sexta-feira, 27 de maio de 2016

Na manhã desta quinta-feira(26), foi realizada uma reunião preparatória com Executiva do PSOL e apoiadores da pré-candidatura de Tuka PSOL.


 

Com a finalidade de organizar uma agenda positiva para campanha eleitoral, Tuka iniciou a reunião agradecendo a presença de todos, expressando a satisfação em receber os convidados.
                                                                                                     

“Esta primeira reunião é muito importante para mim enquanto pré-candidato a prefeito. Tenho a satisfação em receber, apoiadores para essa jornada que vamos enfrentar; esse grupo irá colaborar muito com este novo caminho que iremos trilhar até as eleições”, disse.
 
A reunião contou com representantes de vários seguimentos, a maioria professores, líderes comunitários, jovens, desportistas, donas de casa e estudantes.
Durante o bate-papo, todos tiveram a oportunidade de contribuir com ideias.

 

“Vamos expressar através do voto o anseio de um executivo melhor onde o gestor ouça os seguimentos e respeite o sentimento da comunidade. Só assim nossa cidade começará a trilhar o caminho de paz e desenvolvimento”, disse Tuka.
Novas reuniões serão marcadas, inclusive com participação ampliada, já que esta foi restrita a Executiva do partido e pessoas que farão parte da coordenação da campanha. 
 

Casal e quatro filhos morrem em acidente entre carro e ônibus no Sul da Bahia

José Veloso, a esposa e os quatro filhos morreram na hora. Corpos serão sepultados em Porto Seguro. 

Um casal e seus quatro filhos morreram em um grave acidente entre um carro e um ônibus na noite desta quarta-feira (25) na BR-367, Sul do estado. Segundo informações a Polícia Rodoviária Federal (PRF), o acidente aconteceu por volta das 18h30, no km 40, entre Eunápolis e Porto Seguro, próximo ao povoado de Pindorama.
José Veloso Souza, 45 anos, estava conduzindo uma Strada prata, no sentido Porto Seguro, quando bateu de frente com um ônibus que seguia no sentido contrário. Ainda de acordo com a PRF, chovia forte no momento do acidente e a pista estava escorregadia.
Além de José, também estavam no carro a esposa dele, Eliane Alves de Souza, 30, e os filhos, Gabriel Alves Veloso, 10, Pedro Henrique Alves Veloso, 8, José Artur Alves Veloso, 6, e Samuel Alves Veloso, 5. Todos morreram na hora.
Com o impacto da batida, o carro foi parar debaixo do ônibus. Foi necessário o uso de um guincho para levantar o ônibus e remover o veículo com os corpos.
O motorista do ônibus Gedeon Soares de Jesus, 37, também ficou ferido. Ele foi socorrido para o Hospital de Porto Seguro. O estado de saúde dele não foi divulgado.Os corpos da família foram encaminhados para o Departamento de Polícia Técnica (DPT) de Porto Seguro, onde também serão sepultados. Segundo testemunhas, José era conhecido como Zé do Palito e trabalhava como garçom na Barraca de Praia Gaúcho.
(Foto: Reprodução/Teixeira News)

Cunhada de Ana Hickmann baleada em ataque de fã sai da UTI

Uma semana após ter sido baleada durante o ataque de um fã contra Ana Hickmann, Giovana Oliveira, cunhada da apresentadora, usou o Instagram para falar pela primeira vez sobre a situação. Ela foi atingida por tiros no braço e no abdômen e chegou a fazer uma cirurgia abdominal.


Cunhada de Ana Hickmann baleada em ataque de fã sai da UTI (Foto: Reprodução)

"Queridos,eu só posso dizer MUITO OBRIGADA por todas as mensagens, rezas, orações e energias positivas que me foram enviadas. Já estou no hospital de SP, saí da UTI, e preciso ainda de alguns cuidados especiais, mas o pior já passou, graças a Deus e a essa força maior divina que com certeza me salvou! Aos poucos vou respondendo todas as mensagens! Não me esqueçam nas orações", escreveu ela nesta quinta-feira (26).

Relembre o caso
Rodrigo invadiu o quatro de Ana e ameaçou ela, Gustavo e a esposa dele, que também é assessora da apresentadora, Giovanna. Durante o tiroteio, a assessora foi baleada duas vezes e está internada. Logo após o crime, Alexandre falou com jornalistas após sair da delegacia, onde Ana prestou depoimento.

"Sobre o estado da Ana, só um profissional da área pode responder. Por um segundo, fechem os olhos de vocês. Sabem o que aconteceu? Isso é história da vida. Não é brincadeira, briga de boate, é história da vida. Uma coisa tão grave que a gente precisa olhar para isso e entender que o mal existe", disse ele.

Avó de jovem estuprada por 33 homens no Rio diz que crime foi vingança de namorado

O estupro coletivo contra uma adolescente de 16 anos no Rio de Janeiro foi motivado por vingança do namorado. Segundo contou a avó da menina em depoimento, a garota foi estuprada por 33 homens porque o namorado dela achava que havia sido traído. 


O estupro, ocorrido na comunidade de Morro São João, Jacarepaguá, foi filmado e divulgado no perfil do Twitter de um dos autores do crime. A polícia tenta identificar os criminosos.

No vídeo, a jovem aparece nua após o estupro. Dois homens exibem os seios e o órgão sexual da menina ainda sangrando: “Essa aqui, mais de 30 engravidou. Entendeu ou não entendeu?”, diz um dos homens na filmagem. “Olha como que tá (sic). Sangrando. Olha onde o trem passou. Onde o trem bala passou de marreta”, diz outro agressor.

O vídeo que mostra a menina sendo estuprada foi publicada por um rapaz no Twitter na terça-feira (24) e gerou revolta e mobilização na web. 

Segundo o jorna O Globo, a menina passou a madrugada no Instituto Médico Legal e já foi ouvida na Delegacia de Repressão aos Crimes de Informática (DRCI), que investiga o caso. O Ministério Público investiga o caso.

Ainda segundo a publicação, a menina contou que foi para a casa do namorado na última sexta e só acordou no domingo. 

"Quando acordei tinham 33 caras em cima de mim. Só quero ir para casa", disse a menina, que tentou fugir do hospital. 

Abalado e chorando muito, o pai da menina contou que o estupro ocorreu na última sexta-feira, no Morro São João, em Praça Seca. "Ela foi num baile, prenderam ela lá e fizeram essa covardia. Bagunçaram minha filha. Quase mataram ela. Estava gemendo de dor. Ficou tão traumatizada que só conseguia chorar", disse.

Em entrevista à rádio CBN, a avó da menina disse ficou chocada com o vídeo. "O vídeo é chocante, eu assisti. Ela está completamente desligada. Ela tem umas coleguinhas lá, mas nessa hora nenhuma apareceu", disse.

Estupro na internet

No vídeo, o rapaz aparece fazendo piada enquanto a garota nua tem os seios e os órgãos genitais expostos. "Amassaram a mina, intendeu ou não ou não intendeu? Kkk" (sic), faz piada.

Após a repercussão, usuários alertaram para a divulgação do vídeo. "Gente, sobre esse vídeo de estupro circulando: Não vejam. Não espalhem. Só expõe mais a menina. Denunciem", escreveu uma internauta.

A conta do rapaz foi cancelada na manhã desta quarta-feira (25). Ele não foi identificado. Outros dois jovens são suspeitos de participar do crime.

Locais para denúncia de estupro e abusos na internet:

- denuncia.pf.gov.br/

- www.safernet.org.br/site/

- www.humanizaredes.gov.br/disque100/

Dossiê: Rio tem 15 mulheres violentadas por dia, maioria da idade da jovem que sofreu estupro coletivo

Vídeo do estupro foi parar nas redes sociais Foto: Reprodução
Bruno Alfano
Tamanho do textoA A A

Quinze mulheres foram estupradas a cada dia de 2014 no estado do Rio. Dessas vítimas, a maior parte (56,6%) eram crianças e adolescentes entre 5 e 17 anos — como a jovem, de 16, que sofreu no último sábado uma sessão de estupro de 33 homens no Morro do Barão, na Praça Seca, Jacarepaguá. Os dados são do Dossiê Mulher 2015, publicado pelo Instituto de Segurança Pública (ISP).

— O número de casos aumentou nos últimos anos exatamente nessa faixa de idade da jovem de Jacarepaguá — afirmou a deputada Martha Rocha, ex-chefe da Polícia Civil e presidente da Comissão de Segurança Pública da Assembleia Legislativa do Estado do Rio (Alerj).

Em 2010, o número de estupros no estado foi 4.589. Os casos cresceram até 6.075, em 2012, e passaram a cair nos anos seguintes. Em 2014, o número total foi de 5.676. E, segundo o dossiê, o maior número de casos têm crianças entre 10 e 13 anos como vítimas — 21,5% do total.

— Via de regra, quando atinge a criança e o adolescente, a vítima conhece o agressor, como nesta barbaridade do estupro coletivo — afirmou Martha Rocha.

A avó da jovem que foi estuprada por 33 homens revelou que o motivo do crime seria vingança do namorado. De acordo com a avó, a menina contou que ele cometeu o crime porque achava que havia sido traído. A menina frequentava o morro por causa do rapaz.

— Nós não conhecíamos esse namorado. Ela nunca o trouxe aqui — conta a vó.

A jovem já prestou depoimento para a polícia. Em um vídeo que circula nas redes sociais, ela aparece nua e desacordada após uma sessão de estupro. Nas imagens, dois homens a exibem: “Essa aqui, mais de 30 engravidou. Entendeu ou não entendeu?”, diz um dos homens na filmagem.

Martha Rocha é presidente da Comissão de Segurança da Alerj Foto: Thiago Lontra / Agência O Globo

Os homens também exibem o órgão genital da jovem ainda sagrando. “Olha como que tá (sic). Sangrando. Olha onde o trem passou. Onde o trem bala passou de marreta” , diz o outro agressor, orgulhoso.

— Esses criminosos não têm vínculos com a natureza humana. Além da violência, têm a necessidade de exibir. Exibiram o estupro como um troféu. Tem que se pensar no ato da violência e também do simbolismo que tem a postagem no Twitter. A Comissão de Segurança Pública vai acompanhar a investigação — afirmou.

Polícia pede prisão de 4 suspeitos de estupro coletivo no Rio; vítima depõe novamente nesta sexta


Raphael é o homem que aparece ao lado da vítima em uma das fotos divulgadas na rede socialReprodução

A Delegacia de Repressão aos Crimes de Informática do Rio (DRCI) pediu na noite desta quinta-feira (26) a prisão de quatro homens envolvidos no estupro coletivo contra a adolescente de 16 anos, na zona oeste do Rio. 

Lucas Santos, de 19 anos, e Raphael Assis, de 41 anos, são acusados de participarem do estupro. Lucas era namorado da adolescente. Raphael é o homem que tirou uma selfie postada nas redes sociais em que ele aparece ao lado da vítima desacordada. 

Já Marcelo Correa, de 18 anos e Michel Brazil, de 20 anos, são acusados de divulgar o vídeo que mostra o estupro com mais de 30 homens nas redes sociais.

Nesta sexta-feira (27), a adolescente irá se encontrar com o promotor responsável pelo caso para prestar novos esclarecimentos. Uma psicóloga irá acompanhar o depoimento.

33 traficantes 

A mãe da adolescente relatou que temeu pela vida da filha ao ver o vídeo do crime circulando nas redes sociais. Ela descobriu o que tinha acontecido apenas quando viu a repercussão na internet.

— Eu fiquei surpresa porque nunca achei que eles fossem capazes de tanta barbaridade.

"Eles" são 33 traficantes do morro da Barão, em Praça Seca. Segundo a defesa da vítima, ela foi até a comunidade para encontrar o namorado, no sábado (21). Em depoimento à Delegacia de Repressão aos Crimes de Informática, ela afirmou que não lembra do crime, mas acordou no domingo (22) e viu 33 homens armados com fuzis e pistolas em volta dela.

A adolescente relatou que após despertar sentia fortes dores, apesar de não saber o que aconteceu. Depois, ela disse que pegou um táxi para voltar para a casa em que mora com a mãe. Ao chegar em casa, percebeu que o telefone celular havia ficado na comunidade. Na terça-feira (24), ela voltou ao local para pegar o celular e não voltou mais até ser resgatada.

Na quarta-feira (25), um suposto agente comunitário a encontrou, dopada, e levou para a casa da mãe, que ficou aliviada em reencontrar a filha. Ela afirma que ao ver o vídeo, na manhã de quarta, pensou que não veria mais a filha viva.

— Fiquei muito transtornada e naquele momento só pedia para Deus que ela estivesse viva ainda, e que voltasse com vida, do jeito que estivesse.

Adolescente diz à polícia ter sido dopada e estuprada por 33 homens


Do R7


Criminosos postaram fotos após o estuproReprodução

A adolescente de 16 anos, vítima de um estupro coletivo em uma comunidade da zona oeste do Rio de Janeiro, disse em depoimento à polícia na madrugada desta quinta-feira (26) ter sido dopada e violentada por 33 homens. A jovem foi submetida a exames no IML (Instituto Médico Legal) e em seguida encaminhada ao hospital Souza Aguiar, onde deve começar a tomar coquetel de medicamentos antiHIV.

Ela foi ouvida na Delegacia de Repressão aos Crimes de Informática. O delegado Alessandro Thies pede que informações que possam ajudar a identificar os suspeitos sejam enviadas ao e-mail alessandrothiers@pcivil.rj.gov.br.

A defesa da adolescente, que acompanhou o depoimento, afirmou que ela não é usuária de drogas pesadas, como crack e cocaína, mas que faz uso de entorpecentes. A vítima disse à polícia ter ido à comunidade para um baile funk na última sexta-feira (20) e permanecido na região até segunda (23), quando chegou em casa se deu conta que estava sem o telefone celular e retornou. O estupro coletivo ocorreu na terça-feira (24).

A jovem relatou que acredita ter sido dopada e que, quando voltou à consciência, estava sendo estuprada por 33 homens.

Um vídeo gravado após o crime, com a vítima nua e desacordada, foi postado em redes sociais. Ao menos dois suspeitos foram identificados e devem ter a prisão pedida pela polícia. Um deles, identificado apenas como Michel, postou a gravação no Twitter na terça-feira (24). No vídeo, ele e outro rapaz exibem a jovem e fazem comentários que indicam o estupro.

"Amassaram a mina, intendeu (sic) ou não intendeu (sic)? Kkkkkkkkkk", escreveu o autor da postagem.

Vítima de estupro coletivo em comunidade do Rio é encontrada; suspeitos são identificados
Publicidade
Fechar anúncio

No início do vídeo, um dos homens afirma: "Essa aqui, mais de 30, engravidou". Enquanto filmam o órgão genital da vítima, um deles narra: "Olha como que tá (sic). Sangrando. Olha onde o trem passou. Onde o trem bala passou de marreta".

O linguajar usado pelos dois homens sugere que sejam pessoas habituadas a gírias comuns entre criminosos. Além do vídeo, também há ao menos uma foto de um dos rapazes à frente do corpo da jovem.

A postagem repercutiu no Twitter nesta quarta-feira (25). "Ele dopou a garota e filmou ela (sic) após o estupro", escreveu uma pessoa. "Embebedou uma garota a ponto de deixá-la inconsciente, estuprou e postou um vídeo se vangloriando do ato", postou outro internauta. "O cara estupra, expõe e se gaba da atitude abominável. O que ele merece? Cadeia! Denunciem o Michel", escreveu outra pessoa.

Após a repercussão, um dos rapazes que aparecem nas imagens apagou sua conta na rede social. Antes, porém, ele reclamou das críticas e ameaçou divulgar mais imagens da vítima.

Pelo menos mais quatro rapazes compartilharam o vídeo — não se sabe se eles também participaram do estupro ou se limitaram a divulgar o vídeo —, o que também pode valer punição pela Justiça.

O caso é investigado pelo delegado Alessandro Thiers, titular da Delegacia de Repressão aos Crimes de Informática (DRCI), que informou não poder dar detalhes a respeito da investigação, para não expor a vítima.

Ao longo da noite desta quarta, os perfis das quatro pessoas que até então haviam divulgado o vídeo foram alvo de críticas de outros internautas. Eles pedem que ninguém compartilhe as imagens e defendem punição aos envolvidos. Foram divulgados um perfil no Facebook e um número de telefone celular que pertenceriam a um dos autores do estupro.

Para políticos e juristas, ações para enfraquecer Lava Jato fracassaram

Políticos e juristas ouvidos pelo Jornal Nacional nesta quinta-feira (26) consideram que fracassou a possível estratégia da cúpula do PMDB de interferir e enfraquecer a Operação Lava Jato, que investiga irregularidades em contratos da Petrobras
Gravações feitas pelo ex-presidente da TranspetroSérgio Machado de conversas que teve com os senadores Renan Calheiros (PMDB-AL), presidente do Senado; Romero Jucá (PMDB-RR); e com o ex-presidente José Sarney (PMDB-AP) mostram que os políticos estavam preocupados com os desdobramentos das investigações.

Renan Calheiros sugeriu mudanças na legislação sobre acordos de delação premiada para evitar que presos colaborassem com a Justiça. A ideia foi apoiada por Sarney, que ofereceu ajuda para que Sérgio Machado não fechasse acordo de delação. Romero Jucá disse que a classe política deveria fazer um “pacto para estancar a sangria” causada pelas investigações.

Provas do fracasso seriam o acordo de delação premiada fechado por Sérgio Machado e o fato de o Supremo Tribunal Federal seguir autorizando investigações e processando indiciados, a maioria deles políticos de peso.

O presidente da Associação dos Juízes Federais do Brasil, Antônio César Bochenek, disse que magistrados “não cederão a qualquer tipo de pressão” da classe política.

“As pressões e tensões existem em toda a sociedade. Em relação ao Judiciário, elas sempre existiram. Mas o importante é considerar que o Judiciário está desempenhando o seu papel e que os magistrados não cederão a qualquer tipo de pressão, e darão respostas a todos os crimes que forem levados a sua apreciação”.

Parlamentares também consideram que as articulações contra a Lava Jato são tentativas sem efeito. O deputado Alessandro Molon (Rede-RJ) disse que os diálogos revelados por Sérgio Machado mostram que a operação “está no caminho certo”.

“A preocupação revelada pelos diálogos de políticos mostra que a operação está no caminho certo, precisa seguir adiante e, sem seletividade, encontrar todos que se corromperam na política”, afirmou Molon.

O senador Cristovam Buarque (PPS-DF) disse que muitos senadores que votaram pelo impeachment “não imaginavam” as tentativas de obstrução da operação reveladas pelos áudios. Cristovam acredita, no entanto, que os fatos vão “fortalecer a Lava Jato”.

“Quem votou pelo impeachment, não sei todos, mas dos 55, acho que muitos que votaram pela admissibilidade nem imaginavam coisas como essas que se viu nas gravações. Votaram pelo conjunto da obra do governo Dilma, pela suspeita de crime de responsabilidade. Alguns, pelo que a gente está vendo, imaginavam tirar proveito do impeachment para se escapar da Justiça”, disse Cristovam.

“Isso daí vai fortalecer a Lava Jato, porque a essa altura, se a Lava Jato fizer qualquer fragilidade, a suspeita fica muito grande. Acho que isso vai fortalecer a Lava Jato”, completou.

Em nota, o presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Ricardo Lewandowski, disse que “faz parte da natureza do Poder Judiciário ser aberto e democrático". "[Faz parte da natureza do Judiciário] que magistrados, entre eles os ministros da Suprema Corte, são obrigados, por dever funcional, a ouvir os diversos atores da sociedade que diariamente recorrem aos fóruns e tribunais”.

Lewandowski, no entanto, destaca que “tal prática não traz nenhum prejuízo à imparcialidade e ao distanciamento dos fatos que os juízes mantêm quando proferem seus votos e decisões, comprometidos que estão com o estrito cumprimento da Constituição e das leis do país”.

O ministro aposentado do Supremo, Carlos Ayres Britto, também disse repudiar qualquer possibilidade de interferência de um poder sobre o outro. Um “acordão” do governo e do Congresso com o Judiciário esbarraria, segundo o ministro, na vontade popular, que é soberana, e que defende a Lava Jato.

“Jamais o Supremo entraria neste tipo de orquestração, de conluio. O Supremo é um fidedigno intérprete e aplicador do sistema jurídico a partir da constituição. A Lava Jato está vacinada contra qualquer tentativa de embaraço, de esvaziamento, de bloqueio, ela se autonomizou”, disse Ayres Britto.

“Passou a ser uma questão de honra nacional prosseguir com a Lava Jato. A Lava Jato hoje é um patrimônio objetivo do país. Não há governo, não há bloco político, não há conluio que impeça a Lava Jato de prosseguir, fazendo essa reunião virtuosa democrática, já observada com o julgamento do mensalão, a união entre direito penal e princípios republicanos”, concluiu o magistrado.

Áudio revela políticos discutindo saída de Dilma e criticando Judiciário

Áudios inéditos mostram que o ex-senador e ex-presidente da Transpetro Sérgio Machado, que teve acordo de delação premiada homologado pela Justiça nesta quarta-feira (25), manteve conversas com políticos do PMDB na qual especulam sobre o até então possível afastamento da presidente Dilma Rousseff.

Em dezembro do ano passado, Machado foi alvo de buscas na operação Lava Jato. Ele confessou aos investigadores que, depois disso, teve medo de se tornar alvo de delatores e revelou que tinha medo de ser preso. A essa altura, o Supremo Tribunal Federal já havia autorizado prisões de pessoas condenadas em segunda instância, e Machado decidiu gravar conversas com políticos importantes.

Machado começou, então, a marcar encontros – um deles com o ex-presidente da República e ex-senador José Sarney (PMDB-AP), que estava em recuperação depois de ter sofrido uma queda.

A Sarney, Machado afirmou que a única solução para a crise política era Dilma sair do poder. Os dois também falaram sobre a possível saída do atual presidente em exercício Michel Temer.

No diálogo, eles chegam a especular o nome que poderia vencer eleições presidenciais e criticam as nomeações feitas pelo governo de ministros do Supremo Tribunal Federal (STF). As críticas também são feitas ao juiz Sérgio Moro, responsável pela operação Lava Jato na Justiça Federal do Paraná.

As gravações contêm, ainda, conversa de Machado com o senador Romero Jucá(PMDB-RR), na qual o parlamentar fala sobre o posicionamento do PSDB em relação ao processo de impeachment de Dilma.

Neste trecho gravado entre fevereiro e março, os dois especulam sobre política e dizem que Dilma Rousseff vai acabar caindo, especialmente depois de o seu marqueteiroJoão Santana ter sido preso. Eles dizem acreditar que Michel Temer também.

MACHADO – Estamos num momento, numa quadra, presidente, complicadíssima.
SARNEY – Eu não vejo solução nenhuma.
MACHADO – Só tem uma solução, presidente: é ela sair. 
SARNEY – Ah! Sim.
MACHADO – A única solução que existe. E ela vai sair por bem ou por mal porque economia nenhuma não vai aguentar.
SARNEY –- Não. Ela vai sair de qualquer jeito.
MACHADO – Qualquer jeito.
SARNEY – Agora não tem jeito. Depois desse negócio do Santana não tem jeito.
MACHADO – Vai sair do Michel, o que é o pior.
SARNEY – Michel vai sair também.

A conversa continua com especulações sobre quem venceria uma eventual eleição. Eles dizem que no final quem vai assumir a presidência será o presidente afastado da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), mostrando que os dois não tinham ideia do que estava prestes a ocorrer na política. A conversa foi em março. Cunha teve o afastamento determinado pelo Supremo Tribunal Federal antes mesmo de Dilma ser afastada com o processo de impeachment.


MACHADO – Saindo o Michel, e aí como é que fica? Quem assume?
SARNEY – [...] Eleição. E vai ter muito, umJoaquim Barbosa desses da vida. 
MACHADO – Ou um Moro... O Aécio pensa que vai ser ele, não vai ser não.
SARNEY – Não, não vai ser ele, de jeito nenhum!
MACHADO – E quem que assume a presidência, se não tem ninguém?
SARNEY – O Eduardo Cunha.
MACHADO – E ele não vai abrir mão de assumir, não.
SARNEY –- Não... No Supremo não tem . Não tem ninguém que tenha competência pra tirá-lo. Só se cassarem o mandato dele. Fora daí, não tem. Como é que o Supremo vai tirar o presidente da Casa?

Possíveis eleições
Numa conversa entre Machado e o senador Romero Jucá (PMDB-RR), o agora ex-ministro do Planejamento relata como teria convencido o PSDB a aderir ao impeachment. Até então, o partido era favorável a esperar decisão do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) que julga as irregularidades nas contas de campanha de Dilma e Temer.

Se a chapa for condenada, haverá novas eleições. Na época, esta era vista pelos tucanos como a melhor saída para a crise. Jucá disse que alertou que ninguém conseguiria ganhar eleição defendendo reformas necessárias, mas impopulares, para sair da crise econômica.

JUCÁ – Falar com o Tasso, na casa do Tasso. Eunício, o Tasso, o Aécio, o Serra, o Aloysio, o Cássio, o Ricardo Ferraço, que agora virou psdbista histórico. Aí, conversando lá, que é que a gente combinou? Nós temos que estar junto para dar uma saída pro Brasil (inaudível). E, se não estiver, eu disse lá, todo mundo, todos os políticos (inaudível), tão f***, entendeu? Porque (inaudível) disse: 'Não, TSE, se cassar...'. Eu disse: 'Aécio, deixa eu te falar uma coisa: se cassar e tiver outra eleição, nem Serra, nenhum político tradicional ganha essa eleição, não. (inaudível) Lula, Joaquim Barbosa... (inaudível) Porque na hora dos debates, vão perguntar: 'Você vai fazer reforma da previdência?' O que que que tu vai responder? Que vou! Tu acha que ganha eleição dizendo que vai reduzir aposentadoria das pessoas? Quem vai ganhar é quem fizer maior bravata. E depois, não governa, porque a bravata, vai ficar refém da bravata, nunca vai ter base partidária...' (inaudível) Esqueça!

Neste outro trecho, Sarney e Machado reclamam que Dilma insiste em permanecer no governo diante da crise política e econômica. Sarney diz que não só empresários e políticos devem pagar pelos malfeitos na Petrobras, mas o governo também.

SARNEY - Ela não sai.(...) Resiste... Diz que até a última bala. 
MACHADO - Não tem rabo, não tem nada.
SARNEY - Acha que não tem rabo. Tudo isso foi ... é o governo, meu Deus! Esse negócio da Petrobras. São os empresários que vão pagar, os políticos! E o governo que fez isso tudo?
MACHADO - Acabou o ‘Lula presidente’.
SARNEY - O Lula acabou. O Lula, coitado, ele está numa depressão tão grande.
MACHADO - O Lula. E não houve nenhuma solidariedade da parte dela.

Eles também criticam as nomeações feitas pelo governo de ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) e o juiz Sérgio Moro, responsável pela operação Lava Jato.

SARNEY – E com esse Moro perseguindo por besteira.
MACHADO – Presidente, esse homem tomou conta do Brasil. Inclusive, o Supremo fez porque é pedido dele. Como é que o Toffolil e o Gilmar fazerm uma p*** dessa? Se os dois tivessem votado contra, não dava. Nomeou uns ministro de m*** com aquele modelo.
SARNEY – Todos.

A conversa continua e eles reclamam que ninguém se manifesta contra as decisões de Sérgio Moro, criticam as decisões da Justiça que estão combatendo a corrupção e classificam a situação como uma “ditadura da Justiça”.

MACHADO – Não teve um jurista que se manifestasse. E a mídia tá parcial assim. Eu nunca vi uma coisa tão parcial. Gente, eu vivi a revolução [...]. Não tinha esse terror que tem hoje, não. A ditatura da toga tá f***.
SARNEY – A ditadura da Justiça tá implantada, é a pior de todas!
MACHADO – E eles vão querer tomar o poder. Pra poder acabar o trabalho.

Na conversa, Machado demonstra o grau de dissimulação a que estava disposto para conseguir que sua delação fosse aceita pelos procuradores. Ele, que estava grampeando a propria conversa com Sarney, pede que o ex-presidente marque um encontro com Renan em um lugar livre de grampos.

MACHADO – Faz uma ponte que eu possa, que é melhor porque tá tudo grampeado. Tudo, essas coisas. Isso é ruim.

As gravações feitas por Sérgio Machado com o ex-presidente José Sarney, com o senador Romero Jucá e com o presidente do Senado Renan Calheiros conhecidas até agora são dominadas por um assunto: as tentativas de barrar a operação Lava Jato e obstruir a Justiça.

Segundo investigadores, no entanto, o tema principal da delação premiada é outro: os desvios de dinheiro da Transpetro para políticos ao longo de mais de dez anos. Isto será conhecido em detalhe à medida que forem divulgados os depoimentos de Sérgio Machado, quando ficará claro porque tanta preocupação com o que Machado tem a dizer.

Preocupação com depoimentos
As gravações feitas por Sérgio Machado com o ex-presidente José Sarney, com o senador Romero Jucá e com o presidente do Senado Renan Calheiros conhecidas até agora são dominadas por um assunto: as tentativas de barrar a operação Lava Jato e obstruir a Justiça.

Segundo investigadores, no entanto, o tema principal da delação premiada é outro: os desvios de dinheiro da Transpetro para políticos ao longo de mais de dez anos. Isto será conhecido em detalhe à medida que forem divulgados os depoimentos de Sérgio Machado, quando ficará claro porque tanta preocupação com o que Machado tem a dizer.

Outro lado
A assessoria do ex-presidente José Sarney disse que, enquanto ele não tiver acesso às gravações, não vai poder falar especificamente de cada assunto. Em nota à imprensa, o ex-presidente disse que é amigo de Sérgio Machado há muitos anos, que as conversas foram marcadas pela solidariedade, e que usou palavras que pudessem ajudar Machado a superar as acusações que enfrentava.

Sarney também disse lamentar que as conversas privadas tenham se tornado públicas, porque os diálogos podem ferir outras pessoas.

O senador Romero Jucá disse que considera que apenas uma reformulação da política e a valorização de quem não tem crime poderá construir uma saída para o Brasil. Segundo ele, o país esta vivendo uma crise de representatividade, e que era sobre isso que ele queria tratar na reunião referida nos diálogos.

Em relação ao ex-senador Delcídio, Renan disse que ele acelerou o processo de cassação, cujo desfecho é conhecido. O senador afirmou ainda que não pode ser responsabilizado por considerações de terceiros e que suas opiniões sobre aprimoramentos da legislação foram públicas.

A defesa de Sérgio Machado voltou a dizer que os autos são sigilosos e que, por isso, não pode se manifestar sobre o teor das gravações.

A defesa da presidente afastada Dilma Rousseff alegou que a petista jamais pediu qualquer tipo de favor que afrontasse o princípio da moralidade pública.

O Instituto Lula declarou que o diálogo citado é fruto de mais um vazamento ilegal, que confirma o clima de perseguição contra o ex-presidente. O Instituto afirmou ainda que a conversa não traz nada contra o ex-presidente, que Lula sempre agiu dentro da lei e que, por isso, não tem nada a temer.

quarta-feira, 25 de maio de 2016

Renan dava prioridade a reuniões com Machado, diz coluna

O presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB), dava prioridade aos encontros com o ex-presidente da Transpetro, Sérgio Machado, que teria gravado conversas com o ex-ministro do Planejamento Romero Jucá (PMDB). De acordo com a coluna Radar Online, da revista Veja, após a divulgação da conversa, servidores do Senado recordaram do relacionamento próximo entre os dois. Renan teria ordenado que, durante visitas de Machado à Casa, sua agenda deveria ser “travada” para garantir a prioridade do ex-presidente da Transpetro.

PSOL pedirá suspensão de regalias de Cunha, que custa R$ 500 mil por mês à Câmara



A bancada do PSOL na Câmara preparou um relatório a ser entregue à Procuradoria Geral da República onde contesta a manutenção dos benefícios mantidos ao deputado afastado, Eduardo Cunha (PMDB-RJ). O partido fará uma reclamação constitucional e pedirá a suspensão dos privilégios que, segundo o partido, custam R$ 500 mil por mês à Casa. No documento, o PSOL alega que a manutenção das prerrogativas a Cunha é uma afronta e descumpre a decisão do STF. O partido quer suspender o Ato da Mesa que manteve as regalias, alegando que há falta de previsão legal e regimental para deliberação sobre o tema. O PSOL afirma ainda que a Mesa Diretora não poderia dispor sobre a remuneração de deputado afastado do mandato. Cunha está suspenso do cargo e do mandato desde o dia 5 de maio. Após o afastamento da presidente Dilma Rousseff, a Mesa Diretora decidiu seguir o mesmo modelo de prerrogativas oferecidas à petista. O ato estabeleceu que Cunha teria direito a salário integral de R$ 33.763,00, uso da residência oficial em Brasília, segurança pessoal, assistência médica oferecida pela Casa, carro oficial reserva e transporte aéreo da FAB (mais simples que o usado pela presidência da Câmara). O peemedebista também poderia contar com uma equipe do gabinete pessoal e teria R$ 92.053,20 para gastar com os funcionários. Só foram cortados de Cunha o chamado "cotão" - uma verba adicional de R$ 35.759,20 para atividade parlamentar destinada ao pagamento, por exemplo, de aluguel de carros e passagens aéreas - e o auxílio-moradia de R$ 4.253,00 (recurso que ele já não utilizava por dispor da residência oficial). Em ação paralela, o vice-líder do PPS na Câmara, deputado Arnaldo Jordy (PA), entrou na segunda, 23, com ação popular em que pedia ao Tribunal Regional Federal a concessão de uma liminar determinando a imediata suspensão dos efeitos de ato da Mesa Diretora. Nas contas do parlamentar, as regalias do peemedebista custam aos cofres públicos R$ 130 mil.

bahianoticias

Abelha-rainha fica presa em porta-malas e operárias perseguem carro por dois dias

Uma cena inusitada aconteceu em Pembrokeshire, na Inglaterra. Um enxame com cerca de 20 mil abelhas perseguiu um veículo Mitsubishi Outlander atrás da abelha-rainha, que havia ficado presa no porta-malas do carro. Os insetos permaneceram atrás da soberana por dois dias. 
(Foto: Reprodução/Facebook)

Segundo Roger Burns, do grupo de cultivadores de abelhas Pembrokeshire Beekeepers, o motorista dirigiu sem perceber que a rainha estava presa no porta-malas. Quando estacionou, os insetos cobriram boa parte da traseira do veículo. 


(Foto: Reprodução/Facebook)

Roger usou um caixa de papelão para retirar os insetos, no entanto, o vento forte levou a rainha de volta ao porta-malas. Ele observou o movimento dos insetos durante um tempo e quando era substituído por outro integrante do Pembrokeshire Beekeepers, o motorista deixou o local, sem se dar conta que a abelha-rainha havia voltado para o carro.


(Foto: Reprodução/Facebook)

O veículo foi visto sendo seguido pelo enxame em outro ponto da cidade. Após intervenções de cinco especialistas e guardas florestais, o inseto foi libertado. "Crio abelhas há 30 anos e nunca tinha visto um enxame fazer isso. É natural as abelhas seguirem a rainha, mas é surpreendente que sigam um carro por dois dias", disse Roger.

Fã tenta invadir casa de Anitta em condomínio de luxo: 'Assustou a mim e a minha família'

Um fã tentou invadir a casa da cantora Anitta, na noite da segunda-feira (23). A funkeira mora em um condomínio de luxo no Rio de Janeiro e estava em casa na hora do ocorrido, junto com sua família e o ator Pablo Morais, seu novo affair.

Fã tentou invadir casa em condomínio de luxo da cantora Anitta
(Foto: Reprodução/Instagram)



Segundo informações da coluna de Bruno Astuto, na Época, o jovem, aparentando ter 25 anos, veio da região sul do país só para conhecer a cantora. Ao chegar ao Rio, ele foi ao condomínio dela, usou um carro de luxo e se passou por outra pessoa para conseguir driblar a segurança. 

Ele conseguiu chegar até a casa de Anitta e tocou a campainha, sendo atendido pela mãe da cantora, Mirian Macedo. "Um rapaz de fora do Rio de Janeiro conseguiu entrar no condomínio da cantora Anitta se passando por funcionário e foi até a porta da casa dela. Aos gritos, começou a se declarar e depois xingar Anitta, dizer palavras desconexas, chamando a atenção da cantora, seus familiares e vizinhos", disse a assessoria de imprensa de Anitta, em nota.




'Assustou a mim e a minha família', disse Anitta
(Foto: Reprodução/Instagram)



"Primeiramente ele foi expulso pelos seguranças do condomínio e durante a madrugada tentou novamente invadir o local e foi levado para a delegacia". Anitta foi até a 16ª delegacia para prestar queixa e Pablo Morais levou o fã para prestar depoimento.

Apesar da semelhança com o caso de Ana Hickmann, o fã de Anitta não estava armado. Em entrevista ao site 'Ego', o irmão da cantora que disse que tudo não passou de um susto. "Está tudo bem, foi só um susto, nada demais".




Ator Pablo Morais estava na casa de Anitta durante o ocorrido
(Foto: Reprodução)



Por meio de sua assessoria, a cantora também se pronunciou sobre o caso. "Foi uma situação que assustou a mim e a minha família. Mas felizmente, tudo foi esclarecido com o apoio da polícia e da segurança do condomínio", disse ela.

terça-feira, 24 de maio de 2016

Cunha volta a ser sondado para renunciar à presidência da Câmara

O presidente afastado da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), voltou a ser sondado sobre a possibilidade de renunciar ao cargo. A proposta é de, em troca, ele não ser cassado pelo Conselho de Ética, apenas suspenso por até três meses. Segundo informações da coluna Painel, o deputado rejeita a sugestão. A expectativa é de que o grupo que defende a ideia insista novamente, porque os parlamentares acreditam que sem a renúncia de Cunha, haveria um aumento da confusão na Câmara, o que dificultaria a provação de medidas impopulares do governo interino de Michel Temer.


bahianoticias

ILHÉUS: JUSTIÇA FAZ INTERVENÇÃO NO HOSPITAL REGIONAL

Nesta segunda-feira o juiz da 1ª Vara da Fazenda Pública de Ilhéus, Alex Vinicius Campos Miranda, concedeu uma liminar solicitada pelo Ministério Público, contra o governo do estado.

Na liminar o magistrado determinou o prazo de 15 dias para o governo do estado cumpra a obrigação de garantir o funcionamento continuo e interrupto do atendimento de urgência e emergência no hospital Geral Luiz Viana filho:
“ com a presença física de 24 horas por dia, de, pelo menos, dois médicos em cada um das especialidades. Ressalta-se que a quantidade de médicos aqui definida levou por base as informações fornecidas pelo próprio diretor do hospital”, finalizou o juiz.


politicosdosuldabahia

Homem que invadiu jaula de leões tinha carta se dizendo profeta

Depois que dois leões foram mortos no zoológico de Santiago, no Chile, no sábado (21), ativistas da ONG Animais Libres organizam abaixo-assinado para que o governo feche o local. Os animais foram mortos depois que um jovem de 20 anos pulou na jaula, em uma possível tentativa de suicídio. O protocolo do zoológico determinava que se matasse os animais para preservar a vida humana.

O homem que pulou na jaula foi identificado como Franco Luis Ferrada Román. Ele passou da grade de segurança, tirou a roupa e começou a agarrar os animais. Equipes de emergência mataram os leões - segundo a administradora, administrar tranquilizantes não agiria rápido o suficiente.

O jovem entrou na jaula do leão e os animais foram mortos
(Foto: Reprodução/Animallibre.org)

O rapaz foi socorrido em estado grave. Na roupa que ele tirou, foi achada uma carta em que ele se chamava de profeta e dizia que o apocalipse tinha chegado, afirmando que Deus ia protegê-lo, segundo o site da televisão Nacional do Chile. Testemunhas contaram à imprensa chilena que ele estava bastante alterado e gritava.

“Tivemos que agir com emergência e pegar as armas com profissionalismo. Lamentavelmente nosso protocolo diz que quando os animais estão com uma pessoa, temos que sacrificá-los. Estamos muito consternados porque os animais do zoológico são parte da nossa família, e esse animais estavam com a gente há 20 anos. Lamentamos muito termos perdido uma macho e uma fêmea nessa situação”, disse a diretora do zoológico, Alejandra Montalva, no sábado.

Para os defensores dos animais, outras medidas deveriam ter sido tomadas de modo a evitar a morte dos leões. A justificativa do zoológico é de que tranquilizantes demorariam até 4 minutos para agir, tempo em que o homem poderia morrer.

"Estes acontecimentos terríveis não ocorreriam se centenas de animais não estivesse em cativeiro em zoológicos que existem em todo o mundo. As vidas de outros animais também são importantes e esperamos que tais eventos lamentáveis ​​como este ajudem a aumentar a consciência sobre a situação injusta dos animais presos para o nosso entretenimento, e nos façam refletir sobre os nossos hábitos", diz nota da ONG. No sábado, manifestantes fizeram vigília na porta do zoológico em memória dos animais.

Jovem pode ter sido morta por recusar cantada

Tainá Caroline Batista Sampaio, 19 anos, foi assassinada com um tiro no peito no domingo (22) em Feira de Santana. A Polícia Civil da cidade investiga a possibilidade de a jovem ter sido morta por um rapaz que teria tentado uma abordagem romântica e foi recusado por Tainá. O suspeito está sendo procurado.
A vítima e o suspeito faziam parte de um mesmo grupo de WhatsApp, mas não tinham muito contato. Segundo o delegado Fábricio Alencar Linard, na noite de sábado (21), véspera do crime, o rapaz encontrou com Tainá e tentou se aproximar dela. "Ele fez uma brincadeira, tentou uma aproximação, e ela não gostou. A intenção parece ter sido uma paquera", explica o delegado.
Na tarde de domingo, os dois voltaram a se encontrar no Parque Brasil, bairro Conceição, e o rapaz teria tirado satisfação em relação ao acontecido na noite anterior. Durante a conversa, os dois começaram a discutir e o suspeito deu um tiro no peito da vítima. Ele não teria gostado de algum comentário de Tainá. 
Segundo o delegado, o suspeito até agora foi identificado pelo prenome de Elvis, conhecido na região como Vitinho. Ele fugiu após o disparo. Tainá foi levada ao Hospital Clériston Andrade, mas já chegou morta na unidade médica. 

Com instabilidade econômica e de programas estudantis, bolsas de estudos são opção para estudantes



São Paulo, maio de 2016 – Cursar o ensino superior é o sonho de milhares de jovens, mas, com os altos valores e possíveis cortes em programas do governo, não são todos que conseguem conquistar uma vaga na faculdade. Com isso, as bolsas de estudo podem ser uma boa alternativa para quem não pode arcar com os custos totais das mensalidades.

Para suprir as demandas dos estudantes e também proporcionar às faculdades a possibilidade de cobrir vagas remanescentes, o portal Quero Bolsa, fundado em 2012, oferece bolsas de estudos parciais para mais de 400 faculdades parceiras em todo o Brasil. Atualmente, o site atua com a campanha Matrícula Antecipada, que oferece aos estudantes descontos ainda maiores para aqueles que anteciparem a matrícula para o segundo semestre de 2016.

Segundo o Quero Bolsa, a taxa de evasão dos alunos que antecipam suas matrículas é de apenas 3% por semestre, enquanto 20% dos que entram no final da captação acabam evadindo. Com este levantamento, Bernardo de Pádua, Fundador do Quero Bolsa, observa a oportunidade de oferecer mais benefícios para os estudantes que se antecipam, e os resultados já são positivos. “No primeiro semestre de 2016 mais de 7 mil alunos se beneficiaram com as bolsas especiais da Matrícula Antecipada e, agora para o segundo semestre, esperamos matricular cerca de 20 mil alunos com a campanha”, comemora Bernardo.

Desde a sua fundação, mais de 60 mil alunos ingressaram na faculdade por intermédio do Quero Bolsa, em cursos de graduação e pós-graduação, presenciais e de educação a distância (EAD). Para realizar a Matrícula Antecipada basta o aluno acessar querobolsa.com.br até 19 de junho e realizar a pré-matrícula diretamente pelo site, garantindo sua vaga na faculdade.

SOBRE Quero Bolsa

O Quero Bolsa (www.querobolsa.com.br) é um marketplace com bolsas de estudo para as principais instituições de ensino do País, onde é possível encontrar informações e comparar preços das mais de 400 faculdades parceiras. O site é administrado pela RedeAlumni, startup especializada em marketing educacional, que oferece ao mercado soluções para que universidades maximizem seus resultados e estudantes encontrem as melhores opções de estudos.

Fossa comum com 116 corpos é encontrada


Autoridades mexicanas e peritos independentes iniciaram nesta segunda-feira (23) a exumação de mais de uma centena de cadáveres enterrados em uma fossa de Morelos (centro), onde já haviam sido retirados outros corpos não entregues a familiares.

O Ministério Público anunciou que 116 cadáveres foram enterrados nessas covas, em 28 de março de 2014, localizadas em um cemitério do povoado de Tetelcingo, no município de Cuautla, estado de Morelos, vizinho à Cidade do México.

Ativistas duvidam, porém, da veracidade do registro oficial e acreditam na existência de exumações irregulares. O fato é que as autoridades contam com processos de investigação de apenas 88 dos corpos na cova.

"Reconhecemos a luta incansável dos familiares e das organizações das vítimas de mais de 30.000 desaparecidos no país, que se afunda em barbárie", disse o reitor da Universidade Autônoma do Estado de Morelos (UAEM), Alejandro Vera.

Ele é o criador de um programa de ajuda a pessoas que procuram seus entes desaparecidos, no contexto da guerra contra o tráfico no México.

A ONU e outras organizações civis estimam que exista, ao menos, 20.000 desaparecidos no país.

A exumação, que pode durar cinco dias, foi iniciada pelo promotor de Morelos, Javier Pérez, e por Maria Concepción e Amalia Hernández, mãe e tia de Oliver Wenceslao Navarrete Hernández. O rapaz foi sequestrado em 23 de maio de 2013, em Cuautla. Dezenas de familiares de outros desaparecidos também estavam presentes.

Encontrado em junho de 2013 em um barranco e logo identificado por sua família, Oliver não pôde ser sepultado por insistência da promotoria em retê-lo para perícia. Algum tempo depois, porém, o cadáver sumiu dos registros.

Após três meses de "muitas denúncias e muitas batalhas", um funcionário revelou que Oliver havia sido enterrado em Tetelcingo "com assinaturas de autorização falsas".

O cadáver estava debaixo de dezenas de corpos, "violando protocolos internacionais, que indicam que as covas comuns de cadáveres devem separar um corpo do outro, no caso de eventuais pedidos", afirmou o diretor do Programa de Atenção a Vítimas da UAEM, Roberto Villanueva.

Presidente em exercício foi recebido nesta segunda-feira com gritos de "golpista" de opositores e funcionários do Congresso

O presidente em exercício, Michel Temer (PMDB), chegou na tarde desta segunda-feira (23) ao Congresso Nacional para entregar a proposta de alteração da meta fiscal de 2016 ao presidente da Casa, senador Renan Calheiros (PMDB-AL). 

Ao chegar, Temer foi recebido com gritos de "golpista" por funcionários do Congresso. Já próximo ao gabinete de Renan, os protestos continuaram com os deputados petistas Paulo Pimenta (RS), Moema Gramacho (BA) e Helder Salomão (ES) que acompanharam Temer até a entrada na sala da presidência do Senado. Em seguida o ministro do Planejamento, Romero Jucá, chegou ao Senado e também entrou para a reunião com Renan.

Os gritos de "golpista" se repetiram assim que Temer deixou o encontro, que contou ainda com a presença dos ministros da Fazenda, Henrique Meirelles, da Casa Civil, Eliseu Padilha, e da Secretaria de Governo, Geddel Vieira Lima. 

Após a rápida reunião com Temer, o presidente do Senado disse que o peemedebista pediu que a nova proposta de meta fiscal do governo seja aprovada rapidamente pelo Congresso. "Ele [Temer] pediu para agilizarmos a aprovação da redução do superávit. Ee nós vamos fazer isso. Neste momento, é fundamental ajudar o Brasil. Vou tratar o governo Temer da mesma forma que eu tratei o governo Dilma", disse Renan, que não quis comentar a polêmica envolvendo o ministro Romero Jucá. Temer não quis dar declarações à imprensa.

Temer exonera Jucá e agradece 'trabalho competente e dedicação'

O presidente interino Michel Temer divulgou no início da noite desta segunda-feira uma nota em que informa sobre o pedido de afastamento do ministro do Planejamento, Romero Jucá. Ele agradece o "trabalho competente e a dedicação" de Jucá e diz que contará com a ajuda do peemedebista no Senado até que "sejam esclarecidas as informações divulgadas pela imprensa".

Jucá pediu pediu nesta segunda-feira licença do cargo de ministro. O ministro disse que ficará afastado do cargo até o Ministério Público Federal se pronunciar sobre os áudios e destacou que, se for inocentado, voltará ao posto. Jucá afirmou que indicará temporariamente para o cargo o secretário-executivo do próprio Planejamento, Dyogo Oliveira. Ministros ligados a Temer, porém, dizem que o afastamento de Jucá é definitivo, segundo informa o colunista Jorge Bastos Moreno.

— Eu sou o presidente do PMDB e um dos consultores desse governo. Não farei nada que possa prejudicar. Vou sair de licença amanhã. Enquanto o Ministério Público não se manifestar, dizer que não houve crime, eu aguardo fora do ministério — disse Jucá.

segunda-feira, 23 de maio de 2016

Em gravação, Romero Jucá sugere pacto para barrar Operação Lava Jato, diz jornal

O ministro do Planejamento Romero Jucá sugeriu ao ex-presidente da Transpetro Sérgio Machado que uma "mudança" no governo resultaria em um pacto para deter o avanço da Operação Lava Jato. A informação é do jornal Folha de S.Paulo 

Conversas foram registradas no mês de março desse ano, semanas antes da votação da Câmara que deu início à abertura do processo de impeachment de Dilma (Foto: Agência Senado)

As conversas foram registradas semanas antes da votação na Câmara do processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff, em março.

“O Janot está a fim de pegar vocês. E acha que eu sou o caminho. Ele acha que eu sou o caixa de vocês”, diz Machado a Jucá. 

Segundo a Folha, o ex-presidente da Transpetro temia que o juiz Sergio Moro, em Curitiba, assumisse as investigações caso fossem enviadas pelo Supremo Tribunal Federal (STF).

Os diálogos sugerem que o envio de seu caso para Moro seria uma forma de pressioná-lo a fazer delação premiada. Machado diz ainda que novas delações não “deixariam pedra sobre pedra”. 

“Aí fodeu. Aí fodeu todo mundo. Como montar uma estrutura para evitar que eu ‘desça’? Se eu ‘descer’...”, afirmou.

Jucá, então, concordou que o caso não poderia ser enviado a Moro e disse que seria necessária uma resposta política. “Se é político, como é a política? Tem que resolver essa porra. Tem que mudar o governo para estancar essa sangria”, disse Jucá.

AGENTE DE TRÂNSITO ACUSA GOVERNO JABES DE PERSEGUIÇÃO


O agente de trânsito Arnaldo Souza afirmou a este blog que teve parte dos seus vencimentos cortada de forma indevida. Além disso, afirma que é impedido de trabalhar na rua, sendo obrigado a prestar serviços internos.
Arnaldo encaminhou a denúncia ao Ministério Público do Estado da Bahia e ao Ministério Público do Trabalho, no entanto, ainda não obteve respostas desses órgãos.
Além disso, Souza solicitou abertura de inquérito administrativo disciplinar contra o secretário de infraestrutura, transporte e trânsito do município, Isaac Albagli, que teria praticado assédio moral contra o agente de trânsito.
Segundo Arnaldo, a solicitação foi feita em setembro de 2015, contudo, até o dia 16 de maio de 2016, ela ainda não havia sido enviada para a comissão de inquérito. O documento estaria engavetado na própria Secretaria de Infraestrutura, Transporte e Trânsito. “Ou seja, em poder do acusado”, lamentou o agente de trânsito.



gusmao

Câmara de Vereadores torrou mais de R$ 04 mil com pintura


Dinheiro público mal administrado.

Foi publicado no Diário Oficial do Poder Legislativo extrato de contrato em que a Câmara Municipal de Vereadores pagou a quantia de R$ 4.080,00 ao um pintor para aplicação de massa plástica e pintura da área externa do prédio. O profissional foi contratado sem processo licitatório. 

Entre o período de 18 de maio a 31 de dezembro o Poder Legislativo deve gastar o montante de R$ 11.600,00 (onze mil e seiscentos reais) de refeições num restaurante da cidade, a Lei veda esse tipo de despesas por parte do Poder Legislativo, bem como há parecer do TCM contrário a esse gasto. Discrepância com o dinheiro do povo.



fabioroberto

Morte de dois jovens a tiros em praça choca pequeno município

O assassinato de dois jovens, uma garota de 18 e um rapaz de 19 anos, por volta do meio-dia deste domingo (22) em uma praça que pertence a uma escola, chocou a comunidade de Morro Redondo, cidadezinha da Região Sul do Rio Grande do Sul que tem pouco mais de 6 mil habitantes, segundo o IBGE.
Os dois conversavam quando foram alvejados e não resistiram. Até o momento, ninguém foi preso.
Daniel Borges e Milena Weber estavam na praça quando foram atingidos pelos quatro tiros disparados contra eles. O jovem morreu no local do crime. A garota ainda chegou a ser levada a um hospital, mas não resistiu. Segundo a polícia, ele foi baleado três vezes, e ela, uma."A gente fica chocado. Filho de um amigo meu... A população de Morro Redondo fica apavorada com isso", desabafa o autônomo Luciano Fonseca.
morro redondo, rs, jovens (Foto: Reprodução/RBS TV)Daniel tinha 18 anos (Foto: Reprodução/RBS TV)
Vizinha da praça, a aposentada Gladis dos Santos ouviu os tiros. "A gente viu aqueles disparos e foi para a janela olhar, mas não viu ninguém passando, nem nada", conta.
Nas famílias dos jovens, o sentimento é de tristeza e revolta. "Ela não tinha inimigos, nenhum que eu conhecesse. Ela era uma guria bem quieta", diz o pai de Milena, Edegar Weber.
Filha de agricultores, ela estava prestes a tirar a primeira habilitação. Há cerca de uma semana, havia terminado um relacionamento, contam familiares.
"Ele disse que ia sair meia hora e não voltou. Nós estávamos esperando ele para o almoço... Estamos inconformados", lamenta o pastor Daniel Caldeira, amigo do jovem.
morro redondo, rs, jovens (Foto: Reprodução/RBS TV)Milena tinha 19 anos (Foto: Reprodução/RBS TV)
A Polícia Civil investiga o caso. A delegada Lisiane Matarredona diz que vai dar "a máxima prioridade ao caso". O suspeito dos disparos ainda não foi identificado. Inicialmente, uma das possibilidades levantadas era o ex-namorado de Milena. Porém, ainda não há uma conclusão.
"Nós não podemos dizer se eles estavam se relacionando ou não [os jovens que foram mortos]. Temos que seguir a investigação para buscar a autoria", resume a delegada.
Parentes e amigos relataram que os jovens não estavam em um relacionamento amoroso e seriam apenas colegas de escola.

 
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Thales Farias