sexta-feira, 29 de julho de 2016

Médicos fazem cesárea de emergência, mas não encontram bebê na barriga da mãe

Um caso totalmente inusitado aconteceu durante um parto na Inglaterra. Depois de 36h em trabalho de parto, Amber Hughes foi submetida a uma cesárea de emergência, mas os médicos não encontraram seu filho.

A jovem de 21 anos ficou apavorada quando ouviu o anúncio dos médicos. "Foi horrível. Eu estava esperando uma imensa alegria, mas em vez disso eu vi um pânico se espalhando pelo rosto dos médicos", disse ao 'Daily Mail'.


Depois de 36h de trabalho de parto, Amber foi submetida a uma cesárea e passou por um grande susto
(Foto: Reprodução/Daily Mail)


Mas tudo não passou de um grande susto! Dois minutos depois, o som de um bebê chorando foi ouvido na sala de cirurgia e todos perceberam que o pequeno Olly tinha nascido naturalmente e escorregado por entre as pernas da mãe.


"Eu fiquei me perguntando se foram os remédios que eu tomei e eu estava imaginando isso tudo. Mas não! Não só eu fui cortada sem necessidade, mas meu filho também nasceu e ficou sozinho em seus primeiros minutos de vida", lamentou Amber.




Amber e Daniel são pais de quatro crianças
(Foto: Reprodução/Daily Mail)


De acordo com informações do site 'Daily Mail', a mãe afirmou que o hospital não se desculpou e o médico apenas teria explicado que, ao fazer o corte, o bebê já havia nascido.


"Agora eu tenho uma cicatriz horrível que eu não precisava e ainda estou me recuperando da cirurgia", criticou a jovem.


Amber e seu marido Daniel Hughes, 25, já são pais de outras três crianças. Kayden, 6, Harvey, 4 e Jessica, 2. Atualmente, Olly tem seis meses.

Defesa de Dilma pede para adiar entrega de alegações finais sobre impeachment

No documento, a defesa pede a reposição dos 2 perdidos e para entregar as alegações finais na sextaFoto: Agência PTA defesa da presidente afastada Dilma Rousseff protocolou, na tarde dessa terça-feira, 26, um pedido de prorrogação do prazo de entrega das alegações finais do processo de impeachment. A defesa alega que enfrentou problemas no acesso ao processo pelo site do Senado e requer mais dois dias de prazo.

As alegações finais da defesa deveriam ser entregues nessa quarta-feira, 27, até às 18h, totalizando 15 dias de prazo. De acordo com o pedido feito pelos advogados da presidente, entretanto, o acesso ao processo no site do Senado Federal esteve indisponível por dois dias. No documento, a defesa pede a reposição dos dias perdidos e autorização para entregar as alegações finais apenas na sexta-feira, 29.

De acordo com os advogados, o pedido tem base legal na Lei de Processo Eletrônico e visa garantir o amplo direito de defesa da presidente. A decisão, entretanto, cabe ao presidente da Comissão Especial de Impeachment, senador Raimundo Lira (PMDB-PB), a quem o pedido foi dirigido.

quinta-feira, 28 de julho de 2016

Estou amando essas eleições

Teve gente que chegou na cidade se sentindo o último biscoito do pacote mas está preocupado, pois o caminho para a derrota está cada dia mais próximo.  O povo de Ilhéus está de parabéns, abriram os olhos e já perceberam que a cidade não vai chegar a lugar algum com essas conjunturas politicas mal intencionadas, no final é só lotear  a prefeitura com os partidos e o povo que se dane.

VAI TER DEBANDADA NO PMDB DE ILHÉUS



Foi o que esse blogueiro ouviu em alto e bom som na tarde dessa quinta-feira no centro da cidade. Pessoas que faziam parte da linha de frente do partido se sentiram humilhados com a forma que foram feitas as negociações com conchavos políticos, “eles fizeram na calada da noite sem consultar ninguém”, disse um membro do partido se sentindo usado. Segundo as informações, algumas pessoas já saíram e outras vão anunciar em breve. 

Cachoeira é preso em hotel sob aplausos de populares em Copacabana



RIO - Após decisão unânime do Tribunal Regional Federal da 2ª Região (TRF-2) determinando que o bicheiro Carlinhos Cachoeira volte para a prisão, o contraventor foi preso nesta quinta-feira de manhã no hotel em que cumpria prisão domiciliar em Copacabana. A decisão vale também para os empresários Fernando Cavendish, Adir Assad, Marcelo Abbud e o ex-diretor da Delta Cláudio Abreu, esses dois últimos também presos hoje em um hotel do Leme, todos alvos da Operação Saqueador. Os advogados informaram que vão recorrer da decisão no Superior Tribunal de Justiça (STJ).
O contraventor Carlinhos Cachoeira entra no camburão da viatura da PF - Pablo Jacob / O Globo

Cachoeira desceu do quarto com sua mala, sem algemas, e foi conduzido pelos agentes federais no camburão da viatura, sob os aplausos de pessoas que estavam no local.

Cavendish está em casa cumprindo prisão domiciliar, e Cachoeira ficou em um hotel da orla de Copacabana, já que a Justiça determinou que ele e os outros réus que moram fora do Rio permaneçam na capital fluminense até a decisão do julgamento de hoje.

A "Saqueador" constatou que os envolvidos, "associados em quadrilha", usaram empresas fantasmas para transferir cerca de R$ 370 milhões, obtidos pela Delta direta ou indiretamente, por meio de crimes praticados contra a administração pública, para o pagamento de propina a agentes públicos.

LEVE SEM TORNOZELEIRA

Na semana passada, o desembargador Abel Gomes recomendou ao Ministério Público Federal a abertura de inquérito polícial para apurar a ausência de policiais federais atuando no controle da prisão domiciliar de Cachoeira. Após notícias de que o bicheiro teria se ausentado do hotel, um oficial de Justiça foi ao local e verificou a presença do bicheiro no quarto sem o acompanhamento dos agentes.
Agentes da polícia federal prendem o empresário Marcelo Abbud na porta do Hotel Golden Tulip, no Leme - Gabriel de Paiva / O Globo

A defesa de Cavendish pediu para ele ser mantido em prisão domiciliar alegando ser o único responsável por suas filhas gêmeas de 6 anos. As duas são filhas de Fernanda Kfouri, morta em um acidente de helicóptero em 2011. A lei prevê que a prisão preventiva pode ser substituída por domiciliar quando o homem é o único responsável por filhos menor de 12 anos.
Agentes da polícia federal prendem o empresário Claudio Abreu na porta do Hotel Golden Tulip, no Leme - Gabriel de Paiva / O Globo

O Ministério Público Federal alegou que o relatório da Polícia Federal mostra que entre 2015 e 2016 Cavendish saiu do país 15 vezes e só levou as filhas em quatro, o que demonstra que ele tem com quem deixar as filhas. Por isso, Gomes negou o argumento de Cavendish e também votou para ele que Cavendish volte para a prisão.
Os advogados defenderam durante a sessão que as acusações são referentes ao período de 2007 a 2012 e que, de lá para cá, não houve nenhum fato novo que justifique a prisão dos réus. O procuradora regional da República Mônica de Ré pediu que os cinco réus voltassem para a prisão fechada para que fosse desarticula a organização criminosa. Além disso, segundo ela, ficar em domiciliar é uma condição que facilita a ocultação de patrimônio.

País perde R$ 50 bi por ano com Refis

 A prática do governo de criar programas de parcelamento de dívidas tributárias, o chamado Refis, pode causar perdas de até R$ 50 bilhões aos cofres públicos a cada ano em que o programa é aberto, diz um estudo da União Nacional dos Auditores Fiscais (Unafisco). Isso porque esses débitos, geralmente impostos que deixaram de ser pagos por empresas, são negociados com o governo, muitas vezes para valores menores e livres de multas.


Diante do prejuízo, os auditores ameaçam entrar com uma ação popular ou requerer ação civil pública por parte do Ministério Público caso o governo adote o Refis apesar de parecer contrário da Receita.

— As autoridades que estão adotando o Refis, contra o parecer da Receita inclusive, são passíveis de responsabilização judicial diante do prejuízo de R$ 50 bilhões por ano que o Refis causa. A Unafisco estuda entrar com uma ação popular ou mesmo requerer ação civil pública por parte do Ministério Público — diz o presidente da Unafisco, Kleber Cabral.

A indústria tem pressionado o governo por um novo parcelamento. O argumento da Confederação Nacional da Indústria (CNI) é de que, à medida que o governo ajudou o caixa dos estados dando carência para as dívidas com a União, o mesmo poderia ser feito com o setor. Apesar de o presidente interino Michel Temer ter afirmado que um novo Refis poderia ser analisado, o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, já descartou a possibilidade reiteradas vezes.

Segundo o levantamento, com o Refis, o chamado hiato tributário (a diferença entre a arrecadação real e a prevista se todos pagassem os tributos que devem) fica entre 32% e 34%. Sem o parcelamento, esse hiato é cerca de 3 pontos percentuais menor, em média. De acordo com a Unafisco, esse hiato era de 7% no Reino Unido em 2014.

À espera dos parcelamentos e descontos, muitas empresas acabam atrasando o pagamento de impostos propositalmente. Cabral explica que muitas vezes esses empresários optam por utilizar esses valores para investir em títulos públicos remunerados pelo governo pela taxa Selic. Enquanto isso, questiona os valores tributários em tribunal administrativo.

— Como é muito raro um processo administrativo terminar antes de cinco anos, o contribuinte, se for quitando de cinco em cinco anos suas dívidas com a Receita, nem terá que se defender na Justiça. Antes de (o governo) iniciar a execução judicial ou qualquer ação penal por sonegação, o contribuinte resgata os títulos públicos e paga à vista seus débitos. Problemas criminais o contribuinte não terá, pois pagando, está tudo perdoado. O perdão oficial fornecido pelo Refis lhe poupará de qualquer multa.

Decisões judiciais em saúde custam R$ 7 bilhões para o Brasil, diz ministro


r


Nesta quinta-feira (28), o ministro Ricardo Barros criticou o impacto que as decisões judiciais trazem para a gestão da saúde. Segundo ele, a judicialização da saúde gera um custo adicional de R$ 7 bilhões ao sistema. Ele afirmou que os pedidos na Justiça não acompanham "a capacidade do brasileiro de pagar impostos".

O valor inclui decisões judiciais que determinam a compra de remédios, equipamentos e outros suprimentos da área de saúde que não são cobertos pelo Sistema Único de Saúde (SUS).

"Isso desestrutura o orçamento da saúde", disse o ministro. "Há uma ampla discussão sobre onde e como devemos aplicar os recursos de saúde e a judicialização desloca esses recursos do planejamento para atendimento de emergencias que a população demanda na justiça."

Ele anunciou que existe um plano de se criar um grupo para assessorar juízes e promotores a fim de evitar a prescrição de tratamentos que trazem gastos adicionais e que já têm alternativas administradas pelo SUS ou que não sejam os mais adequados para aquela situação. "Esperamos até setembro ter um acordo para que haja um núcleo de atenção de assistência técnica", declarou.

Demissões
Questionado sobre a leva de demissões no ministério, o chefe da pasta declarou ter exonerado 315 comissionados a pedido do Planalto, como forma de enxugar o ministério. Os cargos serão ocupados interinamente por funcionários de carreira. No entanto, ele não descartou a possibilidade de recontratar servidores não concursados futuramente.

'Morreu para me acudir', disse mãe do pastor baleado em assalto no Mercado do Peixe

"Ele morreu para tentar me acudir. Antes tivesse sido eu. Meu filho era muito querido", disse a comerciante Nilzete Almeida dos Santos, 60 anos, sobre o filho de criação, o pastor Rosivaldo Oliveira de Jesus, 32 anos, assassinado na madrugada desta quarta-feira (27), na frente dela, durante uma tentativa de assalto próximo ao Mercado Municipal do Peixe, em Água de Meninos.

O bandido também foi morto. Segundo informações da 16ª Companhia Independente da Polícia Militar (CIPM/Comércio), ele foi agredido até a morte por pessoas que presenciaram o crime.



Após atirar no pastor, bandido perdeu controle e acabou batendo carro da vítima
(Foto: Tailane Muniz/CORREIO)


Proprietária do boxe Do Mar para a Mesa, na Central de Abastecimento de Alagoinhas, semanalmente a comerciante vinha fazer compras no Mercado do Peixe de Salvador com o filho. Dessa vez, foram surpreendidos por um bandido quando guardavam as mercadorias no carro. "A gente estava do lado do motorista e o bandido veio pelo fundo, no lado do carona", contou a mãe da vítima.


Ainda segundo ela, diante do anúncio do assalto, o filho teria entregado a chave do carro ao bandido sem reagir e ela correu para trás de um caminhão. "Como eu corri, eu não vi se ele falou alguma coisa depois. Só vi o bandido ligando o carro e vindo em alta velocidade em minha direção. Nessa hora, meu fiho gritou: ´sai daí, minha mãe´. Ele queria me salvar. Depois só ouvi os tiros e meu filho caído no chão", conta, ainda em estado de choque. 



(Foto: Tailane Muniz/CORREIO)


Ao ver o filho caído, dona Nilzete foi até ele e pegou em sua mão. "A mão já estava dura, nem a aliança saía mais do dedo. Era filho do meu marido, mas eu criei desde os 5 anos e era mais próximo de mim do que os meus filhos biológicos. Ele não soltava minha mão para nada", contou. Dona Nilzete mantinha o boxe de venda de peixe e frutos do mar há 30 anos, sendo que em 20 deles trabalhou com o filho.

Irmão de criação de Rosivaldo, o técnico de segurança do trabalho Márcio Santos, 37, disse que nunca pensou que algo assim pudesse acontecer com a mãe e o irmão, já que era a rotina dos dois há tantos anos. "Eu ainda nem acredito, ele era um rapaz tranquilo, certamente não reagiu. Ele era muito bom, digo até que era melhor que eu", disse Márcio, que completou que o pastor era atuante e muito querido em Alagoinhas. 

Rosivaldo nasceu em Medeiros Neto, no Extremo Sul da Bahia, morou um tempo no Espírito Santo, e atualmente residia em Alagoinhas com a família. Ele era casado e tinha dois filhos de criação. Há dez anos, Rosivaldo fundou a Igreja Internacional Chama de Fogo, em que era pastor. Os corpos foram levados para o Instituto Médico Legal Nina Rodrigues (IML). O bandido ainda não foi identificado. O pastor vai ser enterrado amanhã, no cemitério da Calu, em Alagoinhas - o horário ainda não foi confirmado.

Jovem é agredido em emboscada após marcar encontro pelo WhatsApp em Salvador

Um jovem de 18 anos foi alvo de uma emboscada e acabou espancado após marcar um encontro pelo WhatsApp com uma garota que conheceu nas redes sociais. Morador de Brotas, ele combinou de se encontrar com a jovem na noite desta quarta-feira (27), perto do supermercado Bompreço, da Vasco da Gama.

Ao chegar ao local, pelo aplicativo, a suposta jovem perguntou como ele estava vestido para que pudesse identificá-lo. Após a resposta, pediu que ele andasse mais alguns metros. Para surpresa do rapaz, ao invés da mulher, ele se deparou com um grupo com mais de sete rapazes, que o ameaçou com uma arma e o levou para dentro da comunidade de Lajinha, na Baixa da Égua.

Lá, ele foi agredido com coronhadas no rosto e teve o celular roubado. Entre os agressores, três pessoas foram reconhecidas pela vítima. Os jovens ainda fizeram ameaças. "Eles disseram que sabiam onde ele morava", contou uma familiar.

A vítima foi socorrida para o Hospital Geral do Estado (HGE) com hematomas no rosto. Ele foi atendido e já teve alta. A ocorrência foi registrada no posto policial da unidade. No entanto, por medo de represália, a família não prestou queixa na delegacia. O jovem é estudante da rede estadual e trabalha em uma lanchonete.

"Não posso falar nada para preservar a vida do meu filho. Só tenho ele. Parece que eu estava pressentindo, disse para ele não sair, mas ele é teimoso", contou a mãe, que preferiu não se identificar.

Depois da agressão, um familiar disse que espera que o jovem passe a tomar mais cuidados ao marcar encontros pela internet. "Ele tem costume de fazer isso, já foi até Cajazeiras encontrar uma menina. Agora, a gente espera que ele seja mais cauteloso. Ele disse que pensou que ia morrer"

terça-feira, 26 de julho de 2016

Preso por estupro das filhas gêmeas foge de presídio em Teixeira de Freitas


O homem de 41 anos suspeito de ter estuprado as duas filhas gêmeas de 14 anos, em janeiro deste ano, fugiu do Conjunto Penal de Teixeira de Freitas, no sul do estado. A informação é do tenente-coronel Osíres Cardoso, diretor da unidade prisional.

Em entrevista ao G1, na tarde desta terça-feira (26), Osíres detalhou que o suspeito fugiu acompanhado de um outro interno, que respondia por tráfico de drogas e homicídio.

Ambos conseguiram escapar da unidade, enquanto trabalhavam na manutenção da horta do conjunto penal. "Eles driblaram a vigilância e pularam a cerca", contou. A fuga ocorreu na sexta-feira (22). Até o início da tarde desta terça-feira (26), nenhum dos suspeitos foi recapturado.

Jovem filmou estupro
O suspeito de estupro foragido tinha sido preso em flagrante por conta de abuso sexual contra as duas filhas gêmeas, de 14 anos, em janeiro deste ano. Segundo informações da Polícia Civil, uma das meninas gravou um vídeo do momento em que o pai abusava da irmã.

A denúncia foi feita por uma vizinha e prima das vítimas, que levou o vídeo até a delegacia. As adolescentes fizeram exames médicos que comprovaram os abusos e mostraram também que elas já não são mais virgens há alguns anos. De acordo com a delegada Waldiza Fernandes, não foi possível determinar há quanto tempo.

Em depoimento, segundo a delegada, o homem não chegou a admitir o abuso, mas contou que fazia carícias nas filhas, com o consentimento da mãe. Por sua vez, a mãe das vítimas negou a versão do marido. 

Ainda de acordo com a polícia, as adolescentes relataram, em depoimento, que o pai ameaçava cortar a cabeça delas e da mãe caso elas contassem para alguém sobre os abusos sofridos. Depois da prisão do pai, as jovens estão com a mãe e são acompanhadas pelo Conselho Tutelar da cidade.

Jovem morre em acidente e namorado desabafa: 'É o pior dia da minha vida'

Uma jovem de 24 anos morreu após um grave acidente em Praia Grande, no litoral de São Paulo. Kauane Verhnjak, de 24 anos, perdeu o controle do carro que dirigia, caiu dentro de um canal e sofreu múltiplas lesões. Ela chegou a ser resgatada com vida mas morreu ao chegar em um hospital da cidade.
De acordo com testemunhas, o carro trafegava pela alça de acesso da via Expressa Sul quando Kauane acelerou em direção ao canal, localizado na altura do bairro Aviação. Equipes do Corpo de Bombeiros, da Polícia Rodoviária e do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) foram ao local e, inicialmente, informaram que havia uma pessoa gravemente ferida.

A jovem foi retirada das ferragens do veículo e chegou a ser encaminhada ao Hospital Irmã Dulce, mas não resistiu aos ferimentos. Ainda de acordo com informações do Corpo de Bombeiros, a jovem estava sozinha no carro no momento do acidente. A perícia foi acionada para tentar descobrir o que fez com que o carro perdesse o controle.

Redes sociais
Logo após o acidente, dezenas de amigos procuraram o perfil da jovem em uma rede social para prestar as últimas homenagens. O namorado da vítima, Gabriel Chini, fez um desabafo emocionado ao receber a notícia da morte da garota. "Por que, meu Deus? Saiba que eu amo muito você e sempre vou amar. Tento entender o motivo disso. Uma das melhores pessoas que conheci. O céu ganhou um anjo. Te amo muito. É o pior dia da minha vida", desabafou.

Acidente aconteceu na manhã desta terça-feira (Foto: G1)

Lula tenta reatar com as bases e promove retorno às origens

Há duas semanas fotografias de um Luiz Inácio Lula da Silva de camisa social e blazer deram lugar, nas redes sociais, a um retrato em que o ex-presidente aparece de guaiabeira vermelha –uma típica vestimenta cubana– e chapéu de cangaceiro.

Não foi por acaso. A troca é o símbolo mais evidente de uma guinada estratégica que o petista vem formulando internamente para tentar reatar com suas bases eleitorais e sobreviver politicamente.

Não chega, porém, a ser uma tática inédita. Em sua trajetória, o ex-presidente sempre voltou às origens nos momentos de crise.

Mas ele nunca havia passado por uma situação tão dramática. O ex-presidente viu seu patrimônio e legado político derreterem nos últimos meses com o avanço da Operação Lava Jato. Foi denunciado sob acusação de tentar obstruir a investigação e é investigado por suposta ligação com imóveis que teriam sido reformados por empreiteiras alvos da operação.

Segundo a última pesquisa Datafolha, Lula é rejeitado por 46% do eleitorado –o pior índice entre os testados para a eleição presidencial de 2018. Apesar de liderar os cenários para o primeiro turno, não aparece numericamente à frente de nenhuma hipótese de segundo turno.

O ápice do desgaste culminou com o afastamento de sua afilhada política, Dilma Rousseff, da Presidência.

Nesse cenário, Lula decidiu mergulhar no ambiente que lhe é mais afeito. Passou a priorizar agendas com movimentos de esquerda e viagens ao Nordeste –na região, é o presidenciável preferido de 39% da população.

APOIO A HADDAD

Seguindo a mesma lógica, a cúpula do PT quer priorizar sua participação nas eleições municipais às periferias das grandes cidades, principalmente em São Paulo.

Durante convenção que formalizou a candidatura à reeleição do prefeito Fernando Haddad, no domingo (24), Lula mais uma vez usou o chapéu de cangaceiro e disse que era preciso "ir para a periferia falar com nosso povo".

Diante da rejeição ao PT na cidade e dos 8% de intenção de votos de Haddad no Datafolha, a ordem na sigla é reconquistar o eleitorado petista, que perdeu musculatura nos últimos anos.

Lula tem se dedicado pessoalmente a isso, de olho não só nas eleições municipais, mas em sua biografia.

São comuns relatos de que o ex-presidente exibe agora certo "abatimento", o que também teria favorecido a busca por sua "zona de conforto". Aliados têm dito que ele se "re-energiza" e "ganha fôlego" ao desempenhar atividades com eleitores fiéis.

Há menos de duas semanas, no Nordeste, visitou assentamentos de sem-terra e cooperativas de agricultores.

Lula recorreu ao mesmo expediente em 2006, quando disputou a reeleição logo após o estouro do escândalo do mensalão. À época, fez campanha distribuindo panfletos na porta de uma fábrica de automóveis no ABC paulista, seu berço político.

Em 2010, quando tentava eleger a sucessora, repetiu a agenda em circunstâncias semelhantes ao lado dela.

Eleições de 2016 serão um experimento institucional, diz Gilmar

O presidente do TSE (Tribunal Superior Eleitoral), Gilmar Mendes, afirmou nesta segunda-feira (25) que as eleições municipais deste ano serão um "experimento institucional", diante do impacto da Lava Jato no sistema político do país e também das novas regras eleitorais, que impõem restrições ao financiamento das campanhas.

A afirmação foi feita pelo ministro durante a apresentação de dados sobre a disputa municipal mostrando, por exemplo, que 144 milhões de brasileiros estão aptos para votar no dia 2 de outubro, escolhendo prefeitos e vereadores.

Essa será a primeira eleição em que a doação empresarial para candidatos e partidos está proibida. A nova legislação estabelece que somente pessoas físicas doem dinheiro ou valores estimáveis em dinheiro para campanhas eleitorais, limitando-se a 10% dos rendimentos brutos do doador no ano anterior à eleição. Também é liberado o uso do fundo partidário.

O receio de especialistas é de que seja montado um esquema de "cooptação de CPFs", para mascarar doações.

"A preocupação é com caixa dois e a possibilidade de falta de recursos regulares. Alguns jornais tem publicado a possibilidade de que organizações criminosas participem das eleições de maneira mais enfática em função dessas restrições estabelecidas. Por outro lado, acredito que as empresas regulares, em princípio, tendo em vista essas operações, como a Lava Jato e outras, não vão se animar para uma operação de caixa dois", disse Mendes.

"Temos uma realidade muito complexa. Eu considero que demos um salto no escuro de termos feitos escolha pelo fim da doação privada sem mudar o sistema eleitoral, completou.

Segundo o ministro, a organização do pleito, será um teste que mostrará ao país a necessidade de mudança na legislação. "Eu tenho essas eleições como um experimento institucional. Certamente em novembro precisaremos discutir uma reforma inclusive dessa legislação."

Os candidatos que vão disputar as urnas também terão que seguir um tetofixado pela legislação. O maior é o limite de R$ 45,4 milhões para cada candidato à Prefeitura de São Paulo.

No caso dos vereadores, um erro no registros das eleições de 2012 levou o TSE a fixar o teto de R$ 26,8 milhões para cada candidato a vereador de Manaus (AM) –sendo que no município de São Paulo, cada um dos candidatos poderá desembolsar R$ 3 milhões.

Gilmar afirmou que eventuais distorções terão que ser discutidas pelo tribunal.

"Em alguns municípios, por alguma razão, se fez declaração que não correspondia aos fatos. O que o TSE fez foi tirar fotografia e aplicando o redutor [o limite é de 70% em relação ao maior gasto da eleição anterior]. Temos essa fotografia distorcida e ela terá que ser submetida ao TSE", disse.

O ministro afirmou que há uma grande preocupação do tribunal em acabar com o "faz de contas" da prestação de contas dos candidatos e que foi firmado um convênio para a formação de um núcleo de inteligência para ampliar a fiscalização das contas de campanhas das eleições municipais.

Pelo acordo, técnicos do tribunal atuam em conjunto com o órgãos de controle, como Receita Federal, Banco Central, Polícia Federal e TCU (Tribunal de Contas da União) para combater a prática de caixa dois.

O receio do comando do tribunal é que, sem doação, aumente a prática de caixa dois, uma vez que pessoas físicas podem contribuir.

Segundo o ministro, há uma forte tendência de que o pleito seja judicializado com as novas regras, o que pode levar até à realização novas eleições depois de outubro, ou seja, de eleições suplementares, dependendo do resultado dos questionamentos.

Mendes afirmou que traz preocupação o ritmo de registro de candidaturas. Até agora, a Justiça Eleitoral só recebeu o registro de 122 candidaturas –sendo que são esperadas entre 530 e 580 mil candidaturas. Os partidos têm até o dia 15 para oficializar seus candidatos.

DADOS

De acordo com os dados divulgados pelo tribunal, a cidade de São Paulo é a que possui o maior número de eleitores : 8.886.324, sendo que Araguainha, no Mato Grosso, registrou 954 eleitores –30 a mais do que em 2012.

Do total de eleitores registrados, 52% são mulheres (75,2 milhões). Em todo o país, 2.311.120 eleitores têm de 16 a 17 anos e 11.352.863 tem mais de 70 anos. Para esse eleitorado, o voto é facultativo.

Segundo os dados do tribunal, 92 municípios poderão ter segundo turno, já que possuem mais de 200 mil eleitores.

Ao todo, 2.380 municípios terão urnas com identificação biométrica, sendo que em 840 cidades o sistema será híbrido, com a verificação pela digital apenas para eleitores que já possuem dados coletados. Isso porque o cadastramento nessas localidades não era obrigatório.

Rapper atira no próprio rosto para gravação de clipe: 'queria sentir a dor'

Kasper Cavaleiro decidiu que queria um material com tiros, mas não encontrou alguém disposto a filmar e gravou um vídeo atirando nele mesmo

Na última sexta-feira (22/7), o rapper norte-americano Kasper Cavaleiro causou muita polêmica no Facebook após divulgar um vídeo em que atira em si alegando que o material seria usado na gravação de um novo clipe.

Segundo o artista, ele não conseguiu ninguém que estivesse disposto a realizar a filmagem. A postagem foi apagada horas depois, mas o canal Fox 26 Houston reproduziu a gravação. 

“Dei um tiro na cara. Minha intenção era colocar a música em um novo vídeo, mas como não achei nenhum cinegrafista que gravasse o filme, acabei fazendo eu mesmo. Queria sentir a dor de um tiro, e isso não foi nada sério. Já fui atigindo outras vezes por balas, a dor que eu sinto durante a gravação foi 4 de 10 na escala de dor após o impacto inicial. Fiquei um pouco desorientado logo após a explosão, e meus ouvidos estão doendo bastante. Foi difícil focar na música, e eu achei que tivesse engolido a bala, mas não tinha certeza. A última vez que levei um tiro, causou sérios problemas na minha saúde. Quero dizer aos amigos e familiares que assistiram e ficaram com medo, que não me importo se vocês querem que eu viva ou não, exceto se pagarem minhas contas. E eu sabia que tinha grandes chances da bala atingir minha garganta, mas eu não estava preocupado. Deveria ter usado uma arma diferente. No início iria usar uma 9mm, mas acabei desistindo por pressão de um amigo que disse que a arma seria uma "armadura de piercing". Após o ocorrido, estou recebendo e-mails e respondendo tudo sobre os meus livros, galeria de arte e meu medíocre vídeo de rap".

Vacina contra a dengue será vendida a até R$ 138, determina Anvisa


A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) definiu o preço da vacina contra a dengue autorizada no Brasil. O imunizante, produzido pela empresa Sanofi, deverá custar entre R$ 132,76 e R$ 138,53. Os valores foram divulgados nesta segunda-feira, 25, pela agência. A vacina da Sanofi, chamada de Dengvaxia, é a única com registro na Anvisa até o momento. O tratamento nesse caso inclui três doses, com seis meses de intervalo entre elas. Outros imunizantes estão sendo produzidos contra a doença - entre eles a vacina do Instituto Butantã, que iniciou testes com voluntários em junho deste ano. O Estado do Paraná vai dar início nesta terça-feira, 26, a uma campanha de vacinação contra a dengue com a vacina da Sanofi. O número de doses não foi informado pela Secretaria de Estado da Saúde (Sesa). A campanha terá início às 16 horas, na área portuária, em Paranaguá (PR), considerada uma das regiões mais afetadas pelo mosquito Aedes aegypti. Até o final de junho, o Estado registrava 52.237 casos e 61 mortes. A doença já atingiu 319, dos 399 municípios paranaenses. Este número pode superar o recorde de 2012-2013, quando 54.176 pessoas foram infectadas.

Prado: Jacaré é encontrado por banhistas em praia

Um jacaré foi encontrado em uma das praias de Prado, no extremo sul baiano, nesta segunda-feira (25). O local, Praia do Coqueiral, é um dos pontos turísticos da cidade e um dos locais mais procurados por banhistas. Conforme o Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), o animal pode ter saído do Rio Jucuruçu, já que a foz é próxima à praia. Ao G1, a analista do ICMBio Flávia Morais informou que o jacaré não passou por avaliação dos técnicos do instituto por conta de o animal estava estressado e acabou fugindo em direção à água do mar. Conforme o Prado Notícias, acredita-se que o animal seja filhote da espécie papo amarelo, comum na região. Não houve registro de ataque a banhista.

Preço do feijão começa a cair na Bahia



O preço do quilo de feijão carioca começa a cair em municípios do sul da Bahia. Em Itabuna e Ilhéus, por exemplo, a redução chega a R$ 6. No início do mês o feijão de melhor qualidade chegou a ser vendido a R$ 14,30.

Esse mesmo produto já é vendido a R$ 9,28 no sul da Bahia. Já o quilo de feijão do tipo “B”, que era vendido por R$ 12, é comercializado em Itabuna e Ilhéus por R$ 7,90.

O preço do feijão registrou queda também em municípios como Coaraci, Itajuípe, Camacan, Buerarema, Ibicaraí, Canavieiras, Una e Uruçuca. Além da marca, os preços variam de um estabelecimento para outro. 

Em Barreiras, que fica numa região produtora, o quilo de feijão registrou uma redução ainda maior. Caiu de R$ 15 para R$ 7. Mesmo com a redução, o feijão ainda está em média 40% mais caro que no início do ano.

Falsas mortes de famosos circulam na web, assustam e divertem leitores

No mundo das estrelas, quanto mais popular for um artista, mais será alvo de fofocas e teorias da conspiração. Tem história de cantora que teria fingido gravidez ou outro que forjou a própria morte. Falando nisso, tem uns artistas que teriam morrido e substituídos por sósias em ações de empresários gananciosos que preferem enganar o mundo inteiro a perder contratos milionários.

Algumas dessas histórias são tão ricas em detalhes que quase se tornam críveis. As provas não existem, mas quem acredita vê mensagens subliminares em imagens e músicas. E você, o que acha? Confira algumas delas!
PUBLICIDADE




(Foto: Jefferson Peixoto/Ag. Max Haack/Divulgação)


Wesley Safadão
“Se vocês soubessem o que aconteceu no dia 10 de março ficariam enojados”. Assim começa a história contada pelo fã de Safadão Hilan Diener sobre a suposta morte do cantor. Nessa data, em 2015, o ônibus da banda dele sofreu um acidente. Para o rapaz, Wesley teria morrido e, para não perder contratos milionários, seus empresários o substituíram por Nathan, vocalista da banda Safadões do Forró e que guarda algumas semelhanças físicas com o cearense.

Depois disso, Nathan passou a dar dicas da história em músicas e no seu estilo. Segundo o autor da história, ele usa muito preto para mostar a obscuridade do show business. A música Aquele 1% também seria uma prova, pois diz que o cantor é 99% anjo. Tudo foi negado por Safadão, que disse ser primo de Nathan e pelo próprio Hilan, que contou ter feito uma brincadeira. Será? 

Miley Cirus
Existem duas versões para essa história, inspiradas pelas mudanças de comportamento da cantora após o fim da série Hannah Montana, em que vivia a protagonista. Para quem não lembra, Hannah era uma adolescente que precisava lidar com a fama mundial.



(Foto: Divulgação)


A primeira história diz que Miley se matou depois do fim da série, triste porque não viveria mais a protagonista. A outra é mais macabra e conta que a ela teria sido abandonada em um deserto por empresários da Disney por não concordar com termos de seu contrato.

O fato de Miley ter dito que Hannah estava morta em uma entrevista causou ainda mais burburinho. Quem acredita jura que as mudanças físicas e de comportamento são provas cabais e ignoram o amadurecimento da garota que viveu sob holofotes e cresceu diante das câmeras. Coisa de fã infeliz com mudanças de seu ídolo, claro. 

Anitta
A história da cantora carioca é a versão brasileira do conto trágico de Avril Lavigne. Assim como a canadense, depois de estourar com apenas 18 anos, Anitta teria se cansado da rotina de shows, entrevistas, da pressão da fama, de ser uma estrela e teria se desesperado.



(Foto: Divulgação)


Em seguida, procurou seus pais e, como não os encontrou em casa, se matou. A história continua da mesma forma: os empresários da cantora, evitando perder os contratos milionários, deram um jeito de substituir Anitta por uma sósia.

As questões levantadas são as mesmas, principalmente as mudanças visuais e de estilo do início da carreira em diante, além de versos de músicas. Só que essa teoria é uma das mais fáceis de derrubar. Afinal de contas, todo mundo sabe das diversas cirurgias e procedimentos estéticos que Anitta já fez e que não faz questão de esconder. 

Paul McCartney
Essa é uma das mais antigas histórias do tipo. Segundo conspiradores, Paul teria sofrido um acidente fatal em novembro 1966.



(Foto: Divulgação)


Nesse ano, o grupo lançou o álbum Revolver e parou de apresentar ao vivo por conta dos arranjos difíceis das músicas. Juntou-se a isso um real acidente de Paul, sem complicações, que abriu brecha para o boato se espalhar no mundo inteiro em uma época sem internet.

Quem acredita acha que os Beatles começaram a dar pistas da história. Na capa do disco Revolver, por exemplo, os quatro aparecem desenhados, o que seria uma tentativa de não denunciar o sósia. Em Sgt. Pepper's Lonely Hearts Club Band, a foto da capa representaria o velório de Paul, tem um contrabaixo de flores no chão e apenas três cordas, simbolizando a ausência do quarto integrante. Verdade ou não, parece que os meninos de Liverpool se divertiam com essa história. 

Avril Lavigne
Volta e meia essa história ressurge nas redes sociais. Replicada inúmeras vezes por blogs diversos, diz que a cantora não teria suportado a pressão do sucesso, fama, muitos shows, dinheiro e glamour e teria se matado em 2003, antes de lançar seu segundo álbum.



(Foto: Divulgação)


Para não perder contratos milionários, o empresário da canadense resolveu trocá-la por uma sósia, que apesar de muito parecida teria diferenças perceptíveis aos mais atenciosos.

A substituta teria dado pistas da morte em canções lançadas nos álbuns posteriores. Uma das principais justificativas seriam as mudanças sofridas pela jovem. Mas quem inventou a lenda esquece que Avril tinha apenas 18 anos quando lançou o primeiro disco e ignorou que pessoas crescem e mudam de aparência e ideias. Só tem uma coisa que Avril precisa responder para todos nós: como faz para se manter jovem?

Filhotes de cachorros são cobertos de piche e grudados no asfalto

Um fato extremamente desumano foi visto nas ruas da Romênia. Quatro cachorros apareceram grudados no asfalto, completamente encharcados com piche. A foto foi feita por um grupo de defensores dos animais.

O grupo está em alerta para possíveis novos casos, já que esta não é a primeira vez que algo assim é visto no país. Em junho, duas cadelas foram encontradas na mesma situação: presas em uma caixa de papelão.

"Nós estamos começando a pensar que existe uma pessoa na cidade que pratica esses atos cruéis de propósito", disse um dos membros fundadores do grupo.

Segundo o médico veterinário que cuidou dos cachorros vítimas da barbaridade, "os filhotes estavam em uma condição grave mas agora eles estão estáveis". Eles continuam internados na clínica e devem ficar por mais uma semana em observação.



Cena lamentável foi registrada na Romênia
(Foto: Reprodução)

'Ele é pai de família, desempregado. É doloroso', diz mãe de 'homem-bomba' da Unijorge

O nome de Frank Oliveira da Costa, 36 anos, foi associado a muita coisa, nos últimos dois dias: “homem-bomba”, terrorista, louco. Até de “Gengiman” (algo como ‘homem-gengibre’, em alusão às balas que carregava) foi chamado, nos memes na internet, pelos que têm um senso de humor politicamente incorreto ou moralmente questionável. Nenhuma das alcunhas, na verdade, dava alguma noção de quem realmente era Frank, o homem que entrou na prova do exame da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) em Salvador, no campus da Unijorge, anteontem, dizendo portar uma bomba.

Não há motivo para riso. Frank tenta ser advogado há anos – concluiu o curso de Direito, na mesma Unijorge, em 2006. Mas a tal carteira nunca veio. Fez a prova para conseguir o registro 14 vezes, segundo a OAB. Durante a negociação para se render, contudo, Frank disse ter participado do exame em 18 oportunidades. Por isso, não conseguia emprego. Para a própria mãe, que mora em Natal (RN) e falou com o CORREIO por telefone, o bacharel em Direito deveria ter sido levado para um hospital, depois de sair do prédio da faculdade.



Frank se entregou após negociação (Foto: Alberto Maraux/SSP)

“Ele é um pai de família, desempregado. Passou no concurso para trabalhar em Brasília, em 10º lugar, e perdeu de trabalhar por causa dessa OAB. Em vez de levarem ele pro médico, liberaram”, criticou a mulher, identificada apenas como Silene, antes de dizer que tinha condições de falar sobre o assunto e que ainda decidiria se viria de Natal para resolver a situação. “É doloroso”, desabafou.

Família
O próprio Frank morava na capital potiguar até três meses atrás, quando voltou para Salvador. Se mudou para lá há pelo menos dois anos e morava com a mãe, a irmã e o sobrinho no bairro de Ponta Negra. “Ele foi embora porque queria bater na mãe e na irmã, que tem esquizofrenia. A mãe dele sofre muito, é uma senhora já, muito velhinha. Dá pena. A gente sabe o que a irmã dele tem, mas não sabe o que ele tem”, contou uma vizinha. Aqui, segundo a polícia, ele mora em Itapuã.

Para a vizinha, Frank “era esquisito”. Não falava muito com as pessoas, que, por sua vez, também não costumavam falar com ele. Andava sozinho, às vezes de sunga, pela rua. Mais de uma vez, jogou água em pedestres que passavam pela calçada de sua casa. “Tinha um menino que passava pela casa dele e ele dizia que (o menino) estava manifestado, que ia queimar”, lembrou ela.

Histórico de tumulto
Em Natal, fez o exame de ordem seis vezes. O presidente da OAB no Rio Grande do Norte, Paulo Coutinho, confirmou a informação. Ele conta, inclusive, que o bacharel protagonizou um tumulto por lá, na última vez. Antes da prova, começou a xingar a OAB, mas foi acalmado pela comissão que aplicava o exame. “Ele se sentou, mas assim que recebeu a prova, começou a gritar novamente. Rasgou a prova, jogou no chão e foi embora. Não teve outro episódio grave. Das outras vezes, a comissão informou que ele chegava e fazia algum comentário, mas se continha”, contou Coutinho.

Frank foi aprovado em pelo menos um concurso e não pôde começar a trabalhar, por não ter o registro na OAB. Em 2010, entrou com um processo no Supremo Tribunal Federal (STF) contra o Ministério da Saúde, requerindo que fosse empossado no cargo em que foi aprovado, na pasta. Ou, como diz a decisão, que alternativamente fosse “nomeado advogado”.

Na época, o então ministro do STF, Eros Grau, decidiu tornar a petição sem efeito, porque Frank não detinha “capacidade postulatória para ajuizar a reclamação” – ou seja, para defender ou postular pretensões em juízo. Ainda completou afirmando que o exercício da advocacia é prerrogativa de quem é regularmente inscrito na OAB. Frank também move uma ação contra a Prefeitura de Boa Saúde.

Vendedor de balas
Nos últimos tempos, a situação ficou mais difícil para Frank. À polícia, disse que, em 2011, divorciou. Mas, pai de dois filhos que moram na Bahia, tem sido proibido de contato pela ex-mulher. Sem achar emprego, não consegue sustentar a família. “Ele está vendendo essas balinhas para poder se alimentar”, disse a vizinha, referindo-se aos doces de gengibre.

Frank apelou para as balas quando se viu sem alternativa. É fácil encontrá-lo em ônibus que circulam pela Avenida Paralela, por exemplo. A jornalista Marilúcia Leal, 28, é uma das pessoas que reconheceu Frank ao vê-lo no noticiário. “Já o vi diversas vezes. Quando vai vender, sempre faz uma mistura com fatos da economia para tentar convencer a galera a comprar. Quando vi a foto dele até duvidei que fosse o mesmo do ônibus, mas quando falaram das balas de gengibre, me convenci que era a mesma pessoa. Detalhe: está sempre vestido do jeito que foi à Unijorge”, contou ela.

Apesar de tudo, não é possível afirmar que Frank tenha algum transtorno psicológico, como explica o psiquiatra André Gordilho, da Clínica Holiste. “Eu não conheço o paciente. Ele teve um quadro que pode ser desde um ato de protesto inadequado ou ser realmente um transtorno psiquiátrico, mas não tenho confirmação disso”, comentou.

Em liberdade
Detido após as 4h30 de negociação com a polícia, Frank foi enquadrado no artigo 41 da Lei das Contravenções Penais por “provocar alarme, anunciando desastre ou perigo inexistente, ou praticar ato capaz de produzir pânico ou tumulto”. A pena é de prisão simples, de 15 dias a seis meses, ou multa. “Por ser contravenção não cabe prisão em flagrante”, explicou o criminalista Luiz Augusto Coutinho. Frank assinou um termo circunstanciado e foi liberado da delegacia.

Ainda segundo Coutinho, a pena menor de dois anos é sempre substituída por penas alternativas. Por conta disso, nem seria possível enviá-lo para um hospital, como sugeriu a mãe de Frank. “Somente um crime que impusesse uma medida privativa de liberdade. Nesse caso, ele passaria por um exame de sanidade mental e, se fosse o caso, seria enviado para o hospital de custódia”, concluiu.

Padre é morto após ser feito refém em igreja


Dois homens armados com facas fizeram reféns um padre, duas freiras e dois fiéis em uma igreja de Saint-Etienne-du-Rouvray, na região da Normandia, no norte da França, na manhã desta terça-feira (26). O padre de 84 anos foi morto. Outros três reféns ficaram gravemente feridos - um em estado grave.

De acordo com o jornal francês "Le Figaro", os dois homens armados entraram na igreja durante uma missa. Fontes policiais informaram que pelo menos um deles usava barba e espécie de gorro de lã utilizado por muçulmanos. O motivo da invasão não está esclarecido.

Agentes do corpo de elite da Brigada de Investigação e Intervenção (BRI) da polícia local cercaram o imóvel e tentaram negociar com a dupla. O cerco só acabou após 40 minutos quando agentes de segurança mataram os  criminosos. Jacques Hamel trabalhava nessa igreja há cerca de 20 anos.

O presidente francês, François Hollande, e ministro francês do Interior, Bernard Cazeneuve, foram até o local.
O Vaticano condenou o "bárbaro assassinato" do padre. O ato se torna ainda mais odioso na avaliação da Santa Sé por ter ocorrido em um local sagrado, segundo a Reuters.
O ato é o mais recente em uma série de ataques mortais na Europa. Na França, o ataque acontece 12 dias após um tunisiano matar 84 pessoas com um caminhão em Nice, em ataque reivindicado pelo Estado Islâmico.
Dois homens fizeram reféns em uma igreja Saint Etienne du Rouvray, na região da Normandia,  no norte da França, na manhã desta terça. Um padre morreu (Foto: Charly Triballeau / AFP)Dois homens fizeram reféns em uma igreja Saint Etienne du Rouvray, na região da Normandia, no norte da França, na manhã desta terça. Um padre morreu (Foto: Charly Triballeau / AFP)

segunda-feira, 25 de julho de 2016

O desemprego avança e a violência piora



Uma das metas do governo do presidente em exercício Michel Temer é derrubar o desemprego. Até aqui, no entanto, de acordo com dados do IBGE divulgados nesta quarta-feira (29), os desempregados atingiram 11,2% no primeiro trimestre (igual a do mês de abril, que permaneceu com o mesmo percentual) enquanto a taxa do mês de maio continuou em ascensão, alcançando 11,4 milhões de desempregados. Do ano passado para cá são 3,3 milhões de trabalhadores que perderam as suas colocações e passaram a vagar em busca de trabalho. Por aí se observa como o país não consegue se estruturar para diminuir a demanda. O desemprego está em toda parte, notadamente na Bahia, atingindo os municípios interioranos e, de forma mais acentuada, Salvador, que é uma das maiores capitais com absoluta incapacidade de geração de trabalho. Essa é uma realidade que está presente numa capital de três milhões de habitantes, com 23% deles vagando em dificuldades, o que leva a cidade de Salvador à condição da pobreza absoluta como em poucas capitais do país. Não somente isso. O desespero pela falta de emprego transformou a antiga “Boa Terra” numa cidade marcada pela violência, presente em todos os segmentos, principalmente nos bairros periféricos e nas suas franjas que se espraiam à larga, enquanto não surge nenhuma possibilidade de colocação, nem as escolas estão preparadas para atender a quem as procura. A tendência vê-se, é a situação piorar, a não ser que o governo federal encontre uma saída, e rápido, para reiniciar um ciclo desenvolvimentista e a economia possa dar um salto para abrir novas frentes de trabalho. Mesmo assim, a Bahia e, principalmente, Salvador, tendem a ficar na rabeira.

O sapo que cabe a Temer

Ficou praticamente improvável qualquer saída para o presidente afastado da Câmara, Eduardo Cunha, a não ser que passe a entender que a sua escapatória possível venha ser a delação premiada que não quer aceitar. Cunha está com sua cabeça na forca e nesta sexta-feira (1º) suas possibilidades ficaram praticamente zeradas, a partir da delação premiada do seu sócio, Fábio Cleto, ex-vice-presidente da Caixa Econômica, cargo que obteve por indicação do deputado, assim como era do seu grupo o doleiro Lúcio Bolonha Funaro, também preso nesta manhã. A semana que se finda foi marcada por operações vinculadas à Operação Lava-Jato, com uma sequência de prisões desencadeadas dia-a-dia que atingiram, também, os senadores e suas propinas, dentre os quais Renan Calheiros (AL), Romero Jucá (RR) e Eduardo Braga (AM) os dois últimos ex-ministros, de Dilma Rousseff e de Michel Temer. Imaginava-se que, na semana passada, quando o ciclo se iniciou a partir da quinta (30), a Operação Lava-Jato entrasse na órbita dos políticos, com a prisão de Paulo Bernardo (já liberado pelo STF), também ex-ministro de Lula e de Dilma. Como se pode observar, o país está de ponta-cabeça, mais ainda tem que pagar o preço para dizimar a corrupção que se estendeu no governo petista, atingindo o próprio partido que passou a estar, também, com profundas dificuldades. Isso mesmo que a presidente por ora afastada tenha acenado com a possibilidade de Lula ser candidato a presidente da República em 2018. Até lá muita água descerá por baixo da ponte e não há a menor hipótese de que a Lava-Jato venha a ser desmontada. Não há hipótese porque, mesmo que Michel Temer faça contornos para agradar políticos (principalmente os senadores), empresários e outros segmentos para permanecer no cargo que ocupa, não terá forças para impedir qualquer reviravolta. A mudança que alcança a opinião pública chegou para ficar e será a força que restabelecerá a ordem na República. Portanto, Michel Temer, já impopular como demonstram as pesquisas recentes, vai ter que engolir o sapo que lhe cabe.


Foto: Montagem/ Bahia Notícias

Mulher morre e outra fica ferida em ataque de tigres

Uma mulher morreu e outra ficou ferida durante o ataque de tigres em um zoológico de Pequim, na China informou a imprensa local neste domingo (24). Os ataques aconteceram no zoológico Beijing Badaling Wildlife.
(Foto: Reprodução)
As duas mulheres faziam um passeio pelo parque dentro de um veículo, quando iniciaram uma discussão. No meio da briga, uma delas saiu do carro e foi atacada por um dos tigres. A amiga saiu do veículo para tentar ajudar e também foi atacada, morta e teve o corpo arrastado pelo animal. 
O zoológico permite que os visitantes circulem pelo parques desde que permaneçam o tempo inteiro dentro de um veículo. A primeira vítima do ataque ficou ferida e foi encaminhada para um hospital. 
Um homem e uma criança também estava no carro no momento do ataque, mas não tiveram ferimentos. O parque foi fechado após o incidente. 

Laudo aponta que turista encontrada morta em praia de SP foi assassinada


f


A jovem encontrada morta misteriosamente na faixa de areia da orla de Praia Grande, no litoral de São Paulo, há duas semanas, foi sufocada. É o que aponta um laudo do Instituto Médico Legal (IML). A informação foi confirmada na noite deste domingo (24) ao G1 pelo delegado Juvenal Marques, do 1º Distrito Policial da cidade.

Amanda Miranda estava desaparecida desde o dia 10 de julho e foi encontrada dois dias depois por moradores que passavam na praia, na altura do bairro Guilhermina. A garota estava vestida e usava tênis, mas não tinha nenhum documento de identificação.

Após vários dias de investigações, a polícia descobriu que o corpo encontrado era de uma moradora de São Bernardo do Campo, no ABC Paulista.

Segundo o delegado, o laudo aponta que a Amanda foi vítima de um homicídio. "Inicialmente, a suspeita era de que a jovem teria se afogado, mas o laudo acabou constatando que se trata de um homicídio. Nós vamos continuar investigando para dar uma resposta à família", falou Marques, sem dar mais detalhes sobre o caso. Ele preferiu não comentar se a polícia já sabe quem seria o suspeito de cometer o crime para que isso não atrapalhe nas investigações.

O G1 também tentou contato com familiares da vítima, mas até o fechamento desta reportagem não obteve resposta.
Amanda estava desaparecida desde o dia 10 de julho (Foto: Reprodução/Facebook)

 
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Thales Farias