não deu em nada. Fiquei desamparado”, lamenta o jovem. Agora, ele já se prepara para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), para tentar uma vaga numa instituição pública.

Enem mais caro
Só que nem o Enem ficou de fora, já que a taxa de inscrição quase dobrou. De acordo com o Inep, órgão responsável pela prova, o reajuste foi uma correção da inflação ao longo dos últimos 11 anos.

Mas nem todo mundo precisa pagar a mais: a taxa não vale para os estudantes isentos, como é o caso de Venícius. A isenção é concedida a todos aqueles que estudaram em escola pública ou que têm renda familiar de até R$ 1.182 – um salário mínimo e meio. 

Apesar de a assessoria do Inep não ter informado o número de candidatos que estão nessa condição e que prestaram o exame em 2014, a estimativa é que não passe de 30%. Ainda assim, o estudante Uiler Moreira, 15 anos, acredita que a mudança vai pesar no final do mês. Bolsista no Colégio Adventista de Salvador, ele não se encaixa em nenhuma das duas categorias para se tornar isento. 

“Acho injusto porque nós, bolsistas, vamos sair prejudicados. Faço parte da (Orquestra Juvenil) Neojibá e ganho uma bolsa de R$ 350. Com isso, ajudo minha mãe a pagar as contas e uso para transporte e alimentação. Vou ter que tirar um pouco desses dois”, diz ele, que pretende cursar bacharelado em Música, com habilitação em violino, na Universidade Federal da Bahia (Ufba).

Já a fotógrafa Nti Uirá, 27, ressalta que, apesar de não ter ficado feliz com o aumento, a taxa ainda é mais barata do que o valor cobrado por vestibulares tradicionais. 
“Não vou dizer que não me afeta, porque sempre vai ser uma grana tirada de outro lugar. Mas quem faz a prova já está preparado para isso e não é um preço absurdo. Não acho que eles (MEC e Inep) estejam fazendo isso para ter lucro”, afirma Nti, que quer uma vaga no curso de Artes Visuais também na Ufba.

De fato, o custo com o Exame Nacional, utilizado por todas as instituições federais, além de outras tantas estaduais e privadas, ainda é bem menor do que o que é cobrado pelas universidades que ainda fazem seu próprio vestibular. 

Em 2013, quando o exame era apenas a primeira fase do processo seletivo da Ufba, os estudantes deviam pagar R$ 70 pela segunda fase. Em 2012, último ano do vestibular tradicional, o preço foi de R$ 100.

 
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Thales Farias